PF confirma mortes de indigenista e jornalista no Vale do Javari – AM

Bruno Pereira e Dom Phillips estavam desaparecidos desde o dia 05/06

Dom Phillps e Bruno Araújo – Reprodução redes sociais – Postada em: Radioagência Nacional EBC

A Polícia Federal confirmou, na noite dessa quarta-feira, que o indigenista brasileiro Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips foram mortos na região do Vale do Javari, no Amazonas. A polícia seguiu as pistas apontadas na confissão de um dos suspeitos, Amarildo da Costa de Oliveira, e encontrou o local do crime com a ajuda das comunidades indígena e ribeirinha.

O superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Eduardo Alexandre Fontes, afirmou que o trabalho de investigação continua, mas agora será sigiloso.

Agentes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, da Polícia Federal e das Forças Armadas continuam na região, por tempo indeterminado. Além de Amarildo, as equipes prenderam também o irmão dele, Oseney da Costa de Oliveira. Os investigadores procuram agora um terceiro suspeito. A expectativa é que a perícia esclareça o que ocorreu.

Para o superintendente da Polícia Federal Eduardo Fontes, a região onde ocorreu o crime não pode ser considerada isolada.

Bruno Pereira e Dom Phillips desapareceram no dia 5 de junho, no Vale do Javari, no Amazonas. Eles tinham saído da comunidade São Rafael rumo a Atalaia do Norte. A viagem dura cerca de duas horas, mas o indigenista e o jornalista não chegaram ao destino.

No dia 7, a Polícia Federal prendeu o primeiro suspeito, Amarildo, que foi quem confessou e indicou o local do crime. E, nessa terça-feira, o irmão dele, Oseney, também foi preso.

Publicado em 15/06/2022 – 23:29 Por Victor Ribeiro – Repórter da Rádio Nacional – Brasília – Edição: Raquel Mariano / Beatriz Arcoverde – RADIOAGÊNCIA NACIONAL 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: