Em iniciativa inédita, Funai promove participação de produtores indígenas na AgroBrasília 2022

Em uma iniciativa inédita, a Fundação Nacional do Índio (Funai) promove nesta semana a participação de mais de 30 agricultores indígenas na “AgroBrasília 2022: Feira de Tecnologia e Negócios do Agro”, que ocorre entre os dias 17 e 21 de maio, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, em Brasília.

Foto: FUNAI

Leia mais »

Em Rondônia, Funai entrega 4,5 mil mudas de café a famílias indígenas

Famílias da Terra Indígena Sete de Setembro, em Rondônia, receberam 4,5 mil mudas de café com o apoio logístico da unidade descentralizada da Fundação Nacional do Índio (Funai) localizada em Cacoal (RO). As mudas foram adquiridas por produtores da etnia Paiter Suruí, que contaram com o suporte da fundação para o transporte delas até a aldeia Betel, onde serão cultivas em uma área de aproximadamente quatro hectares.

Famílias da Terra Indígena Sete de Setembro, em Rondônia, receberam 4,5 mil mudas de café. Foto: Divulgação/Funai

Leia mais »

Áreas de cultivo de café da etnia Paiter Suruí fazem parte de rota turística em Rondônia

O cultivo de café em aldeias da etnia Paiter Suruí no município de Cacoal é uma das mais novas rotas turísticas regionais de Rondônia. Tanto a população local quanto quem visita o estado pode conhecer as áreas de plantio a 500 quilômetros de Porto Velho, capital rondoniense. A produção de café conta com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai) e se consolidou com uma das principais atividades produtivas das comunidades indígenas da região.

Foto: Marcos Suruí – Postada em: Funai

Leia mais »

Serviço Geológico do Brasil apresenta dados técnicos sobre Potássio e a relação com área indígena

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) participou, na tarde dessa terça-feira (05), de reunião na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) para apresentar dados técnicos que possam subsidiar a análise do PL 191/20 – que trata da exploração de recursos minerais em terras indígenas.


Esteves Colnago destacou importância da Mineração para o contexto atual

Leia mais »

Distorção em regras faz médios e grandes produtores abocanharem maior parte dos recursos públicos na Amazônia

Análise da PUC-Rio mostra que aplicação de fundos públicos foi distorcida e hoje beneficia sobretudo a agropecuária de grande porte na floresta.

Deforestation inside the Piripkura Indigenous Land, in Colniza, Mato Grosso state. Every year, Greenpeace Brazil flies over the Amazon to monitor deforestation build up and forest fires. From July 29th to 31st, 2021, flights were made over points with Deter (Real Time Deforestation Detection System) and Prodes (Brazilian Amazon Satellite Monitoring Project) warnings, besides heat spots notified by Inpe (National Institute for Space Research), in the states of Amazonas, Rondônia, Mato Grosso and Pará. Desmatamento dentro da Terra Indígena Piripkura, em Colniza, no Mato Grosso. Todos os anos o Greenpeace Brasil realiza uma série de sobrevoos de monitoramento, para acompanhar o avanço do desmatamento e das queimadas na Amazônia. De 29 a 31 de julho de 2021, monitoramos pontos com alertas do Deter e Prodes, além de pontos de calor, do Inpe, nos estados do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso e Pará – Postada em: INFOAMAZONIA

Leia mais »

Capacitação em cadastro fundiário contribui para regularização no Pará

A regularização fundiária, ainda hoje, é um dos maiores desafios na Amazônia para o avanço das políticas públicas de desenvolvimento na região. Para contribuir com melhorias na gestão territorial, o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) apoiou, no início de março, o I Curso de Capacitação em Cadastro Fundiário do Sicarf (Sistema de Cadastro de Regularização Fundiária do Pará), realizado no município de Capanema, no Pará, voltado a organizações sociais de agricultores familiares.

Postada em: IPAM Amazônia

Leia mais »

Maior parte da vegetação em regeneração da Amazônia está em áreas que não competem com a agricultura

Estudo inédito mostra que o país pode recuperar a floresta em larga escala sem perder áreas agricultáveis e com baixo custo

Área em regeneração dentro de propriedade privada no município de Paragominas (PA) – Foto: Vitória Leona/LabMídia/Imazon

Leia mais »

Embrapa testa novas cultivares de arroz irrigado para Roraima

A Embrapa Roraima vem conduzindo pesquisas com novas linhagens de arroz irrigado no campo experimental da várzea. Os experimentos de campo com a cultura do arroz irrigado para Roraima abrangem desde a fase mais inicial do processo de seleção de cultivares até a fase final com Ensaios de Valor de Cultivo e Uso (VCUs), que são necessários para o registro e proteção da cultivar junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Área experimental com Arroz irrigado – Postada em: EMBRAPA

