BIODIVERSIDADE – Pesquisa avalia importância do tema para oito países

Menos de 20% de 8 mil pessoas entrevistadas em várias partes do mundo pela organização suíça União para BioComércio Ético (UEBT) já ouviram falar sobre a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada de 13 a 22 de junho no Rio de Janeiro. Apenas 6% das pessoas ouvidas no Brasil, na França, Alemanha, Índia, no Peru, na Suíça, no Reino Unido e nos Estados Unidos demonstraram saber do que trata o evento. Leia mais »

DF – Câmara aprova MP que altera limite de oito áreas ambientais

O Plenário aprovou nesta terça-feira (15) a Medida Provisória 558/12, que altera os limites de oito unidades federais de conservação nas regiões Norte e Centro-Oeste para resolver problemas agrários e viabilizar legalmente usinas hidrelétricas que inundarão partes das reservas. A MP foi aprovada na forma do projeto de lei de conversão do relator, deputado Zé Geraldo (PT-PA), e será votada ainda pelo Senado. Leia mais »

Rio+20 – Novo Canal para a Participação dos Brasileiros

Os brasileiros que desejem contribuir com as discussões sobre desenvolvimento sustentável, tema da conferência Rio+20, que a Organização das Nações Unidas (ONU) realiza no Rio de Janeiro em junho, pode enviar textos, fotos ou vídeos para o site http://www.ofuturoquenosqueremos.org.br. Leia mais »

Criação de Áreas de Preservação Permanente (APPs)

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza audiência pública hoje para discutir a criação de áreas de preservação permanente (APPs) em todos os países que participarão da Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que ocorrerá no Rio de Janeiro em junho. Leia mais »

Inovação para a Sustentabilidade

Rico em recursos naturais, o Brasil poderá tornar-se líder na chamada bioeconomia, disse nesta terça-feira (15) o diretor de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Mól Junior. Mas para isso, alertou, o país deverá facilitar o acesso de pesquisadores ao seu vasto patrimônio genético, a partir do qual poderão ser fabricados novos tipos de fármacos, cosméticos e alimentos. Leia mais »

MA – Floresta de carvão e violência

Às vésperas da Rio +20, Brasil continua exportando destruição: cadeia de produção do aço ainda deixa um rastro de ilegalidades na Amazônia.

Desmatamento, invasão de terras indígenas e trabalho escravo. Foi contra esse cenário que o Greenpeace protestou hoje (14/05/2012): a 20 quilômetros da costa de São Luís (MA), ativistas escalaram e bloquearam a âncora de um navio que estava prestes a receber toneladas de ferro gusa que seriam levadas aos Estados Unidos, com um banner escrito “Dilma, desliga a motosserra”. Largamente exportado para aquele país, onde vira aço para a fabricação de carros, o ferro gusa carrega destruição e violência em sua cadeia de produção. As evidências estão no relatório “Carvoaria Amazônia”, divulgado hoje pelo Greenpeace. Leia mais »

PA – Museu Goeldi lança o Censo da Biodiversidade

O Museu Paraense Emilio Goeldi propõe uma ferramenta que permitirá aos pesquisadores, gestores ambientais e à sociedade em geral acompanhar o avanço do estado do conhecimento sobre a biodiversidade da Amazônia.

Quantas espécies existem na Amazônia? “Parece uma pergunta fácil, mas é muito difícil responder quantas espécies existem aqui na Amazônia. É uma questão muito dinâmica, que depende de vários fatores. A todo tempo são descobertas novas espécies”, responde a pesquisadora do Museu Paraense Emílio Goeldi, Teresa Ávila-Pires, especialista em répteis. Leia mais »

Observatório Amazônico da Torre Alta

Iteam concede uso de terras para Inpa realizar pesquisas no Amazonas. Inpa juntamente com outras duas instituições darão início à construção da estrutura física do Observatório Amazônico da Torre Alta

Um Termo de Concessão de Direito Real de Uso, disponibilizado pelo Instituto de Terras do Amazonas (Iteam) ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), na última quinta-feira (10), resultará na construção da estrutura física do projeto Observatório Amazônico de Torre Alta (Atto), coordenado pelo Inpa, o Instituto Max Planck e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Leia mais »

Rio+20 – Cúpula dos Povos rejeita conceito de economia verde

As principais lideranças responsáveis pela organização da Cúpula dos Povos, reunião de movimentos populares paralela à Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), divulgaram hoje (13) um documento condenando o conceito de economia verde, defendido por integrantes de governos que participarão da Rio+20, que ocorrerá em junho no Rio. Leia mais »

PA – Integração Nacional incentivará cadeias produtivas na região do Alto Xingu

Valorizar os empreendimentos regionais e qualificar a mão de obra local. Esses são os principais objetivos do Ministério da Integração Nacional para incentivar economicamente as mais de 10 cidades que serão beneficiadas pela construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte na região do Alto Xingu. Nesta sexta-feira (11/05), o ministro Fernando Bezerra Coelho participou de reunião com os responsáveis pelo empreendimento, em Altamira.  Leia mais »

FLORESTAS – Serviço Florestal lança editais de concessão para o manejo de 200 mil hectares na Amazônia

Candidatos encontrarão inovações que ampliam a atratividade econômica, como parcelamento da garantia contratual, preço único pelo m³ da madeira e pagamentos de acordo com período produtivo.  

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) lançou dois editais de licitação para concessão florestal que ofertam, juntos, cerca de 200 mil hectares para a produção de madeira e de produtos não madeireiros de forma legal e sustentável na Amazônia.

Um dos editais é voltado ao manejo de 112 mil hectares na Floresta Nacional (Flona) de Jacundá (RO), lote que está dividido em uma unidade de 55 mil hectares, outra de 32,7 mil hectares e uma de 23,6 mil hectares.

