CIMI – Relatório indica aumento da mortalidade infantil entre povos indígenas

O relatório Violência contra os Povos Indígenas no Brasil, divulgado ontem (13) pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), indica que, em 2011, 126 crianças menores de 5 anos morreram devido à falta de assistência médica. O número é maior que o registrado em 2010, quando a organização indigenista ligada à Igreja Católica identificou 92 casos. Leia mais »

MT – Decisão sobre retirada de não-índios da Terra Maraiwãtsédé é comunicada a xavantes

Em uma cerimônia realizada na quarta-feira, 6 de junho, pela manhã, no centro da aldeia Maraiwãtsédé, do povo Xavante, a procuradora da República Marcia Brandão Zollinger entregou ao cacique Damião Paradzané uma cópia do documento que comunica a revogação de uma decisão anterior que suspendeu a retirada de fazendeiros, posseiros e grileiros que ocupam os limites da Terra Indígena Maraiwãtsédé, homologada em 1998, por um decreto presidencial. Leia mais »

Índios e comunidades tradicionais se consolidam como atores fundamentais para a transição rumo à sustentabilidade

Rio+20 – Especialistas discutiram a importância do conhecimento tradicional e indígena em diversas esferas, como na educação, política, meio ambiente e medicina.

De vítimas da exploração dos recursos naturais a atores do cenário sócio, político, econômico e ambiental internacional. Fazer essa passagem é um dos principais objetivos – já em curso – das comunidades indígenas e tradicionais de todo o mundo, o que garantiria não só a sobrevivência desses povos, mas também a de todos os outros. Isso porque esses grupos estão passando de objeto de estudo a criadores de novos paradigmas, estabelecendo uma relação cada vez mais igualitária com as classes dominantes.  Leia mais »

Povos indígenas querem discutir modelo de desenvolvimento na Rio+20

Consultor técnico da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) para o Acampamento Terra Livre, que acontecerá na Cúpula dos Povos durante a Rio+20, Carlos Alberto Teixeira Nery, do povo Piratapuia, diz que a violação dos direitos indígenas, em consequência do atual modelo desenvolvimentista, da crise do capitalismo, da economia verde e seus impactos, é um dos principais temas de interesse dessas populações durante a Conferência da ONU. Presidente da Associação das Comunidades Indígenas do Médio Rio Negro, de Santa Isabel do Rio Negro, no Amazonas, Nery diz, nesta entrevista à Clima e Floresta, que os povos indígenas têm se reunido e preparado para o evento, mesmo que não tenham participação direta na programação oficial. Leia mais »

RR – COIAB e IPAM discutem ações de enfrentamento às mudanças climáticas

Segundo os últimos relatórios do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), a ciência do clima vem comprovando que é inevitável algum grau de mudança climática global. Assim como os cientistas, os povos indígenas também vêm constatando as mudanças no clima e os impactos para as floresta e a biodiversidade que refletem em mudança em seu modo de vida tradicional. 

Nesse contexto, o desenvolvimento de Bases para um Plano Indígena de Enfrentamento às Mudanças Climáticas que contemple a visão dos povos indígenas, juntamente com uma projeção científica dos impactos e ações de adaptação em suas regiões, possibilita uma discussão mais aprofundada sobre como eles se adaptariam ou já vem se adaptando às mudanças climáticas. Leia mais »

FUNAI – Usinas são irreversíveis

Para a Fundação Nacional do Índio (Funai), a construção de usinas hidrelétricas é um caminho inevitável e necessário para garantir a geração de energia elétrica do país. “A verdade é que não tem como deixarmos de fazer hidrelétricas na Amazônia. O que temos que discutir é quais são as tecnologias que iremos usar para ter o menor impacto ambiental possível, além de ter um sistema de compensação eficiente”, diz Aloysio Guapindaia, diretor do departamento de promoção ao desenvolvimento sustentável da Funai. Leia mais »

PA – Fim de repasse para os índios gera tensão em Belo Monte

As tensões indígenas que envolvem a construção da hidrelétrica de Belo Monte podem entrar numa fase mais aguda. O acirramento de ânimos dos milhares de índios que habitam o entorno de Altamira (PA) deve-se, basicamente, ao fim de uma “mesada” que as aldeias da região vinham recebendo da empresa Norte Energia, consórcio responsável pela construção da usina no rio Xingu. Leia mais »

