19ª Missão Interministerial de Combate à Covid-19 chega ao DSEI Alto Rio Solimões

Estimativa é que quase 17 mil indígenas do município de Tabatinga (AM) sejam atendidos na última missão do ano

Publicado em: Instituto Humanitas Unisinos

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), e o Ministério da Defesa, por meio das Forças Armadas, enviam reforço de atendimento à saúde para a população indígena do DSEI Alto Rio Solimões (Tabatinga/AM), na última missão do ano, entre 7 e 14 de dezembro. Esta é a 19ª Missão Interministerial de Combate à Covid-19 com o objetivo de levar suprimentos médicos e assistência à população indígena, com médicos generalistas, pediatras, ginecologistas, infectologistas, entre outros profissionais.

“As equipes multidisciplinares de saúde indígena têm feito um trabalho admirável desde sempre, mas especialmente agora, durante a pandemia. Tenho certeza de que a última missão do ano será um sucesso”, destacou o secretário de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva.

Os profissionais de saúde atuarão em cinco Polos Base: Umariaçu I, Umariaçu II, Campo Alegre, Vila Betânia e São Sebastião. A expectativa é atender aproximadamente 17 mil indígenas da região. A ação leva reforço para a Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena, com quase mil profissionais, que atua na Atenção Primária aos indígenas diretamente nas aldeias.

O trabalho da equipe tem sido efetivo no controle da Covid-19. O primeiro caso confirmado da doença no DSEI Alto Rio Solimões ocorreu em março de 2020 e, atualmente, o Distrito possui apenas dois casos confirmados e há 86 dias não registra óbitos.

Nesta missão, a SESAI envia 52 mil itens de suprimentos entre medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para apoiar os profissionais de saúde do DSEI Alto Rio Solimões. “O reforço dos profissionais, por meio das Forças Armadas, fortalece e dá ânimo ao trabalho que já vem sendo desenvolvido pelos profissionais de saúde do DSEI”, reforça Robson.

ALTO RIO SOLIMÕES

O DSEI Alto Rio Solimões possui a segunda maior população indígena do Brasil. São 70.823 indígenas de 27 etnias distribuídos em 236 aldeias. Para atender a essa população, que se concentra em 13 Polos Bases, existem 16 Unidades Básicas de Saúde Indígena, 22 Unidades de Atenção Primária Indígena (UAPIs) e 10 Ambulanchas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência da Saúde Indígena.

Por Karina Borges, com informações da SESAI
Ministério da Saúde
(61) 3315.3989

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*