Cientistas alertam: devastação da Amazônia está próxima de um ponto irreversível

Modelos climáticos e estudos das mudanças na Amazônia estão levando cientistas a prever a savanização irreversível da floresta. A não ser que se tomem medidas imediatas, estima-se que de 50 a 70% da Floresta Amazônia possa se transformar em savana nos próximos 50 anos.

Leia mais »

Superintendente da Polícia Federal Alexandre Saraiva debate no Inpa crimes ambientais na Amazônia

Criado em 2007, o grupo constitui-se num fórum permanente e multidisciplinar do Inpa para análise de questões relevantes para a Amazônia e socialização do conhecimento.

  Leia mais »

MPF e pesquisadores da Universidade Federal de Rondônia se reúnem para tratar dos danos da hidrelétrica Tabajara

Nesta terça-feira (4), o Ministério Público Federal (MPF) se reuniu com grupos de pesquisa dos setores de energia sustentável e de geografia da Universidade Federal de Rondônia (Unir) na unidade sede do órgão, em Porto Velho. O MPF discutiu com os grupos as principais fragilidades do estudo de impactos ambientais da construção de uma barragem no rio Ji-Paraná (também chamado de rio Machado), em Machadinho D’Oeste (RO) – a de Hidrelétrica Tabajara.

Leia mais »

Operação Arquimedes: Justiça condena empresário por lavagem de madeira em esquema de extração ilegal na Amazônia

Sócio e administrador da empresa Amazon Brasil Indústria e Comércio de Madeiras Ltda. foi condenado a mais de quatro anos de prisão e multa de R$ 54,3 mil

Toras de madeiras empilhadas
Foto: Stockphotos

  Leia mais »

Nota de Esclarecimento sobre operação de combate ao desmatamento da Amazônia em Rorainópolis (RR) – Atualizações

Em relação à propagação de falsas notícias veiculadas na mídia sobre operação de combate ao desmatamento que resultou no óbito de um madeireiro ilegal (31/01) em Rorainópolis (RR), o Ibama esclarece que tal infortúnio ocorreu em decorrência da troca de tiros efetuada com membros da Polícia Militar de Roraima (Companhia Independente de Policiamento Ambiental – CIPA) em área de exploração ilegal de madeira.

Leia mais »

Operação Tolerância Zero fiscaliza Flona do Jamari em RO

Madeireiros ilegais têm agido dentro da Unidade de Conservação, causando danos ao meio ambiente.

fiscalizacao
As ações continuam no escopo da Operação Tolerância Zero. (Foto: Acervo/ICMBio)

Leia mais »

MPF denuncia envolvidos em desmatamento ilegal em terra indígena em Mato Grosso

O Ministério Público Federal denunciou à Justiça Federal em Cáceres (MT), envolvidos no desmatamento ilegal ocorrido na Terra Indígena Sararé, no município de Conquista D´Oeste.

Arte: Secom/PGR

Leia mais »

Nota à imprensa – Desmatamento na Terra Indígena Ituna-Itatá

Tendo em vista as informações veiculadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Ministério Público Federal a respeito da situação de crescente desmatamento na Terra Indígena (TI) Ituna-Itatá, a Funai declara que acompanha a situação da terra indígena por meio do Centro de Monitoramento Remoto (CMR) desta instituição e tem comunicado os órgãos ambientais e de segurança, entre eles Ibama e Polícia Federal, quanto à realidade da região, como é de sua competência.

FOTO: FUNAI

Leia mais »

Mourão comandará Conselho que vai coordenar ações de proteção e desenvolvimento da Amazônia

O governo vai criar um conselho para coordenar ações de proteção e desenvolvimento da Amazônia. A medida foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais nesta terça-feira. O chamado Conselho da Amazônia será coordenado pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, como explicou Bolsonaro.

Leia mais »

Conselho da Amazônia e Secretaria da Amazônia irão trabalhar juntos, diz ministro do Meio Ambiente

Ricardo Salles reforçou que o objetivo maior é aliar a preservação ambiental ao desenvolvimento socioeconômico da região.

Crédito: Ascom MMA

Leia mais »

‘É mais rentável ter a Amazônia em pé’

Para o climatologista Carlos Nobre, do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP), a Amazônia já está vivenciando o que ele chama de “ponto de inflexão”. Esse é o momento a partir do qual a destruição da floresta pode se tornar irreversível, com consequências para o clima mundial.

O climatologista Carlos Nobre, do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo – © PEDRO IVO PRATES/ESTADAO

Leia mais »