Conferência discute assistência técnica para as comunidades indígenas

Representantes de várias comunidades indígenas estão reunidos com membros de órgãos públicos e da sociedade civil até esta sexta-feira (24), na comunidade de Vista Alegre, zona rural de Boa Vista, para discutir a assistência técnica e a extensão rural para as comunidades indígenas de Roraima.

 A discussão faz parte da 1ª Conferência Territorial Indígena de Assistência Técnica e Extensão Rural. O evento é preparatório para a 1ª Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural, marcada para os dias 06 e 07 de março em Boa Vista.

 O encontro tem por finalidade propor diretrizes, prioridades e estratégias para o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER). Até o final do evento serão selecionados delegados para a conferência estadual.

 O Tuxaua da comunidade Vista Alegre, Zildo Januário Rapouso, destacou que o momento da conferência é fundamental para as comunidades indígenas discutirem a agricultura familiar e o processo de desenvolvimento dos indígenas por meio da agricultura.

 “Todos nós indígenas queremos trabalhar e aumentar a produção que já temos. Queremos mais assistência técnica e incentivo. Este momento é a hora para que possamos definir politicas para o desenvolvimento da agricultura”, afirmou. 

 O secretário de Estado do Índio, Hiperion Oliveira, destacou que a nova política do governo de Roraima prevê uma assistência técnica eficaz para as comunidades indígenas e desta forma todos os povos precisam estar organizados para viver este momento.

 “Nossos indígenas cultivam muitos produtos da agricultura familiar e com a assistência técnica e a transferência de tecnologia vão poder aumentar as suas áreas cultivadas. Esta conferência tem uma enorme importância porque dela sairão propostas concretas para beneficiar a agricultura indígena”, afirmou.

 Para o secretário adjunto da Agricultura, Rodolfo Pereira, a inclusão do indígena no setor produtivo de Roraima é uma realidade. Ele explicou que além do incentivo a produção com a distribuição de insumos, calcário e equipamentos para a preparação do solo, o governo do Estado fará em breve um processo seletivo para a contratação de técnicos agrícolas que vão atender exclusivamente as comunidades indígenas.

 Ele lembrou ainda que o Estado vai adquirir 35 motocicletas, além de vinte veículos pequenos e dez camionetes que vão reforçar o trabalho de assistência técnica. “O processo seletivo está em fase de analise. Iremos contratar inicialmente trinta técnicos agrícolas, exclusivamente índios que vão atender as comunidades indígenas de todo o Estado. Esta medida juntamente com outras ações da nova politica agrícola vão ajudar o indígena a produzir com qualidade e quantidade”, ressaltou Rodolfo.

 A Conferência tem cinco eixos temáticos: Ater e o desenvolvimento sustentável; Ater para diversidade da agricultura familiar e a redução das desigualdades; Ater e políticas públicas;  Gestão, Financiamento, Demanda e Oferta dos Serviços de Ater;  metodologia e abordagens de Extensão Rural.

 FONTE: Folha de Boa Vista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.