Ibama devolve 375 tartarugas à natureza no sul de Roraima

Texto e fotos: Carlos Dantas – Ibama/RR
Texto e fotos: Carlos Dantas – Ibama/RR

O Ibama resgatou e devolveu à natureza 375 tartarugas durante a Operação Tabuleiro, realizada de 24 de outubro a 4 de novembro na região do Baixo Rio Branco, no município de Caracaraí, no sul de Roraima. Seis pessoas foram autuadas e devem responder criminal e administrativamente por tráfico de animais silvestres. Também, foram apreendidos cinco motores e destruídas cinco embarcações que serviam de transporte para os traficantes que abasteciam o comércio do Amazonas.   

Continuar lendo Ibama devolve 375 tartarugas à natureza no sul de Roraima

Especialistas discutem o impacto do desenvolvimento nas populações de primatas

XVI Congresso Brasileiro de Primatologia tem como tema deste ano a conservação e desenvolvimento das espécies. 

Cientistas de diversas regiões do Brasil e de várias partes do mundo estarão reunidos, em Manaus, ente o 9 e 13 de novembro, durante o XVI Congresso Brasileiro de Primatologia. O evento visa estimular uma discussão sobre a necessidade de integrar o desenvolvimento urbano de forma compatível com a conservação dos recursos naturais. As inscrições continuam abertas até o dia da abertura do Congresso.

Continuar lendo Especialistas discutem o impacto do desenvolvimento nas populações de primatas

Governo de Rondônia pretende abater cerca de três mil búfalos

O Plano de Manejo de Búfalos no Vale do Guaporé, elaborado por 28 técnicos de 13 instituições dos governos estadual e Federal, aponta impacto significativo sobre o ecossistema da região causado pelos animais que chegaram a Rondônia em 1953, com o objetivo de desenvolver a agropecuária com o fornecimento de carne, leite, matrizes e tração animal. Mas isso não prosperou e, antes domesticados, os animais se tornaram asselvajados, sem controle.  

Continuar lendo Governo de Rondônia pretende abater cerca de três mil búfalos

ICMBio apoia a campanha salve o sauim – Lançamento será nesta terça (20) em Manaus (AM)

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), por meio dos centros nacionais de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica (Cepam) e de Primatas Brasileiros (CPB), apoia a Campanha Salve o Sauim, que será lançada oficialmente nesta terça-feira (20), no auditório Belarmino Lins, da Assembleia Legislativa do Amazonas, em Manaus. O ICMBio coordena o Plano de Ação Nacional para a Conservação do Sauim-de-coleira.

Continuar lendo ICMBio apoia a campanha salve o sauim – Lançamento será nesta terça (20) em Manaus (AM)

CPI vai propor medidas em defesa de animais silvestres que sofrem maus-tratos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos a Animais poderá propor medidas que facilitem a recuperação de animais silvestres. A CPI realizou audiência pública nesta terça-feira (13) para esclarecer sobre os maus-tratos provenientes do tráfico de animais silvestres, as estratégias de combate e a realocação dos animais aos habitats de origem. 

Continuar lendo CPI vai propor medidas em defesa de animais silvestres que sofrem maus-tratos

Maiores vítimas do desmatamento da Amazônia são as espécies raras

A floresta amazônica abriga muitas espécies. Tantas que a ciência ainda não conseguiu descrever todas elas. Com o avanço do desmatamento, pode ocorrer uma pasteurização dessa diversidade, com os animais mais raros perdendo seus habitats para os animais comuns. Essa simplificação da vida na floresta é chamada de “homogeneização biótica”, e um estudo, publicado nesta segunda-feira (24) na revista científica Ecology Letters procurou avaliar se esse fenômeno está acontecendo nas áreas desmatadas e de degradação florestal na Amazônia.

Cabeça-de-prata, uma espécie de pássaro que só existe no Brasil (Foto: Alex Lees)
Cabeça-de-prata, uma espécie de pássaro que só existe no Brasil (Foto: Alex Lees)

 

Continuar lendo Maiores vítimas do desmatamento da Amazônia são as espécies raras

Inpa e Ampa criam fundo para ações que incentivam a preservação ambiental

O fundo ambiental faz parte da Campanha Alerta Vermelho que tem como objetivo apoiar a fiscalização ambiental, assim como buscar alternativas sustentáveis para as comunidades ribeirinhas      Continuar lendo Inpa e Ampa criam fundo para ações que incentivam a preservação ambiental

Dois novos roraimenses, exclusivos e ameaçados

Uma expedição à Serra do Tepequém, Roraima, liderada pelo herpetólogo Miguel Trefaut Rodrigues, da Universidade de São Paulo, em dezembro de 1992, encontrou um pequeno anfíbio, abundante nos riachos que corriam na região, uma cadeia circular de montanhas, formada a partir da extinção de um antigo vulcão. Na época, ainda não se conhecia muito bem a taxonomia do gênero Anomaloglossus, então não se tinha certeza de que seria uma nova espécie.           Continuar lendo Dois novos roraimenses, exclusivos e ameaçados

Nova espécie de primata é descoberta na Amazônia Brasileira

Uma faixa grisalha na testa, costeletas e garganta em cor ocre e uma cauda cor de fogo. Essas são algumas características do novo primata descoberto na região da Amazônia brasileira. Do gênero Callicebus, popularmente reconhecido como Zogue-zogue, o pequeno primata foi apelidado de Rabo de Fogo. O estudo, que teve início em 2011 com a descoberta da espécie, foi divulgado recentemente com a publicação da sua descrição.  

