AM: PF diz que não há novas pistas de indigenista e jornalista inglês

Depois de um dia inteiro de informações desencontradas, a Polícia Federal informou que até o começo da noite desta segunda-feira ainda não tinha encontrado novas pistas do paradeiro do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips. As buscas foram suspensas às 18h no horário local, 19h em Brasília.

Atalaia do Norte AM – Google Maps

Neste oitavo dia de operação, as equipes ampliaram a área de atuação no Rio Itaquaí. Quanto ao material orgânico aparentemente humano e as amostras de sangue coletados da lancha de um suspeito, a Polícia Federal informou que a perícia continua e o resultado deve ser divulgado ainda esta semana.

No começo do dia, o jornal inglês The Guardian, onde trabalha Dom Phillips, chegou a noticiar que dois corpos encontrados na região poderiam ser de Dom e Bruno. A reportagem atribui as informações a diplomatas brasileiros.

Fontes da Univaja, uma associação de povos indígenas com a qual Bruno Pereira colaborou, confirmaram a informação ao jornal espanhol El País, mas depois voltaram atrás.

Bruno e Phillips desapareceram no dia 5 de junho em Atalaia do Norte, próximo à Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas. Eles se deslocavam da comunidade ribeirinha de São Rafael para a cidade de Atalaia do Norte, quando desapareceram.

Na reserva com mais de 8,5 milhões de hectares já foram registrados casos de tráfico de drogas, roubo de madeira e avanço do garimpo ilegal.

O governo federal tem até esta quarta-feira para enviar um relatório ao Supremo Tribunal Federal com todas as informações sobre o que foi feito nesse caso, conforme determinou o ministro Luís Roberto Barroso.

Publicado em 13/06/2022 – 22:53 Por Victor Ribeiro* – Repórter da Rádio Nacional – Brasília – *Com colaboração de Beatriz Albuquerque – Edição: Raquel Mariano / Beatriz Arcoverde – RADIOAGÊNCIA NACIONAL 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: