Partículas ultrafinas de aerossol intensificam as chuvas na Amazônia

26 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Na floresta tropical, as partículas de poluição emitidas pelas cidades afetam substancialmente a formação de tempestades.

Partículas de aerossol são essenciais no processo de formação de nuvens – Foto: GOAmazon e Projeto CHUVA – JORNAL DA USP

Um estudo divulgado no dia 25 de janeiro na revista Science revelou como a presença atmosférica de partículas ultrafinas de aerossol – aquelas com diâmetro menor do que 50 nanômetros (ou bilionésimos de metro) – pode intensificar o processo de formação de nuvens e também as chuvas que caem sobre a região amazônica.

Leia mais »

Nível do Rio Madeira deve chegar a 17,10 metros, afirma Defesa Civil

26 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

O Rio Madeira deve continuar subindo até a cota de 17,10 metros, segundo estimativa do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) divulgados pela Defesa Civil de Porto Velho nesta quinta-feira (25) durante apresentação do plano de contingência para enchente 2018 do rio.

Leia mais »

Órgãos prestam esclarecimentos ao MPF sobre medidas de contenção para evitar rompimento de barragem no Amapá

25 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Órgãos incumbidos de adotar medidas de contenção para evitar o rompimento da barragem no garimpo do Lourenço prestaram esclarecimentos ao Ministério Público Federal (MPF), na manhã desta quarta-feira (24). Representantes do Governo do Estado do Amapá e da Agência Nacional de Mineração (ANM) relataram ao procurador da República Antonio Diniz o andamento dos trabalhos que visa atender recomendação expedida pela instituição em dezembro do ano passado.

Leia mais »

Representante da FAO Brasil fala no Inpa sobre erradicação da fome na 50ª Reunião do Geea

25 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

“A discussão com o representante da FAO no Brasil foi relevante e fecha com chave de ouro os dez anos de criação do Geea, disse do diretor do Inpa, Luiz Renato de França.

Leia mais »

Brasil tem condições de reduzir até 48% das emissões até 2050, de acordo com ONU Meio Ambiente e governo

24 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

O dado é do estudo “Trajetórias de mitigação e instrumentos de políticas públicas para o alcance das metas brasileiras no Acordo de Paris”, uma das publicações que será lançada hoje, 24, pela ONU Meio Ambiente e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em Brasília.

Leia mais »

Presidente da Funai referenda ingresso dos primeiros integrantes Awaete no Conselho Consultivo do Programa Parakanã

24 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Em viagem ao município de Novo Repartimento (PA), no último dia 19, o presidente Franklimberg de Freitas, juntamente com Jader Fernandes, Superintendente de Meio Ambiente e Planejamento da Eletronorte, referendou o ingresso dos Awaete Wawa Parakanã, Maxa Parakanã, Awaekynga Parakanã e Moroyroa Parakanã, primeiros representantes indígenas a participarem do Conselho Consultivo do Programa Parakanã. 

Leia mais »

Inovação e tecnologia do Maranhão ganham reforço com a inauguração do Casarão Tech

24 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

O prédio histórico tem a missão de inserir o estado no cenário tecnológico e inovador do Brasil e vai contar com a participação da Embrapa Cocais.

Leia mais »

Acre cobra R$ 300 milhões da Usina de Jirau por danos causados durante a cheia do Rio Madeira

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Indenização pedida é devido a danos causados ao Estado durante a cheia do rio em 2014.

O calculo faz referência aos prejuízos provocados há quatro anos, quando o rio Madeira alagou a BR-364 – única rodovia que liga por terra o Acre ao resto do Brasil. O alagamento deixou o estado isolado por mais de 30 dias.

Leia mais »

Nível do Rio Madeira sobe, e Porto Velho entra em estado de alerta

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Em 2014, capital de Rondônia enfrentou maior cheia da série histórica, com a cota do Madeira em 19,74m Medeiros/Divulgação/Prefeitura de Porto Velho

A Defesa Civil de Porto Velho decretou estado de alerta após a elevação da cota do Rio Madeira. Na sexta-feira (19), a cota atingiu 14,55m. Nesta segunda-feira (22), após as chuvas do fim de semana, o nível do rio chegou a 14,78m. Cerca de mil famílias estão em áreas consideradas de risco, localizadas em diferentes bairros da capital de Rondônia.

