Mais duas TIs são declaradas de posse permanente dos povos indígenas

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, assinou em 23 de fevereiro, duas portarias, declarando as terras indígenas (TI) Rio Negro-Ocaia, em Rondônia, e Lagoa Encantada, no Ceará, como de posse permanente dos povos indígenas Pakaanova e Jenipapo-Kanindé, respectivamente. As TIs passarão agora pelo processo de demarcação física, para posterior homologação pela Presidência da República.
Leia mais »

Hidrelétrica Bem-Querer é incluída no PAC

O Governo Federal incluiu no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a construção da Usina Hidrelétrica Bem-Querer, no rio Branco. A usina deverá ser construída nas proximidades da cidade de Caracaraí e terá potência instalada de 708 Megawatts, com investimento de R$ 3,8 bilhões. Estudos de viabilidade energético-econômica e socioambiental recomendam ainda a construção de mais três barragens menores em Paredão, no rio Mucajaí.

Leia mais »

2 mil Waimiri-Atroari desaparecidos na Ditadura

É justo e necessário o país se mobilizar pelos desaparecidos políticos da Ditadura no Brasil (1964-1984). Entretanto, por que não há o mesmo interesse na busca dos índios desaparecidos durante a Ditadura Militar por se oporem a política do governo sobre seus territórios? Em 1968, o Governo Militar invadiu com a rodovia BR-174, Manaus – Boa-Vista, o território Kiña (Waimiri-Atroari). Em 1975, pelo menos 2000 pessoas já haviam desaparecido, todos pertencentes ao povo Kiña. Isso porque se opunham ao processo de invasão de seu território imposto pelos militares.

Waimiri-Atroari na BR174 em 1985

Leia mais »

Tribo de índios isolados da Amazônia: filmagem do primeiro contato

Pela primeira vez, extraordinária filmagem aérea de uma das últimas tribos indígenas isoladas do mundo é liberada.

Leia mais »

ONU apresenta plano econômico para desenvolvimento sustentável

As Nações Unidas apresentaram nesta segunda-feira (21) um estudo estratégico que, se colocado em prática, garantiria um futuro sustentável para o planeta através de investimentos no valor de US$ 1,3 trilhão por ano – ou 2% da riqueza gerada pela economia global – em dez setores-chave.

Esta mudança de paradigma em prol de uma “economia verde” também ajudaria a aliviar a miséria crônica, afirma o Programa Ambiental da ONU (UNEP, na sigla em inglês) em seu relatório, apresentado em uma reunião com mais de 100 ministros do Meio Ambiente em Nairóbi.

Achim Steiner, Diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente: "Desenvolvimento não pode vir às custas dos próprios sistemas que sustentam a vida"

Leia mais »

Agricultores se esforçam para recuperar cabeceiras do Rio Xingu

O Parque Indígena do Xingu é a maior reserva de floresta contínua de Mato Grosso. Mas seu equilíbrio está ameaçado pelo desmatamento das áreas que ficam em volta dele. Agricultores e ambientalistas trabalham para recuperar as cabeceiras do Xingu, o principal rio do parque indígena.

Mata ciliar desmatada perto da BR-080, limite norte do Parque Indígena do Xingu

Leia mais »

Sentencia a la Chevron-Texaco, un triunfo de la Humanidad

“La sentencia más esperada de los últimos 17 años acaba de hacerse pública”. Con esas palabras se difundió la noticia. Nicolás Zambrano, juez de la Corte de Nueva Loja, reconoció que la compañía norteamericana Chevron-Texaco es culpable de la destrucción ambiental y social que provocó en la Amazonía ecuatoriana, durante sus 26 años de operación.  El dañó que ocasionó la compañía Chevron-Texaco supera largamente la destrucción que ocasionó la BP en el Golfo de México. El Juez dictaminó que la Chevron-Texaco debe pagar al menos 8 mil millones de dólares por los daños causados. En la sentencia se dictamina también que la transnacional norteamericana debe pedir disculpas públicas en Ecuador y los EEUU a las víctimas por el crimen cometido. Si no lo hace en 15 días, el monto económico a pagar se duplicaría a más de 16 mil millones de dólares. Esta es, a no dudarlo, otra señal poderosa de la sentencia… el dinero no es todo !!!

La historia de este caso es larga…

Leia mais »

Cientistas criticam novo Código Florestal

 As duas principais organizações científicas do país publicam nos próximos dias um aguardado relatório sobre a nova versão do Código Florestal Brasileiro. O texto deve esquentar mais ainda o debate sobre a lei no Congresso.

No documento, a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) e a ABC (Academia Brasileira de Ciências) dirão que as áreas de preservação permanente, como matas em margens de rio, não podem ser alteradas.

Leia mais »

Brasil pode ser modelo para coibir desmatamento

O projeto contra o desmatamento que o Brasil implementou nos últimos oito anos pode servir de modelo para o resto da América Latina, afirmou o engenheiro florestal Tasso Azevedo.

Azevedo, que foi diretor do Programa Nacional de Florestas do Ministério do Meio Ambiente, falou na Costa Rica na quinta-feira, no marco da conferência internacional TEDx, sobre a bem-sucedida experiência brasileira quanto à redução do desmatamento na Amazônia e seu impacto na fixação de carbono.

De acordo com Azevedo, entre 2004 e 2010, o Brasil reduziu o desmatamento na floresta de 27 mil para 6,4 mil quilômetros quadrados.

Leia mais »

Ministro da Justiça recebe últimos povos da Amazônia a entrar em “contato efetivo”

Indígenas da etnia Zo’é, que estão em Brasília tratando da relação política de seu povo com o Estado brasileiro, foram recebidos pelo Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na manhã de hoje (15).

Ministro José Eduardo Cardoso com indígenas da etnia Zo’é

Leia mais »

Haitianos vivem rotina de fome, falta de espaço e desilusão na Amazônia

O fluxo de imigrantes mudou a rotina de Tabatinga (AM), localizada na fronteira do Brasil com o Peru e a Colômbia. Vários grupos de até dez haitianos passam a manhã caminhando pelas ruas da região central se oferecendo para fazer bicos em troca de alguns trocados ou até de um prato de comida. Poucos têm sucesso.

Edeline desabafa “aqui é pior que o Haiti”; sonho de haitianos é viajar para Manaus

Leia mais »

Aldeias do Vale do Javari (AM) concluem instalação de projetos de desenvolvimento sustentável

A Coordenação Regional (CR) do Vale do Juruá, no Amazonas, finalizou esta semana um plano anual de trabalho, a fim de dar continuidade aos projetos de desenvolvimento sustentável no Vale do Javari, região pela qual é responsável.  Neste sábado, 12 de fevereiro, uma equipe local, com 5 funcionários, percorreu o rio Ituí para concluir as obras de infraestrutura, interrompidas em 2010.  A equipe também pretende começar um novo diálogo com os indígenas para projetos futuros.

Leia mais »

Falso plano de manejo permite venda de 6,5 mil m³ de madeira no Pará

Fiscais do IBAMA flagraram falso plano de manejo florestal usado por uma fazenda no município de Santana do Araguaia, no Pará, para movimentar 6,5 mil metros cúbicos de madeira nativa amazônica como se o produto tivesse origem legal, informou o órgão nesta segunda-feira (7).

A quantidade de madeira seria suficiente para encher cerca de 250 carretas de caminhões. O produto foi registrado no Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora), que controla a compra e venda de madeira no Pará.

Área que deveria ter floresta regenerada ainda recebe criação de gado no PA.

Leia mais »