Aldeia do povo Paiter-Suruí investe em produção de cacau no estado de Mato Grosso

A produção de cacau é a nova iniciativa da aldeia Apoena Meirelles, etnia Paiter-Suruí, para a geração de renda e autonomia de cerca de dez famílias indígenas que vivem na parte mato-grossense da Terra Indígena Sete de Setembro, cujo território também se estende pelo estado de Rondônia.

O secretário da SEAF/MT, Silvano Amaral [de vermelho], e a liderança, Tomé Suruí [de laranja], com os técnicos da secretaria (foto: Ascom/SEAF)

Leia mais »

“Definitivamente não precisamos mais desmatar para incrementar a produtividade agropecuária” , afirma Sergio Leitão

“Se a pecuária do Brasil fosse um país, ele seria o 20º do mundo em termos de emissão de gases de efeito estufa”, informa a matéria “Revolução no prato” da edição especial da revista Globo Rural.

Leia mais »

Seminário internacional sobre integração lavoura-pecuária-floresta começa hoje

Começa hoje e vai até o dia 4 de setembro o Seminário internacional “Sistemas agrossilvipastoris na América Latina e Caribe: pesquisa e experiência”.

 -

Amazônia precisa de seriedade, não de “conversa de bêbados”

A discussão sobre o desmatamento na Amazônia é “conversa de bêbado”. Com esta expressão forte, o vice-presidente Hamilton Mourão, também presidente do Conselho da Amazônia, sintetizou o desconhecimento geral sobre a região, demonstrado pelos investidores estrangeiros participantes da videoconferência realizada em 9 de junho, com a participação do próprio Mourão e vários ministros.

Desmatamento na Amazônia Legal 1988-2018. O número oficial do INPE para 2019 foi 10.129 km2. (Fonte: INPE/PRODES.)

Leia mais »

Diretor da Embrapa desfaz fantasias espalhadas mundo afora sobre Amazônia

Evaristo de Miranda criticou a ameaça de boicote ao agronegócio brasileiro em razão de suposto desmatamento na região.

Leia mais »

Webconferência discute nesta sexta Agricultura Familiar e Segurança Alimentar na Amazônia

Atividade é promovida pelo Centro Regional de C&T em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional na Região Norte, coordenado pelo Inpa. O Centro busca investigar as potencialidades da biodiversidade amazônica, valorizar alimentos regionais, apoiar a geração de renda e a melhoria das condições de saúde e nutrição da população. Link da transmissão https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/sigssan-norte 

SIGSSANPalestrajunho2020INPA 2

Leia mais »

Webconferência discutirá produção agrícola familiar na Amazônia, nesta sexta-feira

Atividade é promovida pelo Centro Regional de C&T em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional na Região Norte

Foto: Divulgação

MPF e MPPA pedem fim de arrozal em terras públicas no Marajó (PA) e regularização de área quilombola impactada

Também foi pedida à Justiça Federal perícia para o levantamento dos danos socioambientais ocorridos

Foto de uma moça negra sobre fundo preto com as palavras Direitos Quilombolas ao lado, em letras beges
Imagem por Olayinka Babalola via Unsplash.com

Leia mais »

A Regularização Fundiária decide também a manutenção (ou não) do Marco Temporal. Voce decide!

A luta pela aprovação da Lei que regulariza a questão fundiária no Brasil até parece a batalha em torno do Código Florestal, pois envolve os mesmos personagens. De um lado, os ativistas ambientais, capitaneados pelos conhecidíssimos artistas militantes (como Caetano Veloso), que, junto com jornalistas do exterior, dizem que a iniciativa em julgamento no Congresso Nacional seria, no fundo, uma tentativa de ampliar a grilagem de terras em nosso Pais.

Leia mais »

Produção de café cria alternativa ao desmatamento em Rondônia

As lavouras de café no Estado de Rondônia estão propiciando, em 15 municípios, emprego e renda a 17 mil famílias, inclusive indígenas, sem destruir a Floresta Amazônica. De acordo com estudo elaborado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Embrapa, durante a última década, a área dedicada ao cultivo do fruto diminuiu e a produção aumentou.

Plantação de Café – Valter Campanato/Agência Brasil

Leia mais »

Agroecologia e comunidades indígenas

A agroecologia, um termo criado recentemente que sempre foi praticada por comunidades tradicionais, como reforça esse estudo de revisão bibliográfica realizado por professores e alunos de pós-graduação da UFSCar e analista da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariuna, SP) que avaliou diferentes aspectos e as atividades com base na noção de Agroecologia em terras indígenas de diferentes regiões brasileira e biomas, contabilizando em 50 etnias.
Bruno Imbrosi -
Foto: Bruno Imbrosi

O avanço ilegal da soja sobre a floresta

Maior produtor do grão do País, Mato Grosso vive alta de desmatamento e de ilegalidade. Na safra 2018/2019, 64% das novas áreas plantadas estavam no bioma amazônico.

A soja ocupa 10 milhões de hectares do Mato Grosso – Deutsche Welle

Leia mais »