Aquário do Museu Goeldi ganha versão virtual

110 anos após sua fundação, o aquário público mais antigo do Brasil, localizado no Parque Zoobotânico da instituição sesquicentenária, vai ganhando corpo no mundo virtual. Em 29 de junho, dia de celebrar São Pedro e o Pescador, o Museu Goeldi apresenta aos internautas a primeira etapa do Aquário Digital. A visita on-line é um dos resultados do Trabalho de Conclusão de Curso de Débora Blois, museóloga pela Universidade Federal do Pará.

Leia mais »

Alterações no regime de inundação ameaçam árvores centenárias da Amazônia

Estudo do Inpa mostra que degradações do ambiente provocadas pela construção de hidrelétricas em combinação com mudanças do clima podem alterar permanentemente o pulso de inundação abaixo das barragens, prejudicando ecossistemas inteiros

Leia mais »

Pesquisa revela mar na Bacia do Amazonas há aproximadamente 410 milhões de anos

Os fósseis, que revelaram uma paisagem surpreendente para a região do Xingu, onde hoje se encontra a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, estão abrigados no Museu Paraense Emílio Goeldi.

Acervo COCTE: Acervo paleontológico da Coordenação de Ciências da Terra e Ecologia do Museu Paraense Emílio Goeldi (Belém – PA).

Leia mais »

Pesquisas ecológicas de longa duração no Pantanal e na Amazônia

Como parte da Semana do Meio Ambiente, o corpo técnico-científico do Museu Goeldi se dedica a uma série de programações virtuais nos próximos dias. Uma delas se dará nesta quinta-feira (04), às 10h, com o bate-papo organizado pela Universidade do Estado de Mato Grosso.

Leia mais »

Ibama lança livro on-line sobre conservação de quelônios na Amazônia

O Ibama lançou, em parceria com especialistas de universidade, institutos e órgãos ambientais, a versão digital do livro do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Quelônios da Amazônia.

2019-12-30-IBAMA_QUELONIOS_capa

Nova espécie de mosca é identificada com sobrenome de pesquisador do Inpa

O entomólogo Marcio Luiz Oliveira foi homenageado com o nome de uma nova espécie de mosca coletada por ele, em 2017, no Pelotão de Fronteira Querari, do Exército Brasileiro, situado na fronteira com a Colômbia.

Mosca 1

Leia mais »

Arte indígena no Brasil é destaque em simpósio virtual

O tema será abordado por Lucia Hussak van Velthem, pesquisadora do Museu Goeldi, durante a palestra de encerramento no evento promovido pelo Museu Paranaense. Nesta sexta (29), às 18h, a antropóloga aborda estudos já desenvolvidos no país e analisa conceitos sobre diversidade cultural.

Leia mais »

INPE/CCST, INMET E CEMADEN divulgam nota conjunta sobre clima e desastres naturais em 2019

Sumário dos principais aspectos climáticos e de desastres naturais observados no Brasil em 2019, comparando-os com a média de 1981 a 2010, denominada Normal Climatológica (NC).   Leia mais »

Árvore com maior folha do mundo ganha identificação botânica

Por falta de flores e frutos, pesquisadores levaram quase quatro décadas para descrever uma nova espécie do gênero Coccoloba da Amazônia, de árvores com folhas gigantes que podem chegar a 2,50 metros de altura no habitat natural. De características únicas, a imensa folha de Coccolobagigantifolia pode ser vista na Casa da Ciência, no Bosque da Ciência do Inpa e no hall de entrada do Herbário do Instituto.

Coccoloba WéricaLimaInpa

Leia mais »

Bióloga brasileira descobriu nova espécie de peixe bagre no Amazonas, com o apoio da National Geographic

A bióloga brasileira Elizabeth Henschel descobriu uma nova espécie de peixe bagre na cidade de Rio Preto da Eva no Amazonas!  A pesquisa foi apoiada pela National Geographic Society.

O achado expande o conhecimento sobre a biodiversidade na zona e enriquece o estudo da morfologia e genealogia desses peixes.  

O pequeno bagre Ammoglanis obliquus não mede mais que 1,5 cm. A espécie foi descoberta em uma região da Amazônia onde a presença de peixes do gênero Ammogranis nunca havia sido documentada. FOTO DE ELIZABETH HENSCHEL

Leia mais »

Museu Goeldi pesquisa a dinâmica florestal no Parque Estadual do Utinga

O projeto, coordenado pelo pesquisador Leandro Ferreira, possibilita monitorar, em longo prazo, o comportamento das espécies florestais e seus processos de crescimento, mortalidade e recrutamento.

Agência Museu Goeldi

Leia mais »