Madereros asesinan a indígena guajajara, defensor del bosque

El asesinato a tiros de Paulo Paulino, un indígena de la etnia Guajajara de 20 años de edad, ha consternado Brasil. Y es que el crimen fue cometido por un grupo de madereros que no tuvieron ningún temor de matar a un defensor del bosque.

FOTO: SERVINDI

Leia mais »

Ocupar para proteger. Awa constroem estratégias para garantir o usufruto exclusivo de terra indígena

Cerca de 80 indígenas de recente contato do povo Awa construiram, junto à Frente de Proteção Etnoambiental Awa, estratégias de ocupação e proteção do território indígena. O I Encontro para Construção do Plano de Ocupação da Terra Indígena (TI) Awa ocorreu no município de São João do Caru/MA, entre os dias 20 e 30 de setembro e mobilizou os indígenas habitantes das TI Awa, Caru e Alto Turiaçu.

Awa (2)
Criança Awa. Foto: Serge Guiraud/Funai

Leia mais »

PF deflagra 2ª fase da Operação Ka’apor

A Policia Federal deflagrou na terça-feira (10/9), na localidade de Nova Conquista, município de Zé Doca/MA, a segunda fase da Operação Ka’apor, iniciada em outubro de 2018, em conjunto com o Exército, o IBAMA e a FUNAI.

 

Leia mais »

Funai, Polícia Ambiental e povo Guajajara unem esforços pela proteção da Terra Indígena Awá

A Funai, por meio da Coordenação Regional do Maranhão e da Frente de Proteção Etnoambiental Awá-Guajá, deflagrou a terceira etapa da operação fiscalizatória na Terra Indígena (TI) Awá e em seus arredores (TIs Caru, Alto Turiaçu e Arariboia), no último dia 26, em São João do Caru/MA.

A ação fiscalizatória é mais uma etapa da operação deflagrada no início de 2019.Foto: Arquivo Funai

Leia mais »

Funai realiza fiscalização em terras indígenas e coíbe crimes contra povos Awá e Guajajara

Iniciada no dia 13 de fevereiro, a fiscalização em andamento nas Terras Indígenas Awá-Guajá, Caru e Alto Turiaçu, no Maranhão, identificou crimes cometidos por não indígenas que insistem em ocupar ilegalmente o território. Em parceria com o Governo do Estado e vigilantes indígenas Guajajara e Awá, a operação desmantelou uma serraria clandestina e apreendeu armas e produtos de pesca predatória no Rio Pindaré.

A operação de fiscalização contou com a contribuição fundamental dos Vigilantes do Povo Guajajara – FUNAI

Leia mais »

Polícia Ambiental atuará no combate a grilagens de terras indígenas no Maranhão

A partir desta sexta-feira (1º), militares do Batalhão de Polícia Ambiental do Maranhão vão reforçar a segurança nas Bases de Proteção Etnoambiental da Terra Indígena do povo Awá-Guajá.

Leia mais »

Funai garante proteção policial ao território dos Awá-Guajá

A pedido da Funai, policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental passarão a apoiar as Bases de Proteção Etnoambiental da Terra Indígena (TI) Awá por 90 dias, a partir de fevereiro. A ordem é do Governo do Estado do Maranhão e prevê possibilidade de prorrogação da permanência das forças policiais, de acordo com nova avaliação, ao final do período.
Leia mais »

MPF exige permanência da Polícia na aldeia dos Awá-Guajá

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão pediu à Justiça Federal que adote medidas executivas urgentes para garantir a segurança no entorno da Terra Indígena Awá-Guajá e determine o deslocamento imediato da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a região.

Leia mais »

Funai instala Comitê Regional e amplia diálogo com povos indígenas no estado do Maranhão

Para aprimorar melhorias no atendimento às comunidades indígenas do Maranhão, que somam cerca de 38 mil habitantes no estado, a Funai reinstalou o Comitê Regional na cidade de Imperatriz-MA em evento que contou com várias lideranças indígenas. “Este órgão é uma instância responsável por promover a participação dos povos no diálogo e na elaboração das políticas públicas da Funai”, esclarece a coordenadora regional, Ruth Pacheco, durante a reinstalação do Comitê nos dias 29 e 30 de agosto.

presidente e arlete kikatiWallace Bastos conversa com Arlete Krikati, da Associação Wyty-Catë dos Povos Timbira

Leia mais »

II Encontro na Região Norte da Amima – Mulheres Indígenas pelo bem viver

ENCONTROMARANHAO 1

A Articulação das Mulheres Indígenas do Maranhão (Amima) realizou, entre os dias 23 e 26 de julho, na Aldeia Januária, do povo Guajajara (Bom Jardim-MA), o II Encontro na Região Norte da Amima.

Leia mais »

Mortes recentes de índios isolados trazem à tona velhos traumas do contato

A morte de uma mulher Awá na floresta amazônica é um exemplo de sua luta pelo direito de permanecer isolada em sua terra.

Jakarewyj, mulher awá, jaz gravemente doente em uma rede junto a sua irmã Amakaria, em abril de 2015, pouco depois do primeiro contato com a sociedade exterior.

Jakarewyj, mulher awá, jaz gravemente doente em uma rede junto a sua irmã Amakaria, em abril de 2015, pouco depois do primeiro contato com a sociedade exterior. Sarah Shenker Survival International. 

Leia mais »

Entre o fogo e a motoserra: os Awá Guajá da Terra Indígena Araribóia

Os Awá-Guajá, também autodenominado Awá, pertence à família linguística Tupi-Guarani. São tradicionalmente caçadores e coletores nômades, ocupando historicamente regiões próximas aos vales dos rios Turiaçu, Pindaré e Gurupi, no Estado do Maranhão, nos limites da Amazônia Oriental.

Leia mais »

Fogo cerca os Awá-Guajá, mais uma vez

Entre 2015 e 2016, Terras Indígenas no noroeste do Maranhão registram um total de 7,3 mil focos de calor. Antropólogo denuncia incêndios criminosos e perseguição a indígenas e servidores de órgãos oficiais. 

Leia mais »

Jornada extraordinária: indígenas isoladas retornam à floresta Amazônica

Duas indígenas isoladas da Amazônia maranhense completaram a jornada extraordinária de volta a sua floresta, após terem sido levadas de helicóptero à São Luís, à beira da morte.

Jakarewyj e Amakaria, indígenas isoladas Awá, nômades e caçadoras-coletoras, foram forçadas a entrar em contato com Awá já contatados, por estarem cercadas por madeireiros e terem contraído gripe e tuberculose, às quais elas não tinham resistência.

Leia mais »