Denunciarán graves impactos de la Hidrovía Amazónica en Europa

Además de los importantes paneles internacionales en el marco de la SBSTA 50, el día martes 18 de junio se desarrollará un debate internacional en dos sesiones.

Flyer Graves Impactos de la Hidrovía Amazónica

Leia mais »

Tabatinga (AM) sente tremor de terra registrado no Peru; abalo atingiu 8,1 graus

Um terremoto com magnitude de 8,1 graus, na escala Richter, foi detectado no Alto Solimões, na cidade de Tabatinga, perto da fronteira com a Colômbia e o Peru.

Leia mais »

Secretaria de saúde indígena recebe prêmio por combate à malária

Título internacional foi concedido pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), no último dia 6, em Washington.

Leia mais »

30 anos da Constituição: TRF1 determina planejamento de recursos hídricos do Rio Solimões/Amazonas

A Agência Nacional de Águas (ANA) está impedida de conceder água aos grandes empreendimentos sem a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica; direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado está previsto no artigo 225 da Constituição.

30 anos da Constituição: TRF1 determina planejamento de recursos hídricos do Rio Solimões/Amazonas

Leia mais »

Frequência das enchentes do rio Amazonas aumenta cinco vezes em 100 anos

Pesquisa demonstra que nos primeiros 70 anos do século passado, havia cheias severas a aproximadamente a cada 20 anos. Atualmente, cheias extremas ocorrem na média a cada quatro anos.

Leia mais »

Um século de registros mostra que o rio Amazonas está se descontrolando

O rio mais longo e caudaloso do planeta está escapando do controle. Há três décadas, o ciclo natural de cheias e secas do Amazonas vem se acelerando: ambos os fatos ocorrem cada vez mais. Especificamente, registros iniciados no começo do século XX mostram que a frequência das enchentes extremas é cinco vezes maior que antes. Embora não seja o único fator, o aquecimento global provocado pelos humanos parece estar por trás.

Rio em Itacoatiara, no estado de AmazonasCrescida do rio em Itacoatiara, no estado de Amazonas, em 2009. Jochen Schöngart Leia mais »

Agência Nacional de Águas ensina a medir vazão de grandes rios na Amazônia

Medição da vazão do rio Solimões

A Agência Nacional de Águas (ANA) é quem autoriza o uso da água em rios e reservatórios federais*. Para controlar a quantidade de água em uso, é preciso monitorar a disponibilidade de recursos hídricos nas bacias hidrográficas antes de autorizar retiradas por companhias de saneamento, irrigantes, industrias, ou seja, pelos vários usuários. Leia mais »

Hidrovía Amazónica: realizan talleres de participación ciudadana para explicar proyecto

Brindan detalles del sistema de navegación segura en los ríos Ucayali, Marañón, Huallaga y Amazonas

El Plan de Participación Ciudadana del proyecto Hidrovía Amazónica promueve la difusión constante de las características y el desarrollo del Estudio de Impacto Ambiental detallado de este sistema de navegación segura por los ríos Ucayali, Marañón, Huallaga y Amazonas. ANDINA/Difusión
El Plan de Participación Ciudadana del proyecto Hidrovía Amazónica promueve la difusión constante de las características y el desarrollo del Estudio de Impacto Ambiental detallado de este sistema de navegación segura por los ríos Ucayali, Marañón, Huallaga y Amazonas. ANDINA/Difusión

Leia mais »

Pesquisa participativa investiga padrões de caça de jacarés e botos usados como isca na pesca da piracatinga


Jacarés e botos amazônicos (foto) são alvo de pescadores, que utilizam a carne desses predadores aquáticos como isca para atrair a piracatinga Everson Tavares

Encontrada na região do Médio Solimões, a piracatinga (Calophysus macropterus) é um bagre que se alimenta preferencialmente da carne de animais mortos. A dieta do peixe, muito apreciado na Colômbia, transformou jacarés e botos amazônicos em alvo de pescadores, que utilizam a carne desses predadores aquáticos como isca para atrair a piracatinga.   Leia mais »

Justiça determina que o Mirante do Rio Negro seja demolido em 180 dias

Imagem: iStock #PraCegoVer: Rio Negro

O Tribunal Regional Federal da 1º Região (TRF1) determinou a demolição do Mirante do Rio Negro, localizado na área portuária de Manaus (AM), por causar obstrução da visibilidade e desvalorização do conjunto paisagístico e artístico do local. A Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH) e a Estação Hidroviária do Amazonas, responsáveis pela obra, têm 180 dias para cumprir a decisão, que atendeu apelações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), União Federal e Ministério Público Federal. A determinação do TRF1 foi em 21 de março. 

Leia mais »

Navio da Marinha do Brasil realiza levantamento hidrográfico no rio Javarí

O Comandante do Navio Hidroceanográfico Rio Branco, capitão de corveta Nicolay falou dos trabalhos que vão ser realizados no Alto solimões (AM).

Leia mais »

AM: Calha do Alto Rio Negro está em estado de alerta por causa da estiagem

Nesta sexta-feira (16), a Defesa Civil do Amazonas emitiu estado de alerta para a calha do Alto Rio Negro. Mas ao contrário do que acontece no sul do Amazonas, o alerta é para a estiagem.

Manaus, AM, Brasil: Encontro das águas dos rios Negro e Solimões, em Manaus. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Leia mais »

Indicação Geográfica do pirarucu manejado em Mamirauá tem projeto lançado em Tefé

O projeto “Indicação Geográfica (IG) Pirarucu de Manejo da Região de Mamirauá” teve lançamento oficial na última quinta-feira (22), em Tefé. A cidade amazonense é uma das nove que pode receber o reconhecimento por um produto de qualidade e origem: o pirarucu manejado da região de Mamirauá. Dessa região, nomeada pelo projeto de “região Mamirauá”, também fazem parte os municípios de Alvarães, Fonte Boa, Japurá, Juruá, Jutaí, Maraã, Tefé, Tonantins e Uarini, todos localizados no médio e alto curso do Rio Solimões.

Indicação Geográfica vai reconhecer a qualidade do pirarucu manejado. Projeto, apoiado pelo Instituto Mamirauá, abrange nove municípios no Amazonas -ALINE FIDELIX

Leia mais »