MPF convoca audiência pública sobre impactos da hidrelétrica de Belo Monte (PA) relativos à pesca no Rio Xingu

Para que pescadores e pescadoras possam participar, a partir de quarta-feira (20), há campanha extra de vacinação contra a covid

Foto por Larissa Saud, em licença CC BY 2.0, via Flickr – Postada em: MPF

Leia mais »

Inpa adapta com sucesso sistema de produção intensivo para criação de peixes amazônicos

A aplicação da biotecnologia bioflocos, pela manipulação de micro-organismos como as bactérias, diminui a quantidade de substâncias nitrogenadas tóxicas na água e promove a melhoria na saúde dos animais, já que é rica em nutrientes. Na criação de peixes nativos da Amazônia, a tecnologia mostrou resultados animadores em pesquisas de laboratório e experimento de validação em escala comercial. Agora o Grupo de Pesquisa “Aquicultura na Amazônia Ocidental” do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) está com a tecnologia de bioflocos, um sistema de produção superintensivo, pronta para aplicar em pisciculturas de criação de matrinxã, e avaliar sua viabilidade em nível comercial.

Próximo passo é montar uma unidade demonstrativa em piscicultura para testar a viabilidade produtiva e econômica da tecnologia de bioflocos, que retira compostos nitrogenados tóxicos da água, através da manipulação de bactérias, que possuem um alto poder nutricional. Foto: Cimone Barros – Postada em: INPA

Leia mais »

Bagres migradores da Amazônia são destaque em nova edição da revista O Macaqueiro lançada pelo Instituto Mamirauá

Versão kids da tradicional revista da instituição, traz como tema central os bagres amazônicos: ilustrações, jogos e linguagem didática e lúdica, tornam o periódico um exemplo de popularização da Ciência atraindo não somente o público infanto-juvenil, mas também o público em geral

Foto: Instituto Mamirauá

Leia mais »

Relatório técnico aponta que manejo de pesca rendeu mais de R$ 3,5 milhões a comunidades do Médio Solimões em 2021

Somente a comercialização de pirarucu resultou em um faturamento de R$ 3,1 milhões. Avanço da vacinação contribuiu na retomada das agendas com as comunidades, mas doença da “urina preta” afetou na produção de tambaqui e outras espécies, segundo coordenadora de Programa de Manejo de Pesca

Bernardo Oliveira / Instituto Mamirauá

Leia mais »

Perda de floresta na Amazônia afeta diversidade de peixes em riachos

Estudo que analisou quase 23 mil amostras em áreas de desmatamento recente e antigo mostra que diminuição da variedade implica também em queda no número de papéis desempenhados pelos animais no ambiente

Imagem acima: foto de um peixe Cascudo (família dos Locariidae). Crédito: Gabriel Brejão. – Postada em: Jornal da UNESP

Leia mais »

MPF denuncia Norte Energia à Justiça pela morte de quase 30 toneladas de peixes em Belo Monte

As mortandades ocorreram entre 2015 e 2019. Multa pode chegar a R$ 69 milhões

Arte: Secom/PGR

Leia mais »

Tecnologia permite rastrear pesca sustentável do pirarucu no Amazonas

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) contribuiu para o desenvolvimento de um sistema tecnológico capaz de rastrear o pirarucu, um dos peixes mais tradicionais da Amazônia, pescado de forma sustentável por comunidades ribeirinhas e indígenas da Reserva Extrativista do Médio Juruá.

O pirarucu é um dos peixes mais tradicionais da Amazônia. Foto | Bernardo Oliveira/Amanã – Postada por: ONU

Leia mais »

Pirarucu ganha holofotes da mídia internacional como um símbolo do desenvolvimento sustentável subexplorado na Amazônia

Queridinho do paladar dos brasileiros e apreciado por chefs famosos, o pirarucu agora virou capa de revista internacional.

Foto: Ricardo Oliveira, Sema/AM – Postada em: IMAZON

Leia mais »

Perigo à vista: tubarões são detectados por pesquisadores no Rio Amazonas

Peixes carnívoros, sempre em busca de alimentos, estão deixando o mar e entrando em rios de água doce, diz o Inpa

Tubarão é fisgado acidentalmente por pescadores no Rio Amazonas – Postada em: CONTILNET

Leia mais »

Exportações da piscicultura brasileira continuam crescendo, mesmo com efeitos da pandemia do novo coronavírus

A piscicultura brasileira apresentou crescimento de 4,4% nas exportações de 2020 com relação ao ano anterior. Mesmo com queda no quarto trimestre do último ano comparando-se com o terceiro trimestre, no acumulado de todo o ano o país exportou mais peixes que em 2019. Esse é um dos dados divulgados em informativo que vem, desde o início de 2020, acompanhando o comércio exterior da piscicultura brasileira.

A tilápia deverá permanecer como a principal espécie exportada pelo Brasil nos próximos anos – Foto: Manoel Pedroza -EMBRAPA

Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com