Ibama identifica e multa em R$ 15,5 milhões os responsáveis pela extração ilegal de 7,3 mil toras na TI Pirititi (RR)

Madeira apreendida pelo Ibama em abril na Terra Indígena Pirititi, no sul de Roraima

Foto: Ibama

Foto: Ibama

Leia mais »

MPF defende que madeira apreendida em terras indígenas, em Roraima, vá a leilão

Ação ressalta o risco de perecimento ou furto caso o material permaneça no local onde foi encontrado

Ilustração com uma árvore e as palavras "meio ambiente".

Leia mais »

AGU demonstra validade de processos instaurados pelo Ibama contra desmatador

Foto: ibama.gov.br

Foto: ibama.gov.br

A Advocacia-Geral da União (AGU) demonstrou na Justiça a validade de processos administrativos instaurados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em razão do desmatamento indevido de floresta nativa da Amazônia legal. A atuação ocorreu no âmbito de ação ordinária em que o infrator ambiental pleiteava a anulação de dois processos administrativos da autarquia.

Leia mais »

Seminário debate caminhos para o desmatamento zero na Amazônia

Oito organizações ambientalistas – Greenpeace Brasil, ICV, Imaflora, Imazon, IPAM, Instituto Socioambiental, WWF-Brasil e TNC Brasil – apresentaram pela primeira vez no Brasil o relatório “Desmatamento zero na Amazônia: como e por que chegar lá”. O seminário, que aconteceu em São Paulo com a mediação do jornalista Marcelo Tas, teve como objetivo debater as propostas apresentadas pelo grupo no documento para frear o desmatamento, que atualmente causa perdas para o Brasil – cessar a remoção de florestas na região e mudar a forma como o solo é usado, por sua vez, só trarão vantagens ao país. 

Leia mais »

Justiça proíbe presença de invasor que promovia o desmatamento em assentamento em Santarém (PA)

MPF denunciou Sancler Viana Oliveira por invadir, desmatar e vender ilegalmente lotes do projeto de assentamento Corta Corda, em Santarém, no oeste do Pará

Imagem de árvores cortadas no chão
Segundo a denúncia, Sancler Oliveira pedia comissão aos madeireiros clandestinos (foto ilustrativa por Picography em domínio público, via Pixabay.com)

Leia mais »

Desmatamento em ‘terra de ninguém’ na Amazônia sobe para média de 11,5%

Áreas não designadas na Amazônia somam 70 milhões de hectares. Para especialista, destinar essas terras para usos sustentáveis é fundamental para acabar com a derrubada na floresta

Leia mais »

Um quilômetro quadrado desmatado na Amazônia equivale a 27 novos casos de malária – Incidência da doença é maior em pequenos focos de desmatamento próximos a assentamentos rurais

Cada quilômetro quadrado de floresta tropical nativa derrubado na Amazônia está associado a 27 novos casos de malária por ano, no período entre 2009 e 2015, revela pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. A comparação da incidência da doença com dados sobre áreas impactadas pelo homem também mostra que a ocorrência é maior quando há abundância de pequenas áreas devastadas, detectadas por imagens de satélite. O risco é aumentado pela capacidade do mosquito vetor da malária se adaptar às áreas impactadas, aliada à maior presença tanto de pessoas suscetíveis como infectadas pelo parasita que causa a doença. A essa situação podem se somar as condições precárias de vida da população, baixo nível educacional, desconhecimento sobre a transmissão da infecção e difícil acesso aos serviços de saúde.

Maior incidência de malária está associada a áreas de floresta nativa devastadas com menos de 5 km2 de extensão – Foto: cedida pela pesquisadora

Leia mais »

Equipes do Inventário Florestal Nacional coletam dados sobre as condições das florestas

(Antonio Cruz/Agência Brasil)

Os profissionais estão indo a campo para medir as árvores, analisar sua saúde e vitalidade, coletar amostras do solo e de material botânico.

Leia mais »

A área mais ameaçada da Amazônia brasileira

Pesquisadores propõem a formalização do Mosaico Gurupi e o reconhecimento do Corredor Ecológico da Amazônia Maranhense para defender de constantes crimes ambientais e violações aos direitos humanos o maior contínuo florestal do Centro de Endemismo Belém, região localizada entre o leste do Pará e o oeste do Maranhão.

Leia mais »

¿Cómo acabar con la Amazonia en cinco pasos simples?

Foto: Diego Pérez  Foto: Diego Pérez

Los agronegocios se expanden en zonas ambiental y socialmente sensibles: bosques primarios, territorios indígenas, áreas en las que avanza el narcotráfico. ¿Qué puede ocurrir con nuestra Amazonia si el cultivo de palma a gran escala sigue creciendo como hasta ahora? En el marco del Foro internacional: Agronegocios, Medio ambiente y Derechos Humanos, Actúa.pe entrevistó a Juan Luis Dammert, investigador de Oxfam en Perú.     Leia mais »