Leia mais »

Série especial: Produção agrícola abre caminhos e oportunidades para indígenas do Mato Grosso

Indígenas das etnias Haliti-Paresi, Nambikwara e Manoki, das Terras Indígenas Utiariti e Paresi, no Mato Grosso, transformaram a realidade das suas aldeias com um novo formato de trabalho: as lavouras mecanizadas. A partir do plantio, colheita e comercialização de produtos como soja, milho e feijão, eles criaram possibilidades de mudança e prosperidade para os indígenas da região. Assim, avançaram não apenas na geração de renda, mas também no aumento de vagas de trabalho, no acesso à educação e, principalmente, no fortalecimento cultural. Na segunda matéria da série especial sobre a região, a Fundação Nacional do Índio (Funai) conta um pouco dessa história.

Indígenas transformaram a realidade das suas aldeias com o trabalho nas lavouras mecanizadas. Foto: Guto Martins/Funai

Leia mais »

Lideranças manifestam apoio a Projeto de Lei do Executivo que regulamenta atividade de mineração em terras indígenas

Lideranças de diferentes etnias têm manifestado apoio ao Projeto de Lei n° 191/2020, de autoria do Poder Executivo Federal, que autoriza e define critérios para a mineração em Terras Indígenas. Em mensagem de vídeo, eles defendem a regulamentação, bem como o direito de desenvolver a atividade, com regras claras e participação efetiva dos indígenas no processo. Confira os depoimentos abaixo.

O presidente da Cooperativa de Produtores e Agricultores Indígenas do Brasil, Felisberto Cupudunepá, da etnia Umutina (MT). Foto: Ubirajara Machado/Funai

Leia mais »

Estudo inédito consegue isolar o efeito do desmatamento sobre o preço das terras e commodities brasileiras

Análise do desmatamento como um fator isolado comprova que a prática beneficia aqueles produtores que têm condições de aumentar sua área cultivada por meio da incorporação de novas terras.

Postada em: Instituto Escolhas

Leia mais »

La selva amazónica sucumbe bajo la voracidad del crimen organizado

2020 marcó un récord en la destrucción de la Amazonía, con una pérdida de terrenos selváticos equivalente casi al territorio de Belice, y el panorama pinta aún más desolador para 2021. La deforestación llegó a niveles récord en BrasilPerú y Bolivia. En medio de estos, Colombia puede romper la tendencia, con un reporte de mejoras moderadas en lo corrido de 2021.

Leia mais »

Museu Goeldi leva tecnologias da Amazônia para evento de inovação

A Rio Innovation Week acontece na cidade do Rio de Janeiro (RJ) com a participação de mais de 1000 startups, 190 expositores e 500 palestrantes. O objetivo do evento é ser o mais completo encontro de tecnologia e inovação da América Latina. Dentro da programação, o Museu Goeldi fará parte da Vila da Ciência, apresentando tecnologias, produtos e processos desenvolvidos a partir do trabalho de seus cientistas sobre a Amazônia.

Postada em: Museu Goeldi

Leia mais »

A planejada exploração de terras indígenas aumenta o risco de novas pandemias: 1 – O Projeto Millenium

Uma nova cadeia produtiva de alimentos comerciais está surgindo que visa maximizar os lucros em detrimento do meio ambiente e das comunidades tradicionais da região amazônica.

Figura 1. (A) Mapa com locais das indústrias de Millenium Bioenergy: 1- Bonfim; 2- Manaus; 3- Rio Preto da Eva; 4- Itacoatiara. (B) Vegetação de campina no município de Rio Preto da Eva. (C) Vegetação de campinarana no município de Rio Preto da Eva. (D) “Lavrado” (savana de Roraima) em Bomfim, Roraima. (E) Campo de milho cultivado por uma empresa de agronegócio em o que já foi um lavrado em Roraima (fotos: L. Ferrante). Postada em: Amazônia Real

Leia mais »

Projeto desenvolve estratégias de crescimento sustentável no Pará

As cadeias produtivas do cacau e do açaí estão entre as principais da região amazônica, sendo o Estado do Pará o maior produtor. Em visita à cidade de Cametá, no oeste paraense, a equipe do projeto AFD Cadeias mapeou os riscos da expansão econômica – hoje, insustentável – do cultivo de açaí e ressaltou a importância da adoção de melhores práticas no setor.

Postada em: IPAM Amazônia

Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com