Indígena Yanomami recebe atendimento médico das Forças Armadas

Brasília (DF), 26/10/2010 – A atuação rápida e o diagnóstico preciso dos profissionais de saúde das Forças Armadas, que integram a Missão Roraima II, salvou a vida de uma jovem indígena, em estado grave, na Região de Auaris, Terra Indígena Yanomami, no Estado de Roraima.

Sara, de 19 anos, em atendimento médico pela equipe de saúde das Forças Armadas, durante Missão Roraima II


No primeiro dia de atividades no Polo Base de Auaris, Sara, 19 anos, foi levada por um líder comunitário ao 5° Pelotão Especial de Fronteira, local de atendimento da Missão. De acordo com o tradutor da comunidade, a jovem apresentava dores abdominais intensas há uma semana, com considerável piora nos últimos três dias.

Em avaliação inicial, a equipe médica e de enfermagem suspeitou tratar-se de apendicite aguda, com vários dias de evolução. Uma ultrassonografia abdominal confirmou o diagnóstico. Após ter seu quadro estabilizado, a paciente foi transferida para unidade hospitalar onde foi submetida a cirurgia.

Diagnosticada com apendicite aguda, Sara foi encaminhada para unidade hospitalar

O trabalho conjunto dos militares de saúde foi realizado em sincronia com os profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), que prontamente fizeram a remoção aeromédica da indígena para o Hospital Geral de Boa Vista, na capital do Estado.

“Poder ajudar e auxiliar no tratamento dessa jovem é a sensação plena do cumprimento da missão de salvar vidas”, disse o Capitão Felix Cristiano Ferreira de Castro, Médico da Força Aérea que participou do atendimento à jovem indígena.

Esse foi um dos quase 300 atendimentos realizados no primeiro dia de atividades da Missão Roraima II. O Polo Base de Auaris fica ao extremo noroeste do Estado de Roraima, na fronteira com a Venezuela e distante 443 km da capital, Boa Vista.

Parte do acompanhamento médico foi direcionado para o público infantil

Para a população das comunidades isoladas esta é a oportunidade de ter acesso ao tratamento especializado de saúde, neste momento crítico de pandemia. Com a presença dos profissionais militares de Saúde reforçando o trabalho da SESAI, evita-se o deslocamento dos indígenas para os grandes centros.

A missão Roraima II será encerrada nesta segunda-feira (26)

Por Maristella Marszalek
Fotos: Divulgação Ministério da Defesa

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.