USP vai ao Pico da Neblina descobrir a biodiversidade do Brasil

14 de Abril de 2018  - Jaime de Agostinho

Nove zoólogos e um botânico coletaram répteis, aves, plantas e mamíferos na mata em torno da localidade de Maturacá, na região do Pico da Neblina, o ponto mais alto do Brasil – Foto: Michellblind via Wikimedia Commons CC BY 3.0

Pesquisadores coletaram exemplares de 700 espécies, algumas nunca descritas. Expedição durou um mês e teve apoio do Exército.

Leia mais »

Pouco conhecida, Pacarana é encontrada em Resex no Acre

11 de Abril de 2018  - Jaime de Agostinho

Esse é o principal resultado que um monitoramento, conduzido pelo WWF-Brasil junto a vários parceiros no Acre, que está monitorando a fauna da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, no município de Xapuri. 

Leia mais »

MPF: anunciada criação de Área de Proteção Ambiental Sauim-de-Manaus

5 de Abril de 2018  - Jaime de Agostinho

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas acompanhou, na noite de terça-feira (3), o anúncio da criação da Área de Proteção Ambiental (APA) Sauim-de-Manaus, pelo prefeito de Manaus, Artur Neto. A implantação da APA é resultado de termo de ajustamento de conduta ambiental (Taca) firmado pela Prefeitura com o MPF, com o objetivo de favorecer a preservação da espécie, que está criticamente ameaçada de extinção.

Leia mais »

Presença de ninhos de jacarés é registrada em ilhas fluviais na Amazônia

3 de Abril de 2018  - Jaime de Agostinho

Pesquisadores associados do Instituto Mamirauá fizeram a descoberta e acreditam que a baixa ocorrência de predadores dos ninhos nas ilhas pode estar associada a esse comportamento

Para os jacarés, a escolha do lugar para construir o ninho é essencial. É preciso estar atento aos predadores, como macacos e lagartos, que podem estar à espreita dos ovos. Na Amazônia, as ilhas de rio não são conhecidas por serem nascedouros de jacarés, mas uma descoberta recente pode ajudar a rever esse status. Em nota publicada na mais nova edição da revista especializada Herpetological Review, pesquisadores associados do Instituto Mamirauá registraram a ocorrência de onze ninhos de jacarés em seis ilhas fluviais. As ilhas estão localizadas nos rios Solimões e Japurá, na Amazônia Central.

Leia mais »

Hoje é o Dia Mundial da Vida Selvagem

3 de Março de 2018  - Jaime de Agostinho

Criado em 2013 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial da Vida Selvagem tem a proposta de chamar a atenção da humanidade para as pressões que os animais enfrentam decorrentes das atividades humanas não sustentáveis, que provocam principalmente a perda de habitat.

Leia mais »

Dia Mundial da Vida Selvagem destaca os grandes felinos

3 de Março de 2018  - Jaime de Agostinho

O Dia Mundial da Vida Selvagem terá vários eventos ao redor do planeta World Wildlife Day /Divulgação

Neste sábado, 3 de março, comemora-se o Dia Mundial da Vida Selvagem 2018 (World Wildlife Day 2018). Este ano a data celebra os Grandes Felinos – categoria que inclui leões, tigres, leopardos, onças, jaguares, pumas e linces, que estão sofrendo várias ameaças, inclusive o risco de extinção, por conta da ação do homem, como desmatamento, conflitos regionais, destruição dos ambientes naturais e caça ilegal. A informação é da ONU News. 

Leia mais »

Peixe fêmea da Amazônia se reproduz sem sexo e desafia teoria de extinção da espécie

19 de Fevereiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Reuters
Image caption
O pequeno peixe da Amazônia se reproduz de forma assexuada e desafia teoria de extinção da espécie

A teoria da evolução sugere que as espécies que se reproduzem de forma assexuada tendem a desaparecer rapidamente, uma vez que seu genoma acumula mutações mortais ao longo do tempo. 

Leia mais »

Viruá celebra Dia Mundial das Áreas Úmidas

18 de Fevereiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Evento, que reuniu fotógrafos e jovens moradores das comunidades vizinhas, faz parte do calendário de ações do ICMBio de estímulo ao ecoturismo em sítios Ramsar.  

Leia mais »

A primeira espécie de ave híbrida da Amazônia

5 de Fevereiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Agência Museu Goeldi

O dançador de coroa dourada, encontrado unicamente em área de conflito no Pará, é uma das quatro espécies híbridas do mundo. E já está ameaçado de extinção. Sua história evolutiva aponta um dos fatores para a riqueza de espécies no bioma amazônico.

Leia mais »

País protege espécies migratórias silvestres

27 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Tamar- Tartaruga de Pente (Fauna – Réptil) – ICMBio

Toninha (Pontoporia blainvillei), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), pássaro-preto-de-veste-amarela (Agelaius flavus), baleia-franca-austral (Eubalaena australis), boto cinza (Sotalia fluviatilis), peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis) e boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis) estão entre as 647 espécies migratórias de animais silvestres que necessitam de proteção por sofrerem algum grau de ameaça de extinção. Eles integram lista inédita no país, publicada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) no Diário Oficial da União desta quarta-feira (24).     

Leia mais »

Estudo revela a rica diversidade das serpentes nas Américas

12 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Tendo por base coleções científicas diversas e os acervos de museus de história natural, pesquisadores organizam uma extensa base de dados e um quadro mais completo da riqueza da fauna das serpentes neotropicais. A base de dados internacional reúne informações coletadas desde o século XIX e evidencia a importância de áreas abertas, como o Cerrado e a Caatinga, e a necessidade de ampliar o conhecimento sobre a Amazônia.

Leia mais »

Relatório registra a descoberta de 20 espécies de mamíferos na Amazônia entre 2014 e 2015

9 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Rica em biodiversidade, a Floresta Amazônica ainda surpreende os pesquisadores. Entre os anos de 2014 e 2015, foram descobertas 20 novas espécies de mamíferos na região. Os dados estão no relatório realizado pelo World Wide Fund for Nature (WWF) e Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Tecnologia, Inovações e Comunicações. Entre as descobertas, estão o carismático Zogue-zogue Rabo de Fogo, duas espécies fósseis e uma de golfinho fluvial, que se configura como a primeira descoberta desse tipo no último século.

Leia mais »

Mantida competência da Justiça Federal para julgar crime contra fauna ameaçada de extinção

7 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento (julgou inviável) ao Habeas Corpus (HC) 121681, impetrado pela Defensoria Pública da União (DPU) para questionar a competência da Justiça Federal para julgar denúncia contra acusado da prática de crime ambiental. Segundo a ministra, há interesse federal específico decorrente da necessidade de proteger espécies ameaçadas de extinção, o que atrai a competência da Justiça Federal. 

Leia mais »

Pesquisador identifica mais de 400 substâncias secretadas da cabeça do pirarucu

12 de dezembro de 2017  - Jaime de Agostinho

Um importante passo no caminho da domesticação do pirarucu (Arapaima gigas), o maior dos peixes nativos do Brasil, foi dado pelo pesquisador da Embrapa Pesca e Aquicultura (TO), Lucas Simon Torati: a descoberta de hormônios, proteínas, peptídeos e prováveis feromônios no líquido secretado pela cabeça de animais adultos. O cientista analisa a hipótese de que os alevinos devem se beneficiar diretamente dessa secreção, por causa da sua composição bioquímica. A pesquisa identificou mais de 400 proteínas secretadas pelo peixe. A descoberta foi publicada na revista científica Plos One

Leia mais »

Delfines de la Amazonia son monitoreados con transmisores satelitales

10 de dezembro de 2017  - Jaime de Agostinho

En una iniciativa sin precedentes, científicos de Colombia, Brasil y Bolivia están instalando pequeños transmisores satelitales en delfines rosados, en diferentes ríos de la Amazonia, con el fin de recoger información sobre los movimientos y el comportamiento de estos animales, así como las principales amenazas para su supervivencia. La iniciativa es liderada por WWF.  


El equipo de investigadores espera tener 50 delfines con transmisores satelitales durante los próximos dos años. Foto: Jaime Rojo WWF

Leia mais »