A economia cresce, a proteção ambiental cai

Vi comemorações semelhantes a uma vitória em Copa do Mundo à divulgação, nesta quarta (9/11), pelo IBGE, de que a safra brasileira de grãos deve chegar a 159,7 milhões de toneladas este ano – 6,8% superior à safra já recorde de 2010. A área a ser colhida em 2011 (48,6 milhões de hectares) cresceu 4,6% se comparada à de 2010 – a da soja aumentou 3,2% e a do milho, 3,5%.

Continuar lendo A economia cresce, a proteção ambiental cai

A Internacionalização da Amazônia: Meio Ambiente, Soberania e Cidadania, artigo de Sulema Mendes de Budin

Em apenas um ano, desde o envio do PL 4776/05 para a Câmara dos Deputados, em fevereiro de 2005, a nomeação de Comissão Especial e a recomendação de “urgência”, a aprovação final pelo Senado e a publicação no Diário Oficial da União, no dia 30 de março de 2006, da Lei Ordinária 11.284/06, ficou instituída a legalização do loteamento das florestas públicas brasileiras, sob o título de “concessão para manejo sustentável”! Iniciativa do Poder Executivo, integralmente apoiada, sustentada e defendida pelo Ministério do Meio Ambiente e pessoalmente por sua Ministra, a ex seringueira que traiu suas origens por um cargo de segunda categoria, num governo corrupto e incompetente!

Continuar lendo A Internacionalização da Amazônia: Meio Ambiente, Soberania e Cidadania, artigo de Sulema Mendes de Budin

Emissão global de CO2 aumentará em 20% devido ao uso de energia, diz AIE

Relatório publicado nesta quarta-feira (9) pela Agência Internacional de Energia aponta que a demanda mundial por consumo de energia deverá aumentar em um terço nos próximos 25 anos e aponta que se o crescimento ocorrer com uso intenso de combustíveis fósseis, as emissões de CO2 aumentariam em 20%.

Continuar lendo Emissão global de CO2 aumentará em 20% devido ao uso de energia, diz AIE

Ventos brasileiros semeiam empregos verdes

A expressão “emprego verde”, criada para definir os postos de trabalho que contribuem de algum modo para preservar ou restaurar o meio ambiente, esta cada vez mais presente no vocabulário das empresas dispostas a atender a demanda social por uma economia mais limpa. O Brasil não fica alheio à tendência. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), sua economia conta com mais de 2,6 milhões de postos de trabalho formais que se ajustam a esses critérios e empregam 6,7% da força de trabalho.

Construção do parque eólico em Bom Jardim da Serra, SC.

Continuar lendo Ventos brasileiros semeiam empregos verdes

Turismo marginaliza comunidades litorâneas no Rio Grande do Norte

Desde as últimas décadas do século XX, o turismo vem sendo proposto como uma das formas mais eficazes de alavancar o desenvolvimento sustentável, em países de economia periférica ou em desenvolvimento, por meio da geração de emprego e renda e da melhoria da qualidade de vida. Desde a década de 1960, o Rio Grande do Norte, ao priorizar o turismo de “sol e mar”, vem sofrendo profundas transformações no seu litoral. O processo se aprofunda a partir de 1990, com o interesse internacional por lugares turísticos, particularmente no seu trecho oriental, que corresponde ao Pólo Costa das Dunas. Ao longo dos anos, as políticas adotadas promovem impactos socioespaciais e ambientais dos mais diversos, principalmente sobre as comunidades litorâneas que habitam os 400 km de praias norte-rio-grandenses. Mas, os empreendimentos turísticos e as atividades daí decorrentes não propiciaram empregos nem geração de renda para as populações locais que pudessem configurar uma alteração significativa na oferta de trabalho. A predominância de atividades vinculadas à agricultura e à pesca constitui forte indicativo de que o turismo não tem gerado as vantagens anunciadas pelo discurso oficial.

Continuar lendo Turismo marginaliza comunidades litorâneas no Rio Grande do Norte

Governo apresenta oficialmente oito propostas para a Rio+20

O governo apresentou nesta terça-feira (1º) a versão oficial do documento com oito propostas para a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, conhecida como Rio+20, a ser realizada no Rio de Janeiro de 28 de maio a 6 de junho de 2012. O documento foi apresentado hoje pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e pelo Itamaraty, em coletiva de imprensa, em Brasília.

Continuar lendo Governo apresenta oficialmente oito propostas para a Rio+20

Águas caras para o Nordeste pobre

O impacto visual é agressivo. Cerros cortados, vales aterrados e as terraplenagens que se estendem por muitos quilômetros. A intervenção humana na natureza do Nordeste do Brasil recorda outras grandes construções, mas também preocupa por sua enorme dimensão. São 713 quilômetros de canais, aquedutos, represas, túneis e sistemas de bombeamento para puxar água do Rio São Francisco, que cruza boa parte do Centro-Oeste do país até os altiplanos e desemboca no Oceano Atlântico, para abastecer bacias que secam durante a longa estiagem no extremo Nordeste, parte do chamado Polígono das Secas.

Continuar lendo Águas caras para o Nordeste pobre

Governos debatem desenvolvimento econômico e sustentável de MT com a Copa

Um balanço das ações no Estado para receber a Copa do Mundo de 2014 será feito nesta sexta-feira (21.10) entre representantes do Governo Federal e estadual no Seminário “Desenvolvimento Regional e Exportação – Copa do Pantanal: oportunidades para o desenvolvimento econômico e sustentável de Mato Grosso”, na sede da Federação do Comércio, em Cuiabá, promovido pelo deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT) e a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (CDEIC) da Câmara dos Deputados. A abertura oficial será às 9h com a presença do governador Silval Barbosa.    Continuar lendo Governos debatem desenvolvimento econômico e sustentável de MT com a Copa

Audiência vai debater cidades sustentáveis

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável vai realizar audiência pública na quinta-feira (20) para avaliar as cidades sustentáveis. O objetivo é discutir a qualidade de vida dos moradores das cidades e a relação com o campo – provedor de alimentos, energia e matéria prima – além da mobilidade urbana.

Continuar lendo Audiência vai debater cidades sustentáveis

Aquicultura será destaque de desenvolvimento sustentável durante AmazonTech 2011

Tendo em vista a sustentabilidade na região Amazônica, produtores, pesquisadores e sociedade discutirão a prática da aquicultura como alternativa sustentável para o desenvolvimento durante a realização da 7ª edição do AmazonTech. O evento, que acontecerá pela primeira vez em Palmas, entre os dias 18 e 22 de outubro, no Espaço Cultural, tem como um dos eixos temáticos o uso sustentável dos recursos naturais.

Continuar lendo Aquicultura será destaque de desenvolvimento sustentável durante AmazonTech 2011

Governo paulista anuncia que desiste de implantar o projeto de flotação do Rio Pinheiros

Agora de forma definitiva o governo paulista anuncia que desiste de implantar o projeto de flotação do Rio Pinheiros, com o qual se pretendia despoluir as águas do rio e reiniciar a produção de energia elétrica na Usina Henry Borden, em Cubatão. Objetivo meritório de recuperar a operacionalidade de um dos projetos energéticos, Billings, mais fantásticos já concebidos no país: o aproveitamento do desnível de 700 metros da Serra do Mar para produzir energia ao pé da serra com a reversão hídrica de águas do Tietê e Pinheiros. Projeto que foi interrompido em 1989 por obséquio do intolerável grau de poluição das águas urbanasde São Paulo.

Flotação do Rio Pinheiros

Continuar lendo Governo paulista anuncia que desiste de implantar o projeto de flotação do Rio Pinheiros

ONU quer mais investimento em ecoturismo para preservar florestas e ajudar comunidades locais

Organização Mundial do Turismo, OMT, diz que um setor sustentável pode ajudar a gerar empregos e renda além de proteger ecossistemas regionais; grupo de agências alerta para riscos dos exageros de turismo em massa.

O ecoturismo organizado tem potencial para gerar renda em comunidades e proteger ecossistemas salvando florestas ameaçadas.

Continuar lendo ONU quer mais investimento em ecoturismo para preservar florestas e ajudar comunidades locais

Divulgação: IV Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

A quarta edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável está com inscrições abertas até 10 de outubro e é destinado a estudantes de graduação de todo o Brasil. O concurso, que tem como tema “Contribuições da engenharia para o desenvolvimento sustentável”, visa reconhecer e incentivar jovens universitários a pensar a engenharia sob uma perspectiva sustentável, difundindo novas ideias junto à comunidade acadêmica e à sociedade em geral.

A participação poderá ser individual ou em grupos de até três estudantes, sendo que pelo menos um dos integrantes esteja cursando engenharia, arquitetura ou agronomia.

Os projetos devem ser originais, aplicáveis e de acordo com os principais pilares da sustentabilidade: economicamente viável, ambientalmente responsável e socialmente inclusivo.

Serão selecionados os cinco melhores trabalhos, sendo a premiação no valor de R$ 20 mil para o estudante ou grupo de autores, e a mesma quantia para o orientador. Já as universidades receberão esse valor revertido em prêmios ou bolsas de estudos.

O primeiro colocado será pré-classificado automaticamente para a última etapa de seleção do Programa Jovem Parceiro da Organização Odebrecht – voltado a estudantes e recém-formados – e os melhores projetos serão publicados em um livro comemorativo ao prêmio.

Informações e inscrições: www.premioodebrecht.com/brasil