Sistema de Monitoramento Geoespacial utilizado pelo Ipaam é citado como case de sucesso na COP-27

O Sistema de Monitoramento Geoespacial utilizado pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) é destaque na revista oficial da Conferência Mundial do Clima (COP-27), que acontece em Sharm El Sheikh, no Egito.

Sistema foi inaugurado pelo Governo do Amazonas há um ano, como parte do Centro de Monitoramento Ambiental e Áreas Protegidas do órgão

A COP-27, que iniciou na segunda-feira (07/11) e vai até o dia 18, debate a adaptação climática, a mitigação dos gases do efeito estufa, o impacto climático na questão financeira e a colaboração para conter o aquecimento global.

A inovação tecnológica é parte do Centro de Monitoramento Ambiental e Áreas Protegidas (CMAAP) do Ipaam, inaugurado em novembro do ano passado pelo Governo do Amazonas, e foi desenvolvida junto com a Codex, empresa especializada em soluções de tecnologia. O projeto foi mencionado como case de sucesso no painel da empresa na COP-27, com o tema “Data Driven Decision: Public Policy Framework”, apresentado pelo CEO Luiz Marchiori, na manhã desta quinta-feira (10/11).

O sistema de monitoramento tem como principal objetivo aprimorar o trabalho de controle a partir de dez dashboards (painéis visuais de informações) que disponibilizam dados diários de desmatamento e focos de queimadas em cada município do Amazonas. Assim, as equipes de fiscalização do Ipaam podem efetuar as medidas de contenção com mais eficiência e rapidez.

Investimento

O diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, reitera o compromisso do Governo do Amazonas em investir em tecnologia visando o combate ao desmatamento e às queimadas.

“Ao longo desses quatro anos, só em ações de tecnologia estrutural o Ipaam, por meio do Governo do Amazonas, já implantou em torno de 20 milhões só em tecnologia. Neste caso específico, do destaque na revista da Conferência do Clima, foi em função dessa solução inovadora com uso de tecnologia de monitoramento”, assinalou.

Valente pontua ainda a importância de se preservar o principal bioma do planeta: “A Floresta Amazônica, hoje, representa o principal bioma brasileiro nessa ação efetiva de combate às mudanças climáticas. Seguimos com esse propósito de atuar com ações inovadoras em consonância com essas questões globais, principalmente com a mudança do clima, firmando o nosso interesse na implementação de medidas inovadoras”.

Alertas

Desde a sua inauguração, no final de 2021, o Sistema de Monitoramento Geoespacial do CMAAP do Ipaam, já registrou 3.221 alertas, dos quais 1.192 foram identificados e se tornaram alvo de operação de fiscalização, e 2.029 se encontram em análise.

TEXTO: Kézia Ferreira – FOTOS: Divulgação/Ipaam – PUBLICADO POR: IPAAM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: