SGB-CPRM acompanha comportamento da vazante do rio Madeira

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) lançou, nesta segunda-feira (2), o 18º Boletim de Monitoramento Hidrológico no rio Madeira de 2021. Na última semana a tendência geral foi de redução dos níveis dos rios nas estações monitoradas, como esperado para o período. A maior parte das bacias monitoradas apresentou precipitação dentro da climatologia ao longo da última semana.

Mapa da bacia do rio Madeira, com destaque para as estações de monitoramento

Leia mais »

Cheia do Amazonas deixa patamar de inundação severa

Processo de vazante do rio Negro avança e maior cheia da história de 119 anos em Manaus baixou nesta sexta-feira para nível menos crítico

Processo de vazante do rio Negro avança trazendo alívio para região central de Manaus – Postada em: CPRM

Leia mais »

Engenharia Militar na Amazônia repara ponte e restabelece ligação rodoviária entre Boa Vista e Normandia

BOA VISTA (RR) – Em 9 de julho de 2021, o 6° Batalhão de Engenharia de Construção (6° BEC) executou reparação na ponte Bailey que havia restabelecido o tráfego na BR-401, entre Boa Vista e Normandia.

Leia mais »

Descida de 15cm consolida processo de vazante do rio Negro, em Manaus

Após atingir 30,02 metros e superar a maior cheia de toda a história, o nível do rio Negro, em Manaus, já desceu 15 cm e está em processo de vazante. Nesta segunda-feira (5), o rio se encontra em 29,87m na capital do Amazonas. O nível do rio Solimões, em Manacapuru (AM), está em 20,69m – o pico foi de 20,86m. Em Itacoatiara (AM), o rio Amazonas atingiu o pico da cheia de 2021 aos 15,21m no dia 31/05, e hoje se encontra em 14,91m. Mesmo com o princípio do processo de descida das águas, as cidades ainda continuam com níveis acima da cota de inundação severa.

Foto da Defesa Civil de Barcelos (AM) em 17 de junho, dia em que foi registrada a cheia histórica de 10,33m no município, superando os 10,32m de 1976

Leia mais »

Meio milhão de ribeirinhos sofrem com fome após enchente histórica de rios no Amazonas

Desde maio, quando os rios Negros e Solimões registraram alta recorde, comunidades isoladas passaram a sobreviver com doações de comida e insumos contra a covid-19

Leia mais »

Pesquisadores do Governo Federal avaliam áreas com risco de inundação em Belém

O mapeamento das regiões da capital paraense já foi realizado em 2016 e agora está sendo refeito com a inclusão de novas áreas

Pesquisadores realizaram trabalho de campo e registraram também as informações com o auxílio de imagens aéreas por meio de drone. Foto: SGB/CPRM

Leia mais »

Rios secam no Acre e maioria está abaixo da cota de alerta máximo

Exceto Tarauacá e Juruá, os demais rios do Acre estão abaixo da cota de alerta máximo, segundo as medições divulgadas nesta quinta-feira (24) pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

Postada em: O Alto Acre

Leia mais »

Rio Negro atinge os 30,02m em Manaus, mas subida não apresenta indícios de repiquete

Depois de estabilizar por cerca de 8 dias na marca histórica de 30 metros, e registrar a descida de um centímetro, o nível do rio Negro voltou a subir três centímetros em Manaus (AM) . Nesta quarta-feira (16), o rio atingiu os 30,02m, superando mais uma vez em 2021 o recorde de 119 anos.

Áreas alagadas no Centro de Manaus na maior cheia em 119 anosÁreas alagadas no Centro de Manaus na maior cheia em 119 anos – Postada em: CPRM

Leia mais »

Cheia histórica: Rio Negro mantém estabilidade aos 30 metros em Manaus

Desde o mês de abril, os rios registram cota de inundação severa ao longo de toda a bacia amazônica. Com a estabilização dos rios, a previsão de cota máxima de 30 metros do Serviço Geológico do Brasil para a cheia de 2021 em Manaus deve ser confirmada.

Foto aérea com drone de áreas inundadas no centro de Manaus. O levantamento foi realizado pelo SGB-CPRM em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente – Postada em: CPRM

Leia mais »

Rio Branco em cota de inundação em Roraima

O rio Branco e seus afluentes, em Roraima, registram nesta sexta-feira, (11/06), cota de inundação em Boa Vista e Caracaraí.

Em Caracaraí e Boa Vista a previsão é de estabilização para as próximas horas – Postada em: CPRM

Leia mais »

ANA acusa usinas de omissão no rio Madeira

Às vésperas do início do período de cheias, as hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau e a Agência Nacional de Águas (ANA) não se entendem a respeito da melhor forma de evitar riscos de inundações em Rondônia, por causa do volume de água que venha a ser represado pelos reservatórios das hidrelétricas. Nos últimos meses, a relação entre as usinas instaladas no Rio Madeira e a agência reguladora tem sido marcada por uma troca de acusações.                       Leia mais »

Bolívia teme inundações por usinas brasileiras na Amazônia

A Bolívia teme que as gigantescas represas das usinas de Jirau e Santo Antônio, em construção no Amazônia brasileira, provoquem inundações e causem danos à economia e às populações indígenas bolivianas, afirmou nesta sexta-feira o vice-chanceler Juan Carlos Aldurralde.

Aldurralde afirmou em um seminário que o governo da Bolívia não estava plenamente satisfeito com os relatórios elaborados pelo Brasil em defesa das obras hidrelétricas, que entrarão em operação entre 2012 e 2013, e que esperava mais esclarecimentos e garantias em futuras conversações. Leia mais »

Roraima enfrenta desabastecimento por causa da cheia

O governo de Roraima antecipou as férias de meio de ano da rede estadual de ensino por causa das enchentes e a população começa a enfrentar desabastecimento.

O nível do Rio Branco está mais de dez metros acima do normal. Três rodovias federais estão parcialmente interditadas. Na mais importante delas, a BR-174, que liga Roraima ao estado do Amazonas, só se consegue passar de barco.

Ao menos 355 mil pessoas e 15 municípios foram afetados pelas chuvas no Estado.

Leia mais »