PF investiga garimpo ilegal em terra indígena no Oiapoque

Empresário do Oiapoque/AP utilizava mão de obra indígena para a extração ilegal de ouro

Postada em: Polícia Federal -DPF

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (20/7) a Operação Kijkoveral*, com o objetivo de desarticular organização criminosa que explora garimpo ilegal no interior da Terra Indígena do Uaçá, no município de Oiapoque/AP.

Cerca de dez policiais federais deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão em residências, sendo uma na capital do estado e outra no município que fica no extremo norte amapaense.

Os trabalhos são resultado de operação conjunta da Policia Federal, Exército Brasileiro e FUNAI, que, no último mês de junho, identificaram atividade garimpeira irregular no interior da Terra Indígena Uaçá.

Após a diligência, a PF iniciou investigação que culminou na operação de hoje, já que as apurações confirmaram a ocorrência da extração ilegal de ouro. O maquinário empregado foi financiado por empresário do município do Oiapoque, que lucrava com a mão de obra indígena.

Os crimes investigados são o de usurpação de patrimônio da União, extração ilegal de minério e organização criminosa, com penas que podem chegar a 13 anos de reclusão e pagamento de multa.

*Kijkoveral era o nome de uma cidade que os holandeses tentaram fundar na região da Guiana. A economia dessa cidade giraria em torno da exploração de mão de obra indígena em garimpos de ouro.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*