UFPA inicia levantamento cartográfico do quilombo Igarapé Preto em Oeiras do Pará

Equipes interdisciplinares da Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica do Pará e lideranças das Comunidades Quilombola do Igarapé Preto, localizado em Oeiras do Pará, iniciam nesta quinta-feira, 14, com o uso das tecnologias sociais do RTK e de drone, o levantamento da base cartográfica do território que fica 344 km de Belém pela PA-151. A comunidade está localizada na Região do Baixo Tocantins e faz fronteira com o município de Baião, sendo cortada pela Rodovia BR 422, Transcametá.

Leia mais »

Comunidade Quilombola de Igarapé Preto debate pertencimento, desenvolvimento e economia solidária

A Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica do Estado do Pará (Sectet) realizam, entre 10 e 17 de julho, a Oficina Pertencimento, Desenvolvimento Comunitário e Economia Solidária na Comunidade Quilombola de Igarapé Preto.

Leia mais »

ANA reúne sala de crise para discutir cheia do Rio Tocantins

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) realiza, às 15 horas de hoje (6), a segunda reunião da sala de crise instituída para monitorar a alta do nível de cursos d’água da Bacia do Rio Tocantins.

Foto: Corpo de Bombeiros – Governo do Tocantins – Postada em: Agência Brasil

Leia mais »

Botos aparecem mortos no Rio Tocantins em Marabá – PA

Integrantes do Movimento Educacional pela Preservação da Amazônia (Mepa) e pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) investigam a causa da morte de botos no rio Tocantins,em Marabá. Paraevitar mais mortes, os profissionais percorrem o leito do rio Tocantins toda semana desenvolvendo um trabalho de educação ambiental junto aos ribeirinhos.

Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com