Projeto Desafiando o Rio – Mar / Atualizado

O pesquisador Hiram Reis e Silva (*), que se define como um Canoeiro eternamente em busca da Terceira Margem, elaborou e executou o Projeto Desafiando o Rio – Mar. 

O projeto foi executado ao longo dos anos percorrendo, de caiaque, os principais rios da Amazônia Brasileira: o Negro, o Solimões, o Amazonas, o Madeira, o Juruá, o Tapajós e o Branco.

Projeto Desafiando o Rio-Mar

Em suas viagens além do reconhecimento de cada um desses importantes rios, também realizava a identificação de seus principais afluentes, observando a fauna, flora, hidrografia, relevo, e entrevistando autoridades locais e representantes dos povos da floresta. Realizou, ainda, um importante resgate histórico da formação de nossas fronteiras, ao descrever a questão acreana, a construção do Real Forte Príncipe da Beira, o reconhecimento do Essequibo,  entre outros.

1. Na primeira etapa temos a descida do Rio Solimões de Tabatinga, na tríplice fronteira com o Peru e a Colômbia, até Manaus/AM. A viagem é descrita em dois tomos:

01 – Descendo o Solimões – Tomo I – 388 pg – Atualizado (abril 2022)

02 – Descendo o Solimões – Tomo II – 380 pg – Atualizado (abril 2022)

2. Entre os dias 16 de dezembro de 2009 e 20 de janeiro de 2010 foi realizada a viagem pelo Rio Negro,  desde São Gabriel da Cachoeira até Manaus/AM.

A Rota do Rio Negro

03 – Descendo o Negro – Tomo I – 496 pg

04 – Descendo o Negro – Tomo II – 476 pg 

3. Em quatro tomos é descrita a viagem pelo Rio Amazonas

05 – Descendo o Amazonas – Tomo I – 506 pg

06 – Descendo o Amazonas – Tomo II – 490 pg

07 – Descendo o Amazonas – Tomo III – 512 pg

08 – Descendo o Amazonas – Tomo IV – 436 pg 

4. Entre o final de 2011 e os primeiros meses de 2012 foi realizada a descida do Rio Madeira.

09 – Descendo o Madeira – Tomo I – 640 pg

10 – Descendo o Madeira – Tomo II – 598 pg 

5. A navegação pelo Rio Juruá foi realizada em 2012 e está descrita em dois volumes

11 – Descendo o Juruá – Tomo I – 526 pg

12 – Descendo o Juruá – Tomo II – 540 pg

6. O Rio Tapajós nasce no Estado do Mato Grosso e foi percorrido em 2013.

13 – Navegando o Tapajós – Tomo I – 448 pg

14 – Navegando o Tapajós – Tomo II – 420 pg

7. Entre 1913/14 o ex-presidente dos Estados Unidos da América, Theodore Roosevelt, e o então Coronel Candido Mariano da Silva Rondon realizaram uma expedição por Mato Grosso e Rondônia e fizeram contatos com indígenas, identificaram novas rotas e fizeram o reconhecimento do, assim chamado, Rio da Dúvida. No centenário da expedição o percurso foi realizado novamente como forma de homenagem aos desbravadores.

15 – Expedição Centenária Roosevelt-Rondon – I Parte – 342 pg

16 – Expedição Centenária Roosevelt-Rondon – II Parte – 288 pg

17 – Expedição Centenária Roosevelt-Rondon – III Parte – 626 pg

8. Em 2017 é realizada a navegação pelo Rio Acre, desde a tríplice fronteira com o Peru e a Bolívia (Iñapari-Bolpebra-Assis Brasil) até Boca do Acre/AM.

18 – Epopeia Acreana – Tomo I – 404 pg

19 – Epopeia Acreana – Tomo II – 386 pg

9. O relato da navegação pelo Rio Branco inclui toda a história do contencioso pela região do Pirara e do Essequibo, incluindo o Brasil, a Venezuela e as antigas Guiana Inglesa e Guiana Holandesa. Também é destacada a implantação da BR 174 e o contato com os Waimiri-Atroari.

20 – Descendo o Branco – Tomo I – 458 pg – ATUALIZADO  (junho 2022)

21 – Descendo o Branco – Tomo II – 436 pg – ATUALIZADO  (junho 2022)

22 – Descendo o Branco – Tomo III – 380 pg – ATUALIZADO (junho 2022)

23 – Descendo o Branco – Tomo IV – 346 pg ATUALIZADO  (junho 2022)

24 – Descendo o Branco – Tomo V – 240 pg

10. A navegação pelos rios Aquidauana e Miranda marca a 10ª etapa do Projeto e mostra o Pantanal suas histórias e suas riquezas.

25 – Jornada Pantaneira – Tomo I – 498 pg

26 – Jornada Pantaneira – Tomo II – 428 pg

11. O percorrido da Laguna dos Patos, da Lagoa Mirim e da Mangueira foi um desafio e um reconhecimento para o desenvolvimento do Projeto Aventura Desafiando o Rio – Mar.

27 Mares de Dentro – Laguna dos Patos – Tomo I – 372 pg

28 Mares de Dentro – Laguna e Lagoas – Tomo II – 464 pg 

As navegações no Mares de Dentro e Pantanal foram dentro do contexto de manter o preparo físico e psicológico para enfrentar os amazônicos caudais.

(*) Hiram Reis e Silva é Canoeiro, Coronel de Engenharia, Analista de Sistemas, Professor, Palestrante, Historiador, Escritor e Colunista;

  • Campeão do II Circuito de Canoagem do Mato Grosso do Sul (1989)
  • Ex-Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA);
  • Ex-Pesquisador do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx);
  • Ex-Presidente do Instituto dos Docentes do Magistério Militar – RS (IDMM – RS);
  • Ex-Membro do 4° Grupamento de Engenharia do Comando Militar do Sul (CMS)
  • Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS);
  • Membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil – RS (AHIMTB – RS);
  • Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS – RS);
  • Membro da Academia de Letras do Estado de Rondônia (ACLER – RO)
  • Membro da Academia Vilhenense de Letras (AVL – RO);
  • Comendador da Academia Maçônica de Letras do Rio Grande do Sul (AMLERS)
  • Colaborador Emérito da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG).
  • Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional (LDN).
  • E-mail: hiramrsilva@gmail.com.   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: