Fraude na exploração madeireira ameaça Floresta Amazônica

ipe-1019240_1920: O ipê é a árvore mais presente nos esquemas de fraude encontrados pelos pesquisadores.

Há alguns anos, começaram a ser implementadas leis que buscam proteger a vida e o meio ambiente na região da Floresta Amazônica, detentora da maior diversidade em uma floresta tropical de todo o planeta. Muitas dessas medidas foram bem-sucedidas, ocasionando uma melhora no tratamento e na preservação do local, cuja importância ecológica é inestimável.

Leia mais »

Brasil antecipa cumprimento de meta de redução de carbono

Amazônia

O Brasil antecipou o cumprimento de meta voluntária de redução de emissão de carbono na Amazônia e Cerrado, prevista para 2020. O gás é um dos responsáveis pelo efeito estufa. O dado foi divulgado hoje (9) durante reunião do Fórum Brasileiro de Mudança do Clima, com a participação do presidente Michel Temer.

Leia mais »

Cerca de 100 milhões de árvores foram desmatadas na Bacia do Rio Xingu em seis meses

A estimativa consta em um estudo recém-divulgado pelo Instituto Socioambiental.

O levantamento foi realizada por meio do sistema de monitoramento da Plataforma Rede Xingu +.
Leia mais »

Instituto vê desmatamento em áreas protegidas do Pará e Mato Grosso

Os pesquisadores verificaram novas áreas de expansão agropecuária, grilagem de terras, retirada ilegal de madeira e a expansão do garimpo

Em apenas seis meses, cerca de 100 milhões de árvores foram desmatadas na Bacia do Rio Xingu. A estimativa consta em um estudo recém-divulgado pelo Instituto Socioambiental. O levantamento foi realizada por meio do sistema de monitoramento da Plataforma Rede Xingu +.   

Leia mais »

INPE amplia monitoramento da Amazônia com dados da nova geração de satélites ambientais

Os satélites são ferramentas importantes para estudar as mudanças que ocorrem nos ecossistemas terrestres e oceânicos. Através de tecnologias espaciais é possível responder questões sobre as mudanças climáticas, bem como observar as alterações que ocorrem na cobertura vegetal dos biomas e monitorar os recursos naturais de forma geral.

Leia mais »

100 milhões de árvores foram derrubadas no Xingu em seis meses, aponta levantamento

100 milhões de árvores foram derrubadas no Xingu em seis meses, aponta levantamento 

 

 

 

 

 

Em apenas seis meses, cerca de 100 milhões de árvores foram desmatadas na Bacia do Xingu, que tem 531.250 km². Segundo a plataforma Rede Xingu +, a derrubada de 70 mil hectares de florestas no Pará e em Mato Grosso foi causada pela pressão da expansão da agropecuária, grilagem de terras (falsificação de documentos), retirada ilegal de madeira e expansão do garimpo. 

Leia mais »

ORPIO, CORPI y ORAU alertan recorte de su participación en el proceso de participación ciudadana de la Hidrovía Amazónica

Organizaciones indígenas ORPIO, CORPI y ORAU señalan que el actual proceso participativo atenta directamente contra los acuerdos de consulta previa del 2015.

Leia mais »

Atualização do mapa de áreas de conservação na Amazônia chega à etapa final

A última oficina reúne especialistas em Belém na próxima semana com o objetivo de identificar e definir as ações de conservação e de uso sustentável nas áreas pré-selecionadas. O mapa das áreas prioritárias para conservação ambiental tem sido referência na implementação de políticas públicas na região amazônica.

Leia mais »

Em Mato Grosso, Funai avalia manejo de floresta nas terras indígenas

TI XINGU

A Fundação Nacional do Índio vai avaliar a implantação do Programa REDD Early Movers (REM-MT) em terras indígenas do Mato Grosso. Com o aporte de R$ 23 milhões em um período de 5 anos para o Subprograma Indígena, essa iniciativa visa à conservação da floresta por meio da participação das próprias aldeias na proteção ambiental.   Leia mais »

Instituto Escolhas – Vídeo faz alerta sobre fim de estoques de floresta na Amazônia

Lançado pelo Instituto Escolhas, vídeo traz dados de estudo sobre desmatamento zero e mostra que o Maranhão teria seus estoques esgotados já em 2022.   Leia mais »

Justiça impede ICMBio de alterar floresta no Pará sem estudos técnicos

Alterações na flona do Jamanxim também terão que ser apresentadas em audiências públicas

Fundo verde com traços esbranquiçados que representam rios e riachos em vista aérea. Ao centro, área em vermelho que representa a área da floresta nacional do Jamanxim.

Área atual da flona, nos municípios de Itaituba e Novo Progresso, no Pará (mapa: wikiparques.org,em licença CC BY-SA 3.0)    

Leia mais »

FAO e Brasil assinam projeto para impulsionar governança de terra, pesca e florestas

O Programa de Cooperação Internacional entre o Brasil e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) celebra uma década de trabalho conjunto com novo projeto de 3,4 milhões de dólares para promover a governança da terra, da pesca e de florestas na América Latina e no Caribe.

O projeto terá como foco a melhoria da administração da terra nos países da região, promovendo processos de cadastramento, registro e titulação, ajudando os países a fortalecer suas instituições para melhorar o acesso à terra e reconhecer os direitos daqueles que vivem e trabalham lá, com ênfase no apoio às mulheres e à juventude rural.

Leia mais »