Webinar aborda a contribuição dos povos tradicionais para a biodiversidade no Brasil

Evento é parte do projeto “Povos tradicionais e biodiversidade no Brasil – Contribuições dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais para a biodiversidade, políticas e ameaças”. A live será transmitida nesta sexta-feira (18), às 14h, pelo canal da SBPC no YouTube 

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realiza nesta sexta-feira (18) uma live para discussão da seção 16 da obra “Povos tradicionais e biodiversidade no Brasil – Contribuições dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais para a biodiversidade, políticas e ameaças”. O evento online abordará a contribuição dos povos tradicionais para a biodiversidade no Brasil e será transmitido pelo canal da SBPC no YouTube, a partir das 14h.

A Seção 16 da obra reúne cinco experiências de povos que se inter-relacionam com biomas diversos, com histórias e identidades próprias, como os Caiçaras da Jureia, na Mata Atlântica, litoral sul do Estado de São Paulo; as Comunidades de fundo de pasto, na caatinga, no estado da Bahia; as Comunidades vazanteiras e as Comunidades geraizeiras, no cerrado, na Bacia do rio São Francisco, estado de Minas Gerais; e as Quebradeiras de coco babaçu, na Amazônia, estados do Maranhão e Pará.

A publicação evidencia a riqueza e pluralidade de conhecimentos detidos e produzidos pelas Comunidades Tradicionais; as variadas formas de organização social e de uso do ambiente; as práticas e sistemas de produção que resultam em contribuições para a biodiversidade; assim como as políticas públicas e legislação ambiental que ameaçam a reprodução dessas sociedades e a conservação de seus territórios.

PARTICIPANTES:

Adriana de Souza de Lima (presidente da União dos Moradores da Jureia – UMJ) – Comunidade caiçara da Juréia (SP);
Fabricio Bianchini (EMBRAPA Semiárido) – Comunidades tradicionais de fundo de pasto
Carlos Alberto Dayrell (Núcleo Interdisciplinar de Investigação Socioambiental – NIISA) – Comunidades tradicionais vazanteiras da bacia média do rio São Francisco e Geraizeiros
Noemi Miyasaka Porro (Instituto Amazônico de Agriculturas Familiares e UFPA) – Comunidades quebradeiras de coco babaçu

MEDIAÇÃO: Sônia Barbosa Magalhães (UFPA).

Serviço
Live: “A contribuição dos povos tradicionais para a biodiversidade no Brasil”
Data: sexta-feira, 18 de março, 14h
Transmissão: canal da SBPC no YouTube
Evento gratuito e aberto a todos

PUBLICADO POR;  JORNAL DA CIÊNCIA SBPC  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: