Equipe de Saúde Volante da SESAI leva mutirão de atendimentos ao DSEI Maranhão

A Equipe de Saúde Volante da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, embarca em mais uma missão de reforço aos Distritos sanitários Especiais Indígenas (DSEI) no combate à COVID-19 e outras doenças. A Equipe leva um mutirão de atendimentos de saúde à região sul do DSEI Maranhão, no período de 4 a 7 de novembro. O objetivo é reforçar o atendimento realizado por 745 profissionais de saúde que atuam na região neste período de pandemia causado pelo novo coronavírus (COVID-19).

A SESAI enviou mais de 94 mil itens de suprimentos entre medicamentos, testes para COVID-19 e Equipamentos de Proteção Individual (EPI). A expectativa é de atender uma população estimada de 1,8 mil indígenas das etnias Guajajara e Krikati.

A Equipe de Saúde Volante da Saúde é composta por 4 médicos, 3 enfermeiros e 3 técnicos de enfermagem, sendo dois médicos generalistas, um pediatra e um ginecologista. O DSEI disponibilizará médicos generalistas, dentistas e outros profissionais que compõem as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que já atuam nos Polos Base. Os atendimentos ocorrerão nos Polos Base de Barra do Corda, Grajaú e Amarante. Serão ofertadas consultas médicas, tratamento odontológico, vacinação, acompanhamento de saúde de crianças e adultos e testes para COVID-19 e outras doenças.

“Viemos para contribuir com o trabalho das equipes locais, reforçar os atendimentos de saúde aos indígenas e fazer um diagnóstico da COVID-19. A equipe está vindo mais completa com pediatra e ginecologista, cuja necessidade identificamos na Missão anterior, em Roraima. Também realizaremos exame preventivo da mulher e testes para outras doenças como sífilis, HIV, e hepatite”, explica Danielle Gomes, coordenadora da Equipe de Saúde Volante da SESAI.

O trabalho da SESAI é levar saúde básica às aldeias como diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias, desnutrição, verminoses, doenças dermatológicas, doenças crônicas como diabetes e hipertensão, entre outros. Quando há necessidade, em casos de média e alta complexidade, os pacientes são encaminhados pelo DSEI à rede hospitalar municipal e estadual.

“Todas as nossas equipes estão a postos em área aguardando a Equipe Volante para somar esforços nos atendimentos que serão realizados. Fizemos uma triagem prévia, mas atenderemos também a demanda espontânea. Se houver necessidade de remoção de urgência de pacientes durante a ação, daremos os devidos encaminhamentos para atendimento no município mais próximo”, afirma Mirleanes Guimarães, chefe do Divisão e Atenção à Saúde Indígena (DIASI) do DSEI Maranhão.

PUBLICADO EM:   MINISTÉRIO DA SAÚDE SESAI   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*