Suiá Missú – Fazendeiros devem desocupar terra indígena em Mato Grosso até amanhã

Moradores não índios da comunidade Posto da Mata, na Terra Indígena Marãiwatsédé (MT), têm que desocupar a área até amanhã (4). O prazo foi determinado pela Justiça e faz parte da Operação de Desintrusão, iniciada em dezembro. Quem não deixar a terra indígena, terá os bens confiscados pela Justiça e poderá responder por crime de desobediência, segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai).  Leia mais »

Suiá Missú – Informes sobre a operação de desintrusão da TI Marãiwatsédé (MT) – Atualizado: Informe 09

Atualização da situação na região de Alto Boa Vista/MT, com base em dados veiculados pela Fundação Nacional do Índio – FUNAI – sobre a  desintrusão na Terra Indígena Marãiwatsédé.

Leia mais »

Suiá Missú – Moradores devem desocupar reserva indígena de MT em até dois dias

Faltando dois dias para o fim do prazo de retirada das famílias do Distrito de Posto da Mata, em Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá, aproximadamente metade da população já desocupou o povoado, de acordo com a Associação dos Moradores da Gleba Suiá Missú. No entanto, as forças de segurança que atuam na operação não souberam informar quantas pessoas saíram até esta quarta-feira (2). A desocupação da reserva indígena Marãiwatsédé iniciou no dia 10 de dezembro do ano passado. As famílias devem sair da área até a sexta-feira (4).   Leia mais »

Amazônia – Ministério Públco investiga tráfico de drogas em aldeias indígenas no Amazonas

O Ministério Público Federal (MPF) do Amazonas investiga o “plantio e tráfico de drogas” em aldeias indígenas dos municípios de Pauini e Boca do Acre, região sul do Estado, onde existe plantio e tráfico de maconha e “mela”, que é a pasta de cocaína.  Leia mais »

Suiá Missú – Polícia dá 4 dias para vila erguida em área indígena de MT ser desocupada

A desocupação do vilarejo de Posto da Mata, último reduto de resistência dos não índios contrários à saída da Terra Indígena de Marãiwatsédé, em Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá, tem data marcada para acontecer. Ocupado por pelo menos 50 agentes da Força Nacional de Segurança, Polícia Federal e Rodoviária desde este último domingo (30), o lugar terá que ser desocupado definitivamente até o dia 4 de janeiro.  Leia mais »

RR – Funai identifica tribo isolada e delimita área

Um sobrevoo feito em 2011 por uma equipe da Eletronorte, acompanhada do sertanista Porfílio de Carvalho, na divisa entre Roraima, Amazonas e Pará, no Sul do Estado, identificou mais uma tribo indígena isolada, ou seja, índios que até o momento não mantiveram contato com outras comunidades. A descoberta rendeu a publicação de uma portaria no dia 26 passado, que delimita e restringe uma área de 43 mil hectares no município de Rorainópolis, a 294 km de Boa Vista, onde vivem os primitivos índios Pirititi.  Leia mais »

Suiá Missú – Presos em área de conflito em MT suspeitos de queimar veículo da Funasa

Um grupo de moradores da comunidade de Posto da Mata, em Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá, foi detido neste domingo (30) por agentes da Força Nacional de Segurança pela suspeita de atear fogo no caminhão da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) que carregava sete toneladas de alimentos que seriam entregues para os índios da região na última sexta-feira (28). Leia mais »

Suiá Missú – Agentes usam bombas durante desocupação de área indígena em MT

Segundo moradores, ação começou por volta das 5h deste domingo. Famílias resistem em deixar terra de propriedade dos xavantes.

Bombas de gás lacrimogênio foram jogadas na comunidade Posto da Mata, em Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá, na manhã deste domingo (30), durante operação de retirada das famílias que vivem na terra indígena Marãiwatsédé, segundo relatos de moradores. “Fiquei desesperada. Eles passaram de helicóptero soltando bombas. Uma delas caiu no meu telhado e outra no quintal da minha casa”, declarou Neuza Fernandes.

Leia mais »

Desintrusão – Demarcação de terras indígenas é tema de entrevista no canal do STF no YouTube

O canal oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) no YouTube divulgou nesta sexta-feira (28) entrevista com o procurador-chefe nacional da Funai (Fundação Nacional do Índio), Flávio Chiarelli, sobre demarcação de terras indígenas.

 

Conheça os marcos legais e os critérios levados em conta pela Funai nas demarcações dos territórios indígenas. Na entrevista, Chiarelli explica que a Funai objetiva demarcar cerca de 680 áreas distribuídas entre as 220 etnias indígenas existentes no Brasil. Desse total, quase 400 reservas estão com o procedimento de demarcação finalizado.

Ver em :

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=im_i5wVYFjQ 

Suiá Missú – Mesmo regularizadas, terras indígenas motivam conflitos

O jornal O Globo publica matéria sobre a situação das terras indígenas já regularizadas, mas que continuam enfrentando problemas de invasão de madeireiros ou garimpeiros, de desmatamento e de ocupação irregular do solo.  

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/mesmo-regularizadas-terras-indigenas-motivam-conflitos-7161412#ixzz2GXB9fjPW .

A matéria destaca o desmatamento na Terra Indígena Xavante.  

Suiá Missú – Informes sobre a operação de desintrusão da TI Marãiwatsédé (MT) – Atualizado: Informe 08

Atualização da situação na região de Alto Boa Vista/MT, com base em dados veiculados pela Fundação Nacional do Índio – FUNAI – sobre a  desintrusão na Terra Indígena Marãiwatsédé. Leia mais »

Suiá Missú – Produtores de área em conflito põem fogo em caminhão da Funasa

Um caminhão da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) foi incendiado nesta sexta-feira (28) no distrito de Posto da Mata, em Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá,  onde se concentra o foco de resistência dos produtores rurais contrários à desocupação da Terra Indígena de Marãiwatsédé. Leia mais »

Fortalecerán mecanismos de protección de pueblos indígenas en aislamiento

Desde mediados de 2013 el Banco Interamericano de Desarrollo (BID) pondrá en marcha acciones orientadas al fortalecimiento de los mecanismos de protección de los Pueblos Indígenas en Aislamiento o en situación de Contacto Inicial (PIACI). Leia mais »

Funai restringe ingresso em nova área de índios isolados em Roraima

Portaria da Fundação Nacional do Índio (Funai), publicada nesta quarta-feira (26), no Diário Oficial da União restringe o direito de ingresso, locomoção e permanência de pessoas estranhas aos quadros da Funai, em uma área de aproximadamente 43 mil hectares, vizinha à Terra Indígena (TI) Waimiri-Atroari, em Roraima. A restrição, válida por três anos, se justifica pela confirmação de presença de grupo de índios isolados na região.

A presença dos índios chamados de Pirititi pelos vizinhos Waimiri-Atroari foi confirmada em 2011, quando equipe da Funai avistou malocas e roçado - Foto: CGIIRC / DPT / Funai
A presença dos índios chamados de Pirititi pelos vizinhos Waimiri-Atroari foi confirmada em 2011, quando equipe da Funai avistou malocas e roçado – Foto: CGIIRC / DPT / Funai

Leia mais »

Indígenas satisfechos con informe ONU que confirma impactos de hidroeléctrica

La dirección de la comarca indígena ngöbe buglé está satisfecha con el informe de la comisión especial de Naciones Unidas que dictaminó afectaciones a esas comunidades de continuarse las obras de la hidroeléctrica de Barro Blanco. Leia mais »