Operação Eldorado – Aldeia Teles Pires: relatório de comissão aponta excessos

Segundo o relatório fechado pela Comissão Especial de Justiça, instalada pela Câmara de Vereadores de Jacareacanga, houve excesso por parte do grupo de, aproximadamente, trinta e cinco policiais federais que participaram da ação da Operação Eldorado na aldeia Teles Pires, na divisa do Pará com o Mato Grosso.

Depois de acalmados os ânimos e instaurado inquérito para apurar responsabilidades e as circunstâncias do conflito, existem pontos divergentes entre os relatórios apresentados pelos indígenas e pela Polícia Federal, que argumentou ter tentado, por mais de cinco vezes, abordar pacificamente a aldeia.

A resistência dos indígenas aconteceu no momento em que foi explodida uma balsa ancorada em frente à aldeia. Depois do confronto que resultou na morte de Adenilson Crixi Munduruku, 32 anos de idade e pais de dois filhos, ainda foram detidos: Valdir Warô, Agnaldo Kabá, Joílson Sousa, Valdison Ferreira, Eliano Waro, Adonias Kirixi, Aldivino Yoto, Jonílson Waro, Marcelo Kamassuri, Adriel Kirixi, Danilo Kirixi, Severino Kirixi, Edson Kabá e Zezito Warô.

Ficaram feridos no confronto os indígenas Eurico Kirixi, Edivaldo Barô e Severino Kirixi, este último em estado grave. Na sexta-feira passada, depois de instaurado inquérito pela Polícia Federal, a Operação Eldorado foi suspensa por tempo indeterminado.

Veja o vídeo que mostra exatamente o momento da chegada da Polícia Federal:

Fonte: Blog Tapajós em Foco

VER MAIS EM : http://amazonia.org.br/2012/11/aldeia-teles-pires-relat%c3%b3rio-de-comiss%c3%a3o-aponta-excessos/

 
 

Um comentário em “Operação Eldorado – Aldeia Teles Pires: relatório de comissão aponta excessos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.