O outro edital é destinado ao manejo de 86 mil hectares na Floresta Nacional Saracá-Taquera, na calha norte do Pará, em uma unidade de 59,4 mil hectares e outra de 26,9 mil hectares.

“Concessão é a alternativa viável para termos uma economia florestal sustentável na Amazônia. Precisamos ganhar escala e incorporar novas áreas de florestas públicas não destinadas nesse processo”, afirma o diretor-geral do SFB, Antônio Carlos Hummel. “Também precisamos discutir urgentemente a implantação de benefícios tributários para quem faz manejo florestal e ao mesmo tempo garante a conservação da biodiversidade”, completa.

Atratividade Econômica
Os candidatos vão encontrar condições econômicas e financeiras que ampliam a atratividade dos editais na fase pré e pós concorrência, como a adoção de preço único pelo metro cúbico da madeira, prestação da garantia contratual em até três fases e pagamentos adequados ao calendário produtivo.

“A ampliação da atratividade econômica das concessões vem acompanhada de mecanismos de incentivo à melhoria constante da performance dos concessionários, visando aumentar o retorno gerado à sociedade”, afirma o gerente de concessões do SFB, Marcelo Arguelles.

Preço único
Para participar, os empreendedores devem apresentar uma proposta de preço acima do valor mínimo por metro cúbico de madeira definido pelo SFB. Na concessão para a Flona de Jacundá, esse valor é de R$ 56,94 por m³, e para a Flona Saracá-Taquera, de R$ 53,27.

Em Jacundá, as espécies mais comuns na área a ser concedida incluem o tauari, o cumaru e o jatobá; em Saracá-Taquera, o cumaru, a massaranduba, a itaúba e a cupiúba.

Quem concorrer aos editais deve apresentar, além da proposta de preço, uma proposta técnica que tem, entre os indicadores, o número de empregos a serem gerados, o grau de processamento local do produto e o aproveitamento de resíduos florestais.

A pontuação do candidato na licitação é formada pela soma dos pontos obtidos na proposta de preço, que corresponde a 40% do total, e da proposta técnica, que equivale a 60% do total.

Os interessados devem ficar atentos às mudanças para a apresentação das propostas técnica e de preço, que agora devem ser acompanhadas de um documento que demonstre a viabilidade de cada uma. Essa inovação é resultado de uma resolução do SFB editada em dezembro do ano passado que procura qualificar as propostas.

Prazo
Cada edital é formado por anexos que trazem informações sobre as condições logísticas para escoamento da produção, volumetria por espécie encontrada na área, indicadores eliminatórios, classificatórios e bonificadores para a concessão e podem ser consultados no site do SFB. O prazo vai até 11 de junho.

As concessões são um instrumento surgido com a Lei 11.284/06 (Lei de Gestão de Florestas Públicas) que permite conceder áreas de floresta para pessoas jurídicas de diferentes portes com o objetivo de fomentar a produção de madeira legal e sustentável e, assim, também combater o desmatamento e a grilagem de terras.

FONTE : http://www.sfb.gov.br/noticias-do-sfb/servico-florestal-lanca-editais-de-concessao-para-o-manejo-de-200-mil-hectares-na-amazonia

Projeto brasileiro participa de competição internacional de casas autossuficientes

Ekó House, elaborada por alunos e professores de diversas universidades, concorre na edição europeia do Solar Decathlon. O concurso Solar Decathlon Europe 2012 tem um projeto brasileiro entre seus 20 participantes pré-selecionados.

Única representante das Américas no concurso, a Ekó House foi elaborada por meio de parceria entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade de São Paulo (USP), com colaboração da Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Instituto Federal de Santa Catarina. A equipe é composta por professores e alunos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Mecânica, Elétrica, Sanitária e Ambiental, Automação e Sistemas e Design e Marketing. Leia mais »

ONU – Povos indígenas denunciam doutrina de dominação

Líderes indígenas pedem urgência aos governos na Organização das Nações Unidas (ONU) para que substituam as leis nacionais que violam o direito das comunidades autóctones de proteger suas terras, seus recursos, sua cultura.

Na 11ª sessão do Fórum Permanente sobre Questões Indígenas, os representantes dos povos aborígines criticaram as potências por utilizarem leis, antigas mas ainda vigentes, para justificar a exploração e o abuso. Este encontro começou no dia 7 em Nova York e terminará no dia 18. Leia mais »

Asociaciones piden a Rousseff que vete reforma Código Forestal Brasil – Brazil’s forest emergency – sign the Dilma petition today!

Tres de las principales organizaciones medioambientales del mundo comenzarán hoy una movilización masiva de sus 22 millones de seguidores para pedir a la presidenta de Brasil, Dilma Rousseff, que vete la reforma del Código Forestal aprobada por el Parlamento.

WWF, Greenpeace y Avaaz alegan que los cambios propuestos al Código Forestal amenazan el reciente éxito en frenar la pérdida de los bosques y los esfuerzos de compromiso para enfrentar la corrupción en la región del Amazonas. Leia mais »

Rio+20 – Sostenibilidad y educación

La sostenibilidad, uno de los temas centrales de la Río+20 (Conferencia de las Naciones Unidas sobre Desarrollo Sostenible, que se celebrará en Río del 20 al 22 de junio de este año), no se produce mecánicamente. Resulta de un proceso de educación por el cual el ser humano redefine el haz de relaciones que mantiene con el universo, con la Tierra, con la naturaleza, con la sociedad y consigo mismo dentro de los criterios de equilibrio ecológico, de respeto y amor a la Tierra y a la comunidad de vida, de solidaridad hacia las generaciones futuras y de construcción de una democracia socio-ecológica sin fin. Leia mais »