Ministério da Saúde envia 180 mil doses de reforço para vacinação de indígenas contra a Covid-19

Doses complementares beneficiam adolescentes indígenas de 12 a 17 anos, pessoas com mais de 60 anos, imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde

Postada em: Ministério da Saúde

Desde o início da pandemia, a saúde indígena é prioridade para o Ministério da Saúde. As primeiras doses para vacinação contra o coronavírus chegaram nos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) em 18 de janeiro de 2021. Em uma nova etapa da imunização, o Ministério da Saúde enviou cerca de 180 mil doses de reforço para complementar a vacinação desses povos tradicionais.

A medida é realizada pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (SeCovid) com o planejamento desenvolvido pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). Do total, 118.023 doses do imunizante da Pfizer foram destinadas para a primeira e segunda dose dos adolescentes indígenas de 12 a 17 anos. Já 61.750 doses do imunizante da AstraZeneca foram enviadas para doses de reforço à população indígena acima de 60 anos, imunossuprimidos e trabalhadores de saúde.

“Por longas distâncias, em áreas de difícil acesso, onde houver uma aldeia indígena, lá estarão os profissionais de saúde da Sesai, do Ministério da Saúde, atuando diretamente para a vacinação. Este é um direito constitucional garantido pelo governo brasileiro, honrado por nós”, afirma o secretário de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva.

As doses de reforço chegam no momento em que o cenário epidemiológico nas aldeias indígenas encontra-se com menor taxa de transmissibilidade desde o início da pandemia. A vacinação tem resultado em um número cada vez menor de mortes e casos graves de covid-19 entre as comunidades indígenas.

Até agora, dos 11.706 casos de Covid-19 confirmados entre indígenas assistidos pelo Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SasiSus), 264 evoluíram para óbito. O número corresponde a 2% do total de casos confirmados.

Campanha de vacinação

A fase inicial do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) atendeu a mais de 400 mil indígenas, acima de 18 anos, atendidos pelo SasiSus, tendo esses brasileiros sido considerados prioritários desde o início da campanha.  Atualmente, mais de 88% da população indígena receberam ao menos uma dose da vacina. Além disso, 81% desse público-alvo já estão com as duas doses.

A divulgação dos dados epidemiológicos sobre a Covid-19 em indígenas atendidos pelo SasiSus podem ser acessados pelo site   saudeindigena.saude.gov.br

Nathan Victor – PUBLICADO POR:   MINISTÉRIO DA SAÚDE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*