Botânicos descobrem 600 novas plantas na Amazônia

Nem tudo são florestas e árvores gigantes, quando se fala na vegetação amazônica. Na Serra de Carajás, no sudeste do Pará, no topo de morros de 800 metros de altitude, se espalha uma vegetação rasteira que recobre os campos ferruginosos, também conhecidos como cangas. Uma pesquisa que reúne 74 botânicos de 22 instituições do País e do exterior propõe revelar parte dessas espécies, algumas em risco de extinção.

Leia mais »

O mais completo estudo sobre a flora das cangas de Carajás

Museu Goeldi e Instituto Tecnológico Vale publicarão 3 volumes especiais sobre os estudos da vegetação da Serra de Carajás, no Pará, na tradiconal Rodriguésia, do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O primeiro volume, a ser lançado em Belém amanhã, dia 9 de fevereiro, reúne o trabalho de 55 botânicos e mais de 22 instituições do Brasil e do exterior. Possivelmente ao final de 2017 as pesquisas serão responsáveis por quase 10% das 7.071 espécies da flora referidas para o estado.

Leia mais »

Estudo destaca potencial do jucá contra rugas e manchas na pele

O jucá (Libidibia ferrea), também conhecido como pau-ferro, é uma árvore amazônica de pequeno porte mas grande potencial. O pó de sua casca é usado como chá pela medicina tradicional da região e para o tratamento de problemas no fígado ou no estômago. Industrializado, o extrato da casca entra na composição de diversas marcas de sabonete íntimo, por conta de propriedades antissépticas.

Pesquisadores de São Paulo, Amazonas e Pará demonstram que extrato da planta é rico em ácido gálico, que age sobre enzimas que atuam no envelhecimento e degradam o colágeno (Wikimedia)

Leia mais »

Bolsista do Inpa descobre novas espécies de orquídeas na Amazônia brasileira

Com diferentes formas, cores e perfumes, as orquídeas (Orchidaceae) estão entre as plantas ornamentais mais procuradas para cultivar em casa, presentear ou até mesmo para servir de tempero na culinária. O Brasil possui mais de três mil espécies de orquídeas e o número cresce ainda mais com as novas descobertas na região amazônica.

Leia mais »

País alerta para conservação da vida selvagem

1.173 espécies da fauna correm o risco de desaparecer

3 de março: Dia da vida selvagem

No dia 3 de março (quinta-feira) é comemorado o Dia Mundial da Vida Selvagem. Esse dia serve para promover o debate sobre a relação do homem com essas espécies e a sua conservação. No Brasil, as Listas Nacionais Oficiais de Espécies Ameaçadas de Extinção mostram que1.173 espécies da fauna e 2.113 da flora correm o risco de desaparecer.
Leia mais »

Laboratório usa plantas da Amazônia para desenvolver substâncias contra malária

As pesquisas para o desenvolvimento de medicamentos contra a malária a partir de substâncias extraídas de plantas da Amazônia brasileira estão avançadas. Os pesquisadores do Laboratório de Princípios Ativos da Amazônia (Lapaam), que faz parte do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), dispõem de em torno de seis substâncias isoladas bem caracterizadas, capazes de matar os parasitas da malária. Leia mais »

Pesquisas do Inpa avançam na descoberta e desenvolvimento de novas substâncias antimaláricas com plantas amazônicas

Estudos realizados por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) avançam nas descobertas de novas substâncias capazes de matar os parasitas da malária. As pesquisas são desenvolvidas a partir de substâncias bioativas isoladas em mais de 15 espécies de plantas da região amazônica.  Leia mais »

Orquideas da Amazônia

Na Amazônia existe uma grade variedade de plantas, e uma das mais exuberantes e mas procurada são as orguideas que sãp consideradas um grande tesouro  natural, pois nos encantam com sua grande variedade de cores e qualidades. Leia mais »

Biodiversidade – L’Oréal amplia pesquisa de insumos da flora brasileira

Os óleos e fibras do cupuaçu, babaçu, açaí, pracaxi, da flora brasileira, começam a fazer parte da fórmula de cosméticos e produtos da L”Oréal. Os insumos de origem vegetal respondem por 55% dos utilizados pela empresa francesa e o próximo passo é o uso do bagaço de cana-de-açúcar.

Leia mais »

Orquídeas nativas são apreendidas pelo Ibama em Mato Grosso do Sul

Agentes ambientais do Ibama apreenderam 13 espécimes de orquídeas e uma bromélia que estavam sendo enviadas ilegalmente numa caixa através dos Correios, de Caracol no Mato Grosso do Sul, para Alfenas em Minas Gerais.

Leia mais »