Governo vai contratar mais de mil brigadistas

Eles vão atuar na prevenção e combate ao fogo em unidades de conservação do ICMBio, órgão do MMA. Contratos variam de 6 meses a dois anos. Veja como participar do processo seletivo.

Brigadistas fazem treinamento no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Crédito: Fernando Tatagiba/ICMBio

Leia mais »

Tecnologia inédita para combater incêndios florestais

O governo federal adotará este ano um instrumento inédito para enfrentar a temporada de incêndios florestais, que normalmente começa entre os meses de junho e julho e segue até novembro na maior parte do país.

Mesmo em áreas mais remotas, unidades móveis permitem contato com as brigadas em campo – Crédito: Rubens Freitas

Leia mais »

UCs ganham carros e equipamentos contra incêndios florestais

Iniciativa busca estruturar as unidades de conservação federais para enfrentar a temporada de fogo, que todos os anos começa entre julho e agosto.

Além das UCs, os carros e equipamentos serão destinados a centros de pesquisa e coordenações regionais do ICMBio – Crédito: Gabriel Schulz/ICMBio

Leia mais »

Comunidades e instituições buscam soluções para reduzir as queimadas no Pará

Reduzir os impactos do uso do fogo em áreas de conservação e construir um sistema de alerta a incêndios que tenha o protagonismo das comunidades locais são os objetivos de um novo projeto que chega à região do Tapajós.

Evitar os pequenos incêndios no interior da floresta estão na mira do trabalho – Foto: Jos Barlow

Leia mais »

Número de incêndios florestais é o menor em 20 anos

Inpe registra mais baixo índice de focos de calor para o mês de outubro desde o início da série histórica em 1998. Ações do Ibama e ICMBio foram decisivas para redução das queimadas.

Reunião do Prevfogo com gestores dos estados: balanço das ações deste ano e preparação para 2019 Reunião do Prevfogo com gestores dos estados: balanço das ações deste ano e preparação para 2019

Leia mais »

Aumentam os incêndios florestais fomentados pela seca na bacia amazônica, elevando a liberação de CO2

Foto Reprodução/iStock By Getty Images)

A crescente seca na Amazônia é, agora, a maior causa do aumento de incêndios florestais, o que prejudicará os esforços brasileiros em reduzir emissões de gases de efeito estufa somente com a limitação do desmatamento, de acordo com um novo estudo publicado na Nature Communications.

Leia mais »

Série revela a nova realidade das queimadas na Amazônia

O Brasil está queimando. Prova disso é o número recorde de incêndios no ano passado, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o INPE: foram 275.120 incêndios em todo o país no ano passado, a maior parte deles concentrados na Amazônia (132.297).

Leia mais »

Fogo volta a destruir parte da Terra Indígena Arariboia, no Maranhão

O fogo voltou a atingir parte da Terra Indígena Araribóia, no sudoeste do Maranhão. Localizada em uma área de transição do Cerrado para a Floresta Amazônica, extremamente vulnerável a incêndios, a reserva de 413 mil hectares vem registrando focos de incêndios quase diários ao longo dos últimos meses. Segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), cerca de 12 mil indígenas das etnias Guajajara e Awá-Guajá vivem na área, muitos em situação de isolamento voluntário.

Leia mais »

Parceria reforça combate a incêndios na Amazônia

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Comitê de Proteção da Amazônia Legal (Copal) assinaram nessa quinta-feira (5) Termo de Cooperação Técnica. O documento estabelece que o Copal dará apoio ao ICMBio nas ações de prevenção e logística e na área de pessoal para combater os incêndios florestais nas unidades de conservação (UCs) federais localizadas na Amazônia Legal. 

Leia mais »

O avanço do fogo sobre o Brasil

Até o fim de 2017, número de focos de queimadas deve bater recorde no país, atingindo sobretudo a Amazônia. Setembro já é o pior mês da história. Mudanças climáticas devem agravar cenário. 

Leia mais »

Incêndios afetam formigas e convertem floresta em savana derivada

Incêndios frequentes no sul da Amazônia alteram severamente não só a estrutura e composição da floresta, mas também a fauna, especificamente as comunidades de formigas. Essa alteração é preocupante porque indica que outros grupos de animais são potencialmente afetados de maneira similar e que várias funções ecossistêmicas e interações biológicas podem ser prejudicadas. 

PauloBrando_Formiga_Tanguro-Copia

Leia mais »