Continuar lendo Nova espécie de primata é descoberta na Amazônia Brasileira

Inpa terá o primeiro centro especializado em estudos de quelônios de água doce do mundo

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), juntamente com o Projeto “Tartarugas da Amazônia: Conservando para o Futuro” inauguram, na próxima quinta-feira (12), às 17h, o maior centro do mundo especializado em estudos de quelônios de água doce. Trata-se do Centro de Estudos de Quelônios da Amazônia (Cequa), situado no Bosque da Ciência, próximo ao Lago Amazônico, com a proposta de desenvolver pesquisas, conservação de tartarugas e educação ambiental.    

Continuar lendo Inpa terá o primeiro centro especializado em estudos de quelônios de água doce do mundo

Pesca e comercialização da piracatinga será proibida até 2020

A partir do próximo dia 1º de janeiro de 2015, entra em vigor a moratória da pesca e comercialização da piracatinga em águas jurisdicionais brasileiras e em todo território nacional por um período de cinco anos, com o objetivo de proteger o boto-vermelho, o jacaré-açu e o jacaretinga, utilizados como iscas para captura da piracatinga.  

Continuar lendo Pesca e comercialização da piracatinga será proibida até 2020

MMA e ICMBio divulgam novas listas de espécies ameaçadas de extinção

Ao todo, 170 espécies da fauna saíram da lista de animais ameaçados de extinção

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, apresentou na tarde desta quarta-feira (17) as novas Listas Nacionais de Espécies Ameaçadas de Extinção. O anúncio aconteceu no auditório do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em Brasília. Na ocasião, foram divulgadas a Lista de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção, produzida pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro, e a Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, elaborada pelo ICMBio.

Durante o evento, a ministra assinou duas Portarias que formalizam as listas de espécies ameaçadas. “Esse é um dos momentos mais importantes da minha gestão. Houve uma mudança de postura institucional diante das espécies ameaçadas a partir do Programa Pró-Espécies, que se tornou uma referência”, frisou Izabella.

Dentre os dados apresentados, destacam-se as 170 espécies da fauna que saíram da lista de animais ameaçados de extinção, a exemplo da baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae) e da arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus), que tiveram suas populações recuperadas. De acordo com as pesquisas, alguns fatores contribuíram para esse quadro: espécies extintas reencontradas, ampliação do conhecimento sobre as espécies e aumento populacional ou de proteção do habitat.

Conduzido pela Coordenação Geral de Manejo para Conservação do ICMBio, o mapeamento da fauna brasileira é resultado de um processo contínuo de trabalho, iniciado em 2009. Tendo como base a metodologia adotada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), foram realizadas 73 oficinas de avaliação, seguidas da edição das informações coletadas e da etapa de validação dos métodos aplicados. Ao todo, 1.383 especialistas da comunidade científica estiveram envolvidos nesse processo.

Segundo o diretor de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (Dibio/ICMBio), Marcelo Marcelino, a nova Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção se destaca pela abrangência do estudo: 12.256 espécies (incluindo peixes e invertebrados aquáticos) foram analisadas nos últimos cinco anos. “Essa foi a maior avaliação de risco de extinção já feita no mundo. Os números traduzem a amplitude desse esforço”, ressaltou Marcelino.

Os pesquisadores incluíram 720 novas espécies na lista, totalizando 1.173 espécies ameaçadas, que se subdividem em três categorias: Criticamente em Perigo (CR), Em Perigo (EN) e Vulnerável (VU). Houve um aumento em relação às avaliações anteriores, realizadas em 2003 e 2004, que contabilizaram 627 espécies ameaçadas. Naquele momento, entretanto, o universo contemplado era bastante reduzido – apenas 1.137 espécies foram analisadas.

A metodologia utilizada anteriormente definia como objeto de estudo somente as espécies já consideradas potencialmente em risco de extinção. Agora, as 12.256 espécies avaliadas compõem um rico banco de dados, com informações sobre distribuição geográfica, ecologia e habitat, dados populacionais e presença em Unidades de Conservação (UCs). “A lista aumentou porque aumentou também a amostra. A ambição e a coragem desse trabalho foram tamanhas que em algumas classes conseguimos mapear 100% das espécies”, esclareceu a ministra Izabella Teixeira.

Além do diretor Marcelo Marcelino, acompanharam a ministra durante a apresentação o presidente do ICMBio, Roberto Vizentin; o secretário de Biodiversidade e Florestas do MMA, Roberto Cavalcanti; o coordenador do Centro Nacional de Conservação da Flora (CNCFlora) do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Gustavo Martinelli – que apresentou dados sobre a flora brasileira  e a diretora do Departamento de Florestas do MMA, Giovanna Palazzi – que falou mais detidamente sobre a situação dos peixes e invertebrados aquáticos.

FONTE: ICMBio

Instituto Piagaçu faz expedição para realizar Manejo Sustentável de peixes da região

Após um mês de planejamento aguardando o período da seca, a equipe de pesquisadores do Instituto Piagaçu (IPi) iniciou nesta semana mais uma importante expedição para a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus (RDS-PP) onde serão realizadas várias ações voltadas para o manejo sustentável participativo de recursos naturais  da região.

Continuar lendo Instituto Piagaçu faz expedição para realizar Manejo Sustentável de peixes da região