FUNAI – Garantida a continuidade do Centro de Monitoramento Remoto

CRM

O Centro de Monitoramento Remoto (CMR) acaba de ter sua continuidade garantida após meses de negociação junto à execução do Plano de Proteção Territorial do Médio Xingu (PPTMX). 

Com a renovação, será possível fomentar a integração de informações que tenham como linha de base o Monitoramento Territorial, mas que também atendam a demandas de outras áreas, a exemplo dos Planos de Gestão Territorial e Ambiental (PGTAs) e as experiências de Turismo em Terras Indígenas.   

O sistema e suas funcionalidades       

O CMR foi desenvolvido para possibilitar o acompanhamento diário de ocorrências de desmatamento, degradação, mudança de uso e de ocupação do solo em terras indígenas. As imagens geradas cotidianamente pelo satélite Landsat-8 dispõem subsídios indispensáveis não só ao planejamento de ações de proteção territorial, mas a atividades relacionadas ao trabalho indigenista como um todo.  

É um produto que, de maneira simplificada, agrega informações produzidas a partir de sensoriamento remoto. Por sua acessibilidade, instrumentaliza o usuário final com conteúdos que outrora se restringiam a um domínio técnico especificamente qualificado e, por descentralizar o conhecimento sobre circunstâncias territoriais com impacto direto no cotidiano das comunidades, o sistema dinamiza a pesquisa nos diversos setores da Funai, direcionando as ações e reduzindo seu tempo e custo. 

Mapa interativo    

A funcionalidade Mapa Interativo (disponível publicamente) permite visualizar territórios de forma rápida e fácil, ordenando informações como jurisdição, nomenclatura oficial e limites das terras indígenas, além dos biomas aos quais se circunscrevem. Há, ainda, disponibilização de dados sobre o entorno dessas terras (buffer de 10 km, para consideração de possíveis impactos ambientais a esses territórios), sobre unidades de conservação, áreas quilombolas, assentamentos rurais, imóveis certificados (públicos e privados), faixas de fronteira, dentre outros. O portal de Mapas Interativos conta com dados divulgados pelo Inpe (que, além de ser a referência do Governo Federal para detecção de desmatamento e degradação ambiental, continuam relevantes para a Funai).  

Já na interface restrita ao usuário autenticado, o CMR oferece sessões com dados confidenciais, selecionáveis por Terra Indígena ou por unidade descentralizada da Funai. Tais informações – e principalmente a possibilidade de seu cruzamento no mapa – subsidiam a produção de documentos técnicos e fundamentam os planos de trabalho elaborados pela Coordenações Gerais da Funai.  

CRM em dispositivos móveis  

Outra facilidade oferecida pelo CMR é o acesso por meio de smartphones e tablets, uma vez que suas funcionalidades são produzidas com as mesmas premissas de desenvolvedores de aplicativos para esses dispositivos. Essa ferramenta, projetada para apurar a qualidade e detalhamento do trabalho técnico da Funai serve, também, como recurso para ser utilizado nas ações em campo.

 

Coordenação-Geral de Monitoramento Territorial

FONTE: FUNAI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.