Possível mancha de petróleo na costa amazônica põe Ibama e Marinha em alerta

MANAUS (AM) – O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) negou, à REVISTA CENARIUM, a existência de vazamento de petróleo na costa brasileira. Em nota, o órgão informou que uniu esforços com a Marinha do Brasil para apurar a denúncia feita pelo Instituto Arayara. A área onde a mancha foi detectada está a 438 quilômetros da costa do Amapá.

Provável mancha de óleo na costa amazônica (Reprodução/Instituto Arayara) – Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM

Continuar lendo Possível mancha de petróleo na costa amazônica põe Ibama e Marinha em alerta

Nature defende reversão da BR-319 e exploração petrolífera na Amazônia para evitar catástrofe

O periódico Nature, classificado como um dos maiores e mais importantes periódicos científicos do mundo, ao lado da revista Science, destacou que, do ponto de vista científico, a necessidade de redução do uso e exploração de combustíveis fósseis é inegociável. No entanto, o Brasil está indo na contramão do mundo após o discurso do presidente Lula na COP28. Embora suas palavras tenham sido exatamente o que a comunidade internacional e científica desejava ouvir, elas se dissiparam como meras palavras ao vento devido a uma série de ações adotadas pelo Governo Federal nos dias subsequentes ao discurso.

Porto de armazenagem de petróleo em Itacoatiara (Reprodução/Agência Brasil) – Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM

Continuar lendo Nature defende reversão da BR-319 e exploração petrolífera na Amazônia para evitar catástrofe

IPAM defende “royalties verdes” para evitar petróleo na foz do Amazonas

Em artigo publicado no jornal O Globo no sábado, 6, o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) defende a compensação econômica para Amapá e Pará deixarem de avançar na exploração de petróleo na foz do rio Amazonas.

Continuar lendo IPAM defende “royalties verdes” para evitar petróleo na foz do Amazonas

Apesar das críticas, COP28 teve avanços importantes que podem beneficiar o Brasil

Primeira menção formal ao fim dos combustíveis fósseis, aprovação de um fundo de perdas e danos para países em desenvolvimento e acordo para criar métricas capazes de medir adaptação às mudanças climáticas foram alguns dos destaques da conferência, avaliam especialistas

Continuar lendo Apesar das críticas, COP28 teve avanços importantes que podem beneficiar o Brasil

ANP faz leilão que avança sobre terras indígenas e unidades de conservação

Manaus (AM) e Brasília (DF) – Um dos blocos arrematados pelas empresas Eneva e Atem Participações no leilão da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na bacia do rio Amazonas na última quarta-feira (13) está sobreposto à Zona de Amortecimento da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uatumã, uma unidade de conservação estadual, e nas proximidades de terras indígenas, nos municípios de São Sebastião do Uatumã e Urucará, a 246 quilômetros e 260 quilômetros de Manaus, respectivamente. O bloco também se sobrepõe aos sítios arqueológicos Ney Duty Almeida Gama, Santa Helena (AM-UR-03) e Ingá (AMUR-04). A Eneva terá 80% de participação e a ATEM, 20%.

Blocos em azul que foram leiloados no dia 13 – Imagem postada em: Amazônia Real

Continuar lendo ANP faz leilão que avança sobre terras indígenas e unidades de conservação

ANP ignora MPF e mantém leilão para exploração de gás e petróleo no Amazonas

MANAUS (AM) – Mesmo com recomendação contrária do Ministério Público Federal (MPF), a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) manteve leilão de blocos para exploração de gás e petróleo na Bacia do Amazonas, em áreas que interferem em terras indígenas.

UTE Jaguatirica 2, na Bacia do Amazonas (Reprodução) – Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM

Continuar lendo ANP ignora MPF e mantém leilão para exploração de gás e petróleo no Amazonas

Petrobras envia sonda à Margem Equatorial para retomar exploração

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (6) que enviou um navio-sonda para retomar a exploração da Margem Equatorial brasileira, trecho da costa que se estende do Rio Grande do Norte ao Amapá. A embarcação perfurará o poço de Pitu Oeste, na Bacia Potiguar.

