DSEI Médio Rio Solimões e Afluentes intensifica ações de combate à malária e COVID-19

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, por meio do DSEI Médio Rio Solimões e Afluentes, está realizando ações de enfrentamento do novo coronavírus (COVID-19) e combate à malária nas aldeias dos Polos Base do município de Juruá (AM). O Distrito enviou Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) para prestar assistência qualificada a aproximadamente 600 indígenas em oito aldeias neste mês de agosto.

O objetivo da ação é identificar pacientes com sintomas de COVID-19 e malária para a realização dos testes rápidos para as duas doenças. Além do tratamento dos sintomas, as EMSI realizam vacinação contra doenças imuno-preveníveis, como sarampo e influenza, e prestam outros serviços básicos como pré-natal e acompanhamento da saúde dos indígenas.

A ação tem o apoio da Prefeitura Municipal de Juruá (AM). As equipes são compostas por um médico, 2 enfermeiros, 5 técnicos de enfermagem, 2 Agentes de Endemias, 8 Agentes Indígenas de Saúde (AIS) e 3 agentes de Saneamento (AISAN).

Os Agentes de Endemia, AIS e AISAN reforçam o combate à malária realizando borrifações, limpeza das margens, desvio do fluxo de água e controle da vegetação em torno das moradias. Desta forma, evitam a propagação da malária pelo mosquito prego (Anopheles), cuja fêmea é a transmissora do protozoário que causa a doença.

Esta é terceira entrada do DSEI em área indígena para atender especificamente a etnia Ingarikó a pedido das lideranças, feita em 18 de julho. A primeira equipe foi enviada para a área no dia 27 de julho e já retornou à sede do Distrito. Outra equipe está no local e permanece até 7 de setembro. O acesso à região só é possível por via aérea. “Atendendo a uma solicitação das comunidades Ingarikó, por carta, e tratativas com o Ministério Público Estadual de Roraima (MPE-RR) estamos realizando esta terceira entrada com o apoio do Exército Brasileiro. Estas ações tem o objetivo de dar uma resposta rápida na atenção ao combate à Covid-19 nas comunidades Ingarikó da Terra Indígena Serra do Sol”, explica o coordenador do DSEI Leste de Roraima, Tárcio Pimentel.

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, vem intensificando as ações de enfrentamento ao Combate a Covid 19 a aproximadamente 1,4 mil indígenas, por meio do DSEI Leste de Roraima, desde o mês de julho. As ações são discutidas com os tuxauas, que são as lideranças indígenas das comunidades, em consonância com o Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi).

Autoria: NUCOM/SESAI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.