Garimpeiros de Serra Pelada pedem a Bolsonaro que envie Forças Armadas à região

Dezenas de garimpeiros do Pará foram recebidos, nesta terça-feira, pelo presidente Jair Bolsonaro, em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília. O presidente foi até a guarita de segurança da sede do Executivo Federal, onde subiu em uma cadeira para falar aos presentes.

Leia mais »

Garimpeiros pedem apoio federal para exploração em Serra Pelada

O presidente Jair Bolsonaro recebeu hoje (1º), no Palácio do Planalto, um grupo de garimpeiros de Serra Pelada, região no sul do Pará rica em metais preciosos, que reivindica a ordenação da área para a exploração de ouro e outros minérios. Após a reunião, Bolsonaro saiu do gabinete e foi até a entrada do Palácio do Planalto para falar com um grupo maior que aguardava do lado de fora.

Leia mais »

Índios se aliam a antigos inimigos contra planos de Bolsonaro na Amazônia

Quem visse na semana passada um grupo de indígenas dividindo peixes assados em folhas de bananeira numa aldeia à beira do rio Iriri, no sul do Pará, não poderia imaginar que, há algumas décadas, vários dos povos ali presentes viviam em guerra.

Indígenas se apresentam durante encontro que reuniu representantes 14 etnias e de quatro reservas extrativistas na Terra Indígena Menkragnoti, no Pará – Foto: DefesaNet

Leia mais »

Invasão de Garimpeiros no Amapá: Uma Possível Farsa Criada Pela Esquerda

É bastante provável que a notícia veiculada no último domingo (28/07) de que uma reserva indígena no Estado do Amapá teria sido invadida por garimpeiros causando um conflito que resultou na morte de um índio, tenha sido uma grande farsa produzida pela esquerda e por ONGs estrangeiras que atuam na região para desafiar e questionar a soberania brasileira sobre a Amazônia.

Leia mais »

Nota à Imprensa – Polícia Federal investiga morte de líder indígena e possível invasão de reserva no Amapá

No último sábado (27/7), a Polícia Federal recebeu denúncia de uma suposta invasão à Terra Indígena Waiãpi, na região de Pedra Branca do Amapari, no Amapá.

Leia mais »

NOTA DA FUNAI – TERRA INDÍGENA WAJÃPI (AP) – ATUALIZAÇÃO EM 30/07

No último sábado (27/07) a Coordenação Regional da Fundação Nacional do Índio no Amapá encaminhou para a presidência do órgão memorando informando sobre um possível ataque de garimpeiros à Terra Indígena Wajãpi na segunda-feira (22), que teria resultado na morte do líder indígena Emyra Wajãpi.

Leia mais »

Planalto: não há indícios de ação de garimpeiros em terra indígena

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse hoje (29) que não há evidências de atuação de garimpeiros na área da terra indígena do povo Waiãpi, no Amapá.

Leia mais »

NOTA DA FUNAI – Suposta invasão de Terra Indígena no Amapá – ATUALIZAÇÃO (29/07)

A Coordenação Regional da Fundação Nacional do Índio no Amapá encaminhou para a presidência do órgão, no último sábado (27), memorando com informações sobre um possível ataque de garimpeiros à Terra Indígena Waiãpi.

Leia mais »

TI Wajãpi: MPF reúne órgãos públicos para criação de gabinete de gerenciamento de crise

Na manhã deste domingo (28), o Ministério Público Federal (MPF) reuniu-se com outros cinco órgãos para a formação de gabinete de gerenciamento de crise. A finalidade do grupo interinstitucional é esclarecer as circunstâncias da morte de um indígena ocorrida na Terra Indígena Wajãpi.

Reunião de formação do gabinete de crise ocorreu na manhã deste domingo. (Foto: Ludimila Miranda – Ascom MPF)

Leia mais »

MPF no Amapá vai investigar morte de indígena e invasão de aldeia dos Wajãpi

O fim de semana foi de tensão no município de Pedra Branca do Amapari, a 200 quilômetros da capital do Amapá, Macapá. Indígenas da etnia Wajãpi denunciaram que um grupo de garimpeiros armados invadiu o território do grupo e estava acampado perto de uma das aldeias.

Leia mais »

NOTA DA FUNAI – Suposta invasão de Terra Indígena no Amapá – ATUALIZAÇÃO (28/07)

A Coordenação Regional da Fundação Nacional do Índio no Amapá encaminhou para a presidência do órgão nesse sábado (27) memorando informando sobre um possível ataque à Terra Indígena Waiãpi.

Leia mais »

Procurador diz ser prematuro atribuir morte de cacique a garimpeiros

O procurador-chefe da Procuradoria da República no Amapá, Rodolfo Soares Ribeiro Lopes, disse ser prematuro afirmar que os assassinos do cacique da aldeia Waseity, da Terra Indígena Waiãpi, sejam garimpeiros que invadiram a reserva localizada no oeste do Amapá.

Leia mais »