Mapa da Margem Equatorial: blocos em águas profundas estão distribuídos em bacias entre o Amapá e o Rio Grande do Norte (Reprodução/Petrobras)

Continuar lendo Petrobras envia sonda à Margem Equatorial para retomar exploração

Exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas não tem parecer da Funai

MANAUS – A licença para exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas, próximo ao Amapá, segue sem definição. O principal impasse está relacionado aos possíveis impactos nos povos indígenas da região. Embora o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) tenha afirmado que terá uma resposta sobre o licenciamento para a Petrobras no início de 2024, a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) afirma que a análise encontra-se parada na Fundação.

Continuar lendo Exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas não tem parecer da Funai

Seca histórica: Rio Negro desce 2 cm após sete dias de estabilização

MANAUS (AM) – Após sete dias de estabilização, o nível do Rio Negro voltou a baixar nesta quinta-feira, 9. Conforme a mediação pluviométrica feita pelo Porto de Manaus, o rio desceu 2 centímetros (cm), mesmo patamar de quarta-feira, 8.

Balsa encalhada no Rio Negro, em Manaus (Ricardo Oliveira/17.out.2023/Revista Cenarium Amazônia)

Continuar lendo Seca histórica: Rio Negro desce 2 cm após sete dias de estabilização

Petrobras poderá perfurar poços na Margem Equatorial – Atualizada

Empresa ainda aguarda avaliação sobre Bacia da Foz do Amazonas

Mapa da Margem Equatorial: blocos em águas profundas estão distribuídos em bacias entre o Amapá e o Rio Grande do Norte (Reprodução/Petrobras)

Continuar lendo Petrobras poderá perfurar poços na Margem Equatorial – Atualizada

Alexandre Silveira, do MME, defende exploração da Foz do Amazonas

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, voltou a defender, nesta sexta-feira, a exploração de blocos na Foz do Amazonas, na região do Amapá, cuja licença técnica foi indeferida pelo Ibama em maio deste ano.

Blocos de exploração localizados na bacia sedimentar da foz do Amazonas – Fonte: IBAMA

Continuar lendo Alexandre Silveira, do MME, defende exploração da Foz do Amazonas

Governo quer rapidez em licença para perfuração na foz do Amazonas

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, defendeu, nesta terça-feira (12), que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) acelere a concessão de licenciamento ambiental para que a Petrobras perfure poços de petróleo na foz do Rio Amazonas. A região da Margem Equatorial, no estado do Amapá, é apontada como de grande potencial petrolífero.

Mapa da Margem Equatorial: blocos em águas profundas estão distribuídos em bacias entre o Amapá e o Rio Grande do Norte (Reprodução/Petrobras)

Continuar lendo Governo quer rapidez em licença para perfuração na foz do Amazonas

Ambientalistas rebatem parecer da AGU que libera exploração ambiental

BELÉM (PA) – O parecer da Advocacia-Geral da União (AGU), publicado nesta semana, conclui que a ausência da chamada Avaliação Ambiental de Área Sedimentar (AAAS) não pode impedir a concessão de licenciamento ambiental para exploração de petróleo na bacia da Foz do Rio Amazonas, no Amapá. Entretanto, para ambientalistas da região, o posicionamento da AGU é equivocado, dada a importância da AAAS para a prevenção de danos ambientais no ecossistema.

Bacia da Foz do Amazonas compreende o litoral do Amapá e Pará (Reprodução/Agência Câmara)

Continuar lendo Ambientalistas rebatem parecer da AGU que libera exploração ambiental

URGENTE: AGU libera exploração de petróleo na foz do rio Amazonas

A Advocacia-Geral da União (AGU) emitiu um parecer favorável à exploração de petróleo na foz do Amazonas, gerando mais pressão sobre a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede).

Mapa da Margem Equatorial: blocos em águas profundas estão distribuídos em bacias entre o Amapá e o Rio Grande do Norte (Reprodução/Petrobras)

Continuar lendo URGENTE: AGU libera exploração de petróleo na foz do rio Amazonas