Amazônia: Governo Federal realiza seis entregas em três dias

Ações foram coordenadas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações sob a liderança do ministro astronauta Marcos Pontes e acompanhadas por embaixadores e parlamentares

A inauguração do Laboratório de Selva Peixe-Boi, localizado na reserva Amanã, no município de Uarini (AM) concluiu a agenda de entregas do Governo Federal, no estado do Amazonas (AM). De sexta (4) a domingo (6) seis entregas foram realizadas. As ações foram coordenadas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) que enviou uma comitiva liderada pelo ministro, astronauta Marcos Pontes. Parlamentares e embaixadores convidados acompanharam todas as ações junto com secretários do MCTI.

A primeira entrega foi o anúncio do investimento de R$ 8 milhões para Infraestrutura e manutenção da Torre ATTO MCTI da Amazônia, por meio do FNDCT FINEP/MCTI. Maior Torre de Observação e de Pesquisa em Florestas Tropicais uma cooperação entre os governos do Brasil e da Alemanha. Na ocasião da visita técnica da comitiva do MCTI à Torre, na sexta-feira (4), também foi realizado o lançamento da chamada pública do CNPq/MCTI, cooperação internacional com bolsas para pesquisadores estrangeiros e brasileiros para projetos na Torre ATTO da Amazônia.

No mesmo dia, em evento realizado na sede da Suframa, o ministro lançou o edital “Bioeconomia e Transformação Digital na Amazônia”, por meio do FNDCT FINEP/MCTI.

Já no sábado (5), houve o lançamento do laboratório Flutuante Vitória Régia – Programa SALAS MCTI, em Tefé (AM) sob coordenação do Mamirauá/MCTI e o lançamento da primeira reserva florestal monitorada em tempo real no mundo pelo sistema Providence MCTI, projeto coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá unidade de pesquisa do MCTI.

A sexta e última entrega, realizada no domingo (6) foi o lançamento do laboratório de SELVA Peixe-boi – Programa SALAS MCTI sob coordenação do Mamirauá/MCTI.

No laboratório de Selva Peixe-Boi os pesquisadores irão desenvolver estudos voltados para a preservação do Peixe-Boi na região Amazônica. No local também será feito o trabalho com grupo de felinos, coordenado pelo diretor Técnico-Científico do Instituto Mamirauá, Emiliano Ramalho.

Marcos Pontes pontuou que o momento para ele é muito importante e significativo, pois essa ideia partiu de um sonho e hoje se torna realidade. “Essas entregas do governo Jair Bolsonaro demonstram a importância da gente, por meio da ciência e do conhecimento tradicional e cultural da população que mora na região, juntar essas duas coisas, trazer mais qualidade de vida para cada uma dessas pessoas e colocar para cada um desses jovens e crianças a perspectiva de ter sucesso na vida, morar num lugar maravilhoso como esse, e ter uma renda sustentável”, afirmou Pontes.

Ao final do último evento o diretor geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá/MCTI, João Valsecchi reconheceu todo o apoio recebido pelo MCTI. “Agradeço muito ao senhor Ministro pela confiança, ao seu secretário Marcelo Morales, que foi o grande responsável por trazer a ideia do ministro, para que de fato ela se concretizasse aqui na ponta, e hoje estamos aqui com muita felicidade na inauguração do Laboratório de Selva Peixe-Boi”.

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá – IDSM/MCTI, e reserva Amanã estão localizadas no estado do Amazonas, na região do médio Solimões, sendo a maior reserva florestal do Brasil, cuja dedicação é exclusiva à proteção da Amazônia.

A líder do grupo de pesquisa de mamíferos aquáticos na região amazônica, Miriam Mormentel, é reconhecida mundialmente pelo trabalho que realiza na reserva Amanã com peixes-boi. “Quero parabenizar o ministro e o MCTI por essa fantástica ideia, por essa criação e rede de laboratórios remotos na Amazônia, que vai dar a oportunidade de vários pesquisadores, um grande número de pesquisadores brasileiros, e talvez até estrangeiros, de adentrarem mais a Amazônia para fazer mais pesquisas na área socioambiental”.

