AM – Operação Tamoiotatá

Operação Tamoiotatá – Por meio da “Tamoiotatá”, as equipes de fiscalização, coordenadas pelo Ipaam, estão em campo desde 1º de abril. A proposta é atuar previamente contra o desmatamento, para diminuir a quantidade de áreas prontas para a queima no período de estiagem, no segundo semestre do ano. A área prioritária de atuação tem sido o sul do Amazonas, que concentra a maior quantidade de crimes ambientais do gênero.

Foto: Divulgação / PMAM

Operação Tamoiotatá multa em R$ 480 mil propriedade rural em Apuí por desmatamento ilegal e maus-tratos a animais

Nesta segunda-feira (26/04), agentes ambientais e policiais da Operação Tamoiotatá, realizada pelo Governo do Amazonas, localizaram uma propriedade rural com aproximadamente 54 hectares de área desmatados ilegalmente em Apuí, município a 453 quilômetros de Manaus, no sul do estado. O local, situado no Km 75 da rodovia Transamazônica (BR-230), também abrigava uma rinha clandestina, com 70 galos e uma arena para a briga entre os animais.

Pelos dois crimes, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) aplicou multas da ordem de R$ 480 mil. A maior penalidade, no valor de R$ 270 mil, foi pelo desmatamento ilegal identificado na propriedade.

Operação “Tamoiotatá” apreende 135 metros cúbicos de madeira ilegal em Humaitá

Dois caminhões com cerca de 135 metros cúbicos de madeira ilegal foram apreendidos, na manhã desta quarta-feira (28/04), durante a Operação Integrada “Tamoiotatá”, do Governo do Estado. A ação desencadeada pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e pela Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), ocorreu em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus). Mais de R$ 40 mil em multas foram aplicadas.

A equipe recebeu uma denúncia de que veículos trafegavam pela BR-230 e por ruas estreitas da cidade, na tentativa de não chamar atenção da equipe de fiscalização. Ao tentar fazer uma curva, um dos caminhões colidiu em uma calçada. O Ipaam aplicou duas multas, que somam o valor de R$ 40.532 mil.

De acordo com o agente de fiscalização do Ipaam, Isaías Pereira, o motorista não portava o Documento de Origem Florestal (DOF), que é necessário para circulação de matéria-prima de origem florestal. “Ao ser questionado, o condutor de um dos veículos relatou que eles não portavam o DOF. Dessa forma, começamos a fazer os procedimentos e vamos apreender os caminhões e a madeira”, explicou.

Operação Tamoiotatá: Madeireira é multada em mais de R$ 190 mil em Manicoré

Em mais um dia de fiscalização pela Operação “Tamoiotatá”, o Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), multou em mais de R$ 192 mil uma madeireira que estava funcionando ilegalmente na região sul do estado. A ação ocorreu na terça-feira (27/04), quando policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) e os fiscais do meio ambiente localizaram o estabelecimento no município de Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus).

A equipe de fiscalização teve acesso ao local por meio de uma denúncia da Polícia Federal. De acordo com informações do Batalhão Ambiental, a madeireira fica na zona rural de Manicoré. O analista ambiental do Ipaam, Isaías Pereira, informou que a madeireira se encontrava sem as licenças ambientais necessárias para o funcionamento.

FONTE:    IPAAM  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*