Leia mais »

Órgão de Proteção Ambiental do Amazonas apreende madeira ilegal na BR-174

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas e policiais do Batalhão Ambiental interceptaram neste fim semana um carregamento de madeira da espécie nobre maçaranduba. Foram apreendidos 22 metros cúbicos (m3) de madeira serrada na barreira da BR-174, rodovia que liga Manaus à capital de Roraima, Boa Vista. Esta foi a primeira apreensão de madeira neste ano.

Leia mais »

Congreso promulgó ley que afectaría áreas protegidas y pueblos indígenas

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Luego de la visita del Papa Francisco y su mensaje a favor del cuidado de la Amazonía, y pese a la oposición y advertencia de organizaciones ambientales, indígenas y de organismos como el Servicio Nacional de Áreas Naturales Protegidas por el Estado (Sernanp), el Ministerio del Ambiente (Minam) y el Ministerio de Cultura (Mincul), el Congreso de la República promulgó la ley 30723 (Ver documento), que declara de interés nacional la construcción de carreteras en zonas de frontera y el mantenimiento de trochas carrozables en Ucayali.

Leia mais »

Estudo comprova viabilidade econômica do reflorestamento com espécies nativas

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

Iniciativa cria modelo aplicável para projetos de reflorestamento contribuírem para meta de clima

“Poucos países têm a vocação florestal do Brasil e é possível olhar para este tema na lógica das oportunidades de negócio”, afirma Miguel Calmon, diretor de Florestas do WRI Brasil, organização responsável pelo Projeto Verena  (Valorização Econômica do Reflorestamento com Espécies Nativas), um estudo que mostra que o reflorestamento com espécies nativas é economicamente competitivo.

Leia mais »

AIDESEP pide retiro de sacerdote de Purús por promover carreteras en áreas protegidas

23 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho
El presidente de la Asociación Interétnica de Desarrollo de la Selva Peruana (Aidesep), Lizardo Cauper, pidió a la Iglesia Católica el retiro del sacerdote de la provincia de Purús (Ucayali), Miguel Piovesan, por promover carreteras dentro de áreas protegidas y territorios indígenas.

Leia mais »

Pesquisadores comprovam que fumaça das queimadas da Amazônia pode causar câncer

22 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

As partículas carregadas de toxinas, liberadas durante queimadas na Amazônia, se inaladas involuntariamente por longo período, podem causar estresse oxidativo das células e danos genéticos irreversíveis, resultando até mesmo em câncer de pulmão.   

A pesquisa comprovou que o dano no DNA pode ser tão grave a ponto de a célula perder o controle e evoluir para câncer de pulmãoDivulgação/Doug Morton/Nasa

Leia mais »

Os Magníficos Korubo: um estúdio de Sebastião Salgado na selva amazônica

22 de Janeiro de 2018  - Jaime de Agostinho

O Vale do Javari sempre atraiu câmeras de documentaristas. A beleza dos índios que vivem nesta floresta alta é irresistível. Como aprendi com Txema Matis, é de tal exuberância essa beleza que pode mesmo matar um incauto, se algum índio se descuidar e se exibir em todo seu esplendor.  

Binan Tuku canta para os Korubo, com Possuelo (ao fundo), no primeiro contato com o grupo de Mayá, em 1996 (Foto: Ricardo Beliel)
Em 1996 o sertanista Sydney Possuelo montou e chefiou a expedição para fazer contato com os índios isolados korubo na área entre os rios Ituí e Itaquaí no Amazonas. Dez anos antes esses índios haviam exterminado todos os membros de uma outra expedição para contatá-los. Com a ajuda de índios matis, mayoruna, kulina, marubo e kanamary a frente de contato fez diversas incursões na floresta para estabelecer um primeiro contato pacífico. Montamos um acampamento próximo à aldeia e o contato acabou acontecendo acidentalmente num clima tenso e perigoso. Dias depois um dos membros da frente, Sobral, foi morto a golpes de borduna pelos korubo.( Fotos de Ricardo Beliel cedida à Amazônia Real)

Leia mais »