Museu Goeldi apresenta as “Diversidades Amazônicas” e inaugura seu Centro de Exposições

Histórias, plantas, bichos, rios, artefatos culturais, sensações. A exposição “Diversidades Amazônicas” reúne acervos, tecnologias e conhecimentos científicos e tradicionais de vários territórios amazônicos para falar sobre essa região que fascina o mundo e precisa de esforços coletivos para ser preservada. Diversidades abre ao público no próximo dia 28, inaugurando o Centro de Exposições Eduardo Galvão, no Parque Zoobotânico do Goeldi.

Leia mais »

Recorde de desmatamento em terras indígenas tem a ver com desmonte de órgãos de fiscalização

De acordo com Pedro Luiz Côrtes, isso dá brechas para que grileiros e comerciantes de madeira ilegal explorem ao máximo esses territórios

Leia mais »

Natureza, Ciência e reencontros no Parque do Museu Goeldi

Primeiro aniversário de criação do Zoobotânico comemorado presencialmente desde o início da pandemia de Covid-19, as celebrações do último domingo festejaram o último fragmento florestal da área central da capital do Pará. A programação destacou a importância da ciência e da natureza para os povos amazônicos.

Leia mais »

Parque Zoobotânico do Museu Goeldi celebra 127 anos

Na celebração, o público pode conferir jogos educativos, peças da coleção didática do Museu Goeldi, e ainda uma oficina de modelagem em argila para pessoas com deficiência, além da tradicional distribuição de mudas do seu Bolo de Flores. Uma novidade é que a partir de setembro, o Parque funcionará por mais tempo para visitação pública.

Postada em: Museu Goeldi

Leia mais »

MMA lança livro sobre espécies nativas com valor econômico da região Norte

O livro apresenta 159 espécies nativas que podem ser usadas na produção de medicamentos, alimentos, aromas, condimentos, corantes, fibras, forragens, óleos e ornamentos

Foto: Mariana Peretti/MMA

Leia mais »

Uso insustentável de espécies silvestres ameaça oferta de alimentos e geração de renda, dizem cientistas

Bilhões de pessoas tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento dependem de espécies silvestres de plantas e animais para alimentação, saúde, energia, geração de renda e recreação, entre outras finalidades. Muitas dessas espécies, contudo, estão em declínio, ameaçadas pela exploração excessiva e pelo comércio ilegal, entre outras práticas que têm agravado a crise global da perda de biodiversidade.

Foto: MPF – Postada em: FAPESP

Leia mais »

Funai atua para promover o conhecimento sobre uso tradicional do fogo em comunidades Xavante

A Coordenação de Prevenção a Ilícitos (Copi) da Fundação Nacional do Índio (Funai) vem atuando para promover ações sobre o uso tradicional do fogo por comunidades da etnia Xavante, no Mato Grosso. O objetivo é realizar a troca de conhecimentos e experiências entre indígenas e o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com o intuito de aprimorar as atividades de Manejo Integrado do Fogo (MIF) em áreas Xavante, com foco na prevenção a incêndios florestais.

Foto: Divulgação/Funai

Leia mais »

Museu Goeldi reabre aos finais de semana

A partir do domingo, 5 de junho, a visitação pública no Parque Zoobotânico da instituição volta aos finais de semana e na reestreia tem programação especial marcando o dia mundial do meio ambiente. O agendamento pode ser feito por e-mail ou whatsapp para visitas de quarta-feira a domingo.

Postada em: Museu Goeldi

Leia mais »

Comitiva do ICMBio acompanha parceria e desenvolvimento na Flona de Carajás

Com o encontro, foi possível atestar o sucesso e pensar novas possibilidades para a sustentabilidade da região

Foto postada em: ICMBio

Leia mais »

Tovomita: planta descoberta na Amazônia está ameaçada de extinção

Mais de 5 milhões de quilômetros quadrados abrigam quase 11 mil espécies de vegetais, na Amazônia Legal. E mesmo com o avanço das pesquisas, ainda há muito o que se descobrir na maior floresta tropical do mundo.

Leia mais »

84% das plantas arbóreas da Amazônia são úteis para os seres humanos, mostra estudo realizado no Inpa

Os Povos Indígenas aprenderam sobre os usos das plantas amazônicas ao longo de mais de 15 mil anos de vivência na região e, mais recentemente, as comunidades locais herdaram este conhecimento e adicionaram novos conhecimentos associados às novas demandas sociais e econômicas.

A descoberta apoia a hipótese de que a abundância das espécies arborícolas presentes na floresta amazônica tem maior chance de utilidade em escalas locais e regionais. Os Povos Indígenas e comunidades locais contribuíram para a abundância de plantas a longo prazo. Banner: Laísa Maida-Inpa

Leia mais »

Série temática sobre germinação de espécies amazônicas ganha novos títulos

Com os últimos lançamentos editoriais da Embrapa Amazônia Oriental (Belém, PA) a respeito de sementes florestais, sobe para 50 a quantidade de espécies arbóreas amazônicas que contam com obras dedicadas ao processo de germinação. Essas espécies têm a importância comercial reconhecida, seja pela utilidade e valor da madeira ou possibilidade de uso no sequestro de carbono, em sistemas silvipastoris e agroflorestais, consórcio em cultivos agrícolas, arborização urbana, movelaria, aplicações medicinais e cosméticas, entre outras.

As espécies têm a importância comercial reconhecida, seja pela utilidade e valor da madeira ou possibilidade de uso no sequestro de carbono. _ Postada em: EMBRAPA

Leia mais »

Flora e fauna amazônica em perigo de extinção recebem plano de ação territorial

A equipe do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do estado do Pará (IDEFLOR-Bio) finalizou a fase de elaboração do Plano de Ação para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção do Território Xingu (PAT Xingu) com o Sumário Executivo na qual apresenta o território, espécies-alvo, objetivos e a matriz de planejamento que conta com 27 ações para promover a conservação de flora e fauna amazônica brasileira.    Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com