Cimi – Mais de 500 índios foram mortos desde 2003 no Brasil

Levantamento feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), órgão vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), indica que desde 2003 mais de 500 índios foram assassinados no país. Somente no ano passado foram 51 casos, o equivalente à morte de um indígena por semana. Em relação ao ano anterior, houve redução no número de índios assassinados – haviam sido 60 casos em 2010. Leia mais »

Diretora da Funai alerta para retrocesso e inconstitucionalidade da PEC 215

Índios querem apoio de órgãos internacionais no decorrer do ciclo de conferências Rio+20 para impedir o avanço da tramitação da PEC 215. Depois de avançar no processo de reconhecimento dos direitos indígenas nas últimas duas décadas, o Brasil pode enfrentar um novo retrocesso nessa área caso seja homologada a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 215, de 28 de março de 2000, que transfere da União para o Congresso Nacional a responsabilidade de aprovar e ratificar a demarcação de terras indígenas. Essa é a avaliação da diretora de Proteção Territorial da Funai, Maria Auxiliadora de Sá Leão. Leia mais »

Publican directrices de protección para pueblos en aislamiento y contacto inicial

La Oficina del Alto Comisionado para los Derechos Humanos de las Naciones Unidas (ACNUDH) presentó en el Perú el documento Directrices de Protección para los Pueblos Indígenas en Aislamiento y en Contacto Inicial como un ejemplo de aplicación de la Declaración de las Naciones Unidas sobre los derechos de los pueblos indígenas. Leia mais »

El caso de la carretera Iñapari – Puerto Esperanza – Perú (*)

Unos días atrás se conoció el proyecto de Ley N° 1035/2011-CR proponiendo se declare de Interés Público y Necesidad Nacional construir una carretera o una línea férrea entre Iñapari (Tahuamanu, Madre de Dios) y Puerto Esperanza (Purús, Ucayali). Esta vía, bastante larga, correría estrechamente paralela a la frontera con el Brasil y en su recorrido atravesaría el Parque Nacional Alto Purús y afectaría asimismo la Reserva Comunal Purús. Además, en esa región existen indígenas en aislamiento voluntario. Leia mais »

MA – Imprensa internacional destaca situação dos Awá

Por generaciones, los awá vivieron alejados del resto de la humanidad, recogiendo frutas, cazando cerdos y monos y viviendo al ritmo de las temporadas climáticas en un rincón de la selva amazónica. Hasta que el resto del mundo dio con ellos. Llegaron taladores y hacendados e irrumpieron en las tierras ancestrales de la tribu para explotarlas. También llegó un ferrocarril que transporta toneladas de mineral de hierro extraído de minas en el corazón de la Amazonia y destinado a los puertos del Atlántico, desde donde es enviado mayormente a China. Leia mais »

PA – Atingidos por Belo Monte farão encontro paralelo à Rio + 20 em Altamira

No mesmo período em que o Rio de Janeiro recebe, vinte anos depois, alguns dos mais poderosos ‘jogadores’ da política e da economia globais para disputar os rumos do Planeta em uma nova cúpula sobre sustentabilidade – a Rio+20 -, o Rio Xingu será palco de um novo levante contra o atentado hidrelétrico à sua vida: o Xingu+23. Leia mais »

MT – Os Enawenê-Nawê: o que a Globo não disse

Numa produção milionária, com belíssimas imagens, a emissora global levou ao ar, logo depois do dia mundial do meio ambiente e no ambiente da Rio+20, o programa com a reportagem sobre os  Enawenê-Nawê. No Centro de Formação Vicente Cañas, um grupo de missionários do Cimi assistiu o programa. Parte deles está realizando um encontro sobre os mais de 70 grupos indígenas em situação de isolamento voluntário (os “isolados”) que fogem do contato de morte, das violências e das doenças. Leia mais »

RO – Força Nacional de Segurança está na Terra Indígena Suruí

A Força Nacional de Segurança foi enviada à reserva Suruí, no município de Cacoal, a 500 quilômetros de Porto Velho, pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos. O motivo seria ameaças feitas contra o cacique Almir Suruí, Ivaneide Bandeira, mulher de Almir, e outras lideranças indígenas. As ameaças são constantes desde 2009, quando lideranças das 27 aldeias da terra indígena Suruí proibiram o acesso de madeireiras à reserva. Leia mais »