Projeto da ONU apoia refugiados e migrantes indígenas venezuelanos Warao no Pará

O projeto Promotores Comunitários e resultado de esforços conjuntos da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, e parceiros como a Canadá no Brasil e Aldeias Infantis SOS Brasil; o objetivo é fortalecer a autonomia de refugiados e migrantes indígenas venezuelanos Warao que vivem no Pará.

Ocha/Gemma Cortes
Inquérito apura razões para migrar e necessidades prioritárias no acesso a serviços – Publicado em: ONU

Leia mais »

Risco de colapso sanitário em Roraima é tema de reunião com a Casa Civil

Edição de normativo aliviaria pressão social para atendimento de venezuelanos que se encontram em território brasileiro

Foto de fundo: Marcelo Camargo – Agência Brasil / Arte: AsscoInf/PFDC

Leia mais »

Ponte da Integração: o apelo do bispo de Rio Branco para resolver a crise humanitária dos imigrantes

Em artigo assinado pelo bispo de Rio Branco, dom Joaquín Pertíñez, o apelo pela segurança dos imigrantes na Ponte da Integração, que liga Assis Brasil, no Acre, a Iñapari, no Peru, dirigido “às autoridades competentes, inclusive a organismos internacionais, para que solucionem esta crise humanitária, que vai contra todos os direitos humanos.

Fonte: Google Maps – Ponte Brasil-Peru

Leia mais »

Programa da ONU ajuda venezuelanas a refazer a vida no Brasil

Mulheres que vêm da Venezuela têm dificuldade para conseguir emprego

Boa Vista (RR) – Acampamento de refugiados venezuelanos montado pelo Exército Brasileiro e a Agência das Nações Unidas para Refugiados (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Leia mais »

ONU Mulheres defende prioridade a meninas e mulheres em resposta humanitária no Brasil

No Dia Internacional das Mulheres, 8 de março, a ONU Mulheres destaca resultados do programa desenvolvido com outras agências da ONU em Roraima que, desde 2019, já alcançou cerca de 10 mil refugiadas e migrantes prioritariamente venezuelanas.

Foto produzida antes da pandemia de COVID-19. Foto | Felipe Abreu/ONU Mulheres Brasil

Leia mais »

ONU e sociedade civil pedem R$ 500 milhões para apoiar refugiados e migrantes da Venezuela no Brasil em 2021

Os participantes da Plataforma R4V – Resposta a Venezuelanos anunciaram um plano de 98 milhões de dólares (cerca de R$ 500 milhões) para, em parceria com instituições governamentais, apoiar a proteção, assistência e integração de pessoas refugiadas e migrantes da Venezuela no Brasil que receberão ajuda humanitária no país ao longo de 2021.

Índígena venezuelano Warao em Manaus – Foto | Felipe Irnaldo/ACNUR

Leia mais »

Nota técnica conjunta defende ingresso excepcional de venezuelanos em grave situação de vulnerabilidade

MPF, MP Estadual e Defensorias Públicas da União e de Roraima propõem mudanças em portaria interministerial

Foto: PFDC

Leia mais »

Soluções duradouras para indígenas migrantes e refugiados venezuelanos no Brasil

A fim de contribuir com a estruturação de soluções duradouras para indígenas venezuelanos no Brasil, a Organização Internacional para Migrações, OIM, realizou um estudo nas cidades de Boa Vista, Pacaraima e Manaus para identificar as necessidades e os anseios dessa população.

Foto publicada em ONU NEWS 03/03/2021

Leia mais »

Governo Federal e OIM iniciam pesquisa nacional sobre população indígena venezuelana no Brasil

Uma pesquisa inédita vai apoiar a construção de políticas públicas nacionais para a população indígena de venezuelanos imigrantes no Brasil. A iniciativa é uma parceria do Ministério da Cidadania, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Leia mais »

Exército auxilia apreensão de embarcações na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa

No dia 21 de fevereiro, o Comando Conjunto Norte (CCjN), formado pelo Comando Militar do Norte do Exército Brasileiro, pelo 4º Distrito Naval da Marinha do Brasil e pela Ala 9 da Força Aérea Brasileira, apreendeu duas embarcações na calha do Rio Oiapoque, fronteira do Brasil com a Guiana Francesa. A ação ocorreu no contexto das Operações Ágata e covid-19.

Leia mais »

UFRR debate ordenamento urbano, assistência técnica e fluxo migratório no território de Roraima

O vice-reitor da Universidade Federal de Roraima (UFRR), Silvestre Lopes da Nóbrega, abrirá nesta quinta-feira, 25 de fevereiro, às 9 horas, pelo horário local, por meio da plataforma Meet, a I Jornada da Rede Amazônia com o tema “Regularizar, Morar, Conviver e Preservar”, que tem como objetivo a troca de experiências e de conhecimentos sobre a temática da regularização fundiária e a prevenção de conflitos socioambientais no território, ofertar capacitação e assistência técnica em rede para dialogar com gestores públicos e privados do Estado, construir fluxos de procedimentos para fortalecer o ordenamento urbano e buscar superar os desafios colocados pelos fatores migratórios regionais.

Leia mais »