O diretor do Departamento de Ciências da Natureza do MCTI, Savio Raeder, também reconheceu a importância do laboratório. “Ministro, nós só temos a agradecer a sua visão que hoje se concretiza no segundo laboratório, que mostra o direcionamento não só para construção do novo, mas também a reforma e a modernização”.

Chamadas Públicas SALAS

Anualmente serão realizadas chamadas públicas para os Laboratórios SALAS/MCTI. Pesquisadores do Brasil em cooperação com pesquisadores do exterior, vão poder ir aos Laboratórios SALAS, e fazer pesquisas com uma infraestrutura de ponta.

O secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI, Marcelo Morales, ressaltou a importância do Projeto SALAS. “Ministro, a sua ideia, a sua determinação, com ajuda aqui do Instituto Mamirauá, do INPA, Goeldi, estamos colocando agora em prática. O Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites, o SALAS/MCTI, faz parte de um programa do MCTI de biodiversidade e sustentabilidade e esse SALAS Peixe-Boi, faz parte dessa integração onde aqui se vai estudar a manutenção e preservação”.

O diretor do Departamento de Promoção Tecnológica do Ministério das Relações Exteriores, Luciano Mazza de Andrade, fez um balanço da viagem. “Nessa visita nós vimos parcerias já concretizadas, iniciativas como a do projeto SALAS, que criam um potencial gigantesco para cooperação internacional”, avaliou. “Acho que temos aqui, países que representam certamente instituições e políticas que podem sem dúvidas se beneficiar dessa parceria e nos beneficiar com essa parceria”.

A comitiva do MCTI partiu da Reserva Mamirauá, onde foi inaugurado o Laboratório Satélite Vitória-Régia- SALAS/MCTI no sábado (5). A delegação seguiu em duas embarcações em direção ao Laboratório de Selva Peixe-Boi – SALAS/MCTI. O deslocamento até o Laboratório de Selva Peixe-Boi durou três horas. O Exército Brasileiro e Polícia Militar da Amazônia acompanharam a comitiva durante todo o trajeto.

 Próxima Inauguração SALAS/MCTI

O terceiro Sistema de Laboratórios Satélites – SALAS/MCTI, já está em processo para ser lançado e será chamado de Laboratório Amanã. Ao todo serão inaugurados pelo MCTI 50 laboratórios de pesquisa na região Amazônica. Os laboratórios serão todos equipados com estruturas novas.

O ministro finalizou o evento de entrega do Laboratório de Selva Peixe-Boi agradecendo as parcerias nacionais e internacionais e mostrou bastante entusiasmo com a concretização de um sonho que irá através da ciência beneficiar a população não somente do Amazonas, mas do Brasil e do mundo. “As coisas estão acontecendo, e eu gostaria de agradecer a cada um de vocês, agradecer ao nosso Exército brasileiro, também a Polícia Militar do Estado do Amazonas, a Polícia Federal, que também nos acompanhou, agradecer a cada um dos pesquisadores, a cada uma das pessoas que fazem com que isso aconteça, em especial aos nossos embaixadores que vieram aqui conosco para conhecer”, afirma o ministro.

Delegação

Além do ministro e autoridades já citadas no texto, integraram a comitiva o embaixador da Alemanha no Brasil, Heiko Thoms, o embaixador da Suíça no Brasil, Pietro Adolpho Giuseppe Lazzeri, o chefe da Delegação da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez Rubio; o ministro conselheiro e chefe da Chancelaria da Embaixada da Argentina no Brasil, Pablo Antonio de Angelis; a secretária de Articulação e Promoção da Ciência do  MCTI, Christiane Corrêa; o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim; o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos, FINEP/MCTI, Waldemar Barroso, o assessor do ministro, Wilman René, o coordenador de Comunicação Social do Comando Exército Brasileiro, Lázaro Ferreira de Lima e o secretário Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Tefé (AM), Daniel Sacha Caminha Beserra.

PUBLICADO POR:     MCTI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: