Terra Indígena Awá-Guajá – INFORME Nº 15

06 de fevereiro de 2014 – INFORME 15 – Operação de desintrusão da Terra Indígena Awá-Guajá.

Nesta quarta-feira (05), coordenadores das equipes da Fundação Nacional do Índio, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e Exército Brasileiro que atuam na Operação desintrusão da Terra Indígena Awá discutiram a elaboração de uma agenda conjunta de proteção territorial da área. As equipes se reuniram na base operacional da Reserva Biológica (Rebio) Gurupi, limítrofe com a Terra Indígena.

As equipes iniciaram o planejamento de ações conjuntas a partir de abril, período previsto para a finalização do processo de desintrusão. Essa articulação é uma medida que consta no eixo de vigilância pós Operação. O ICMbio continuará realizando ações de campo com o apoio do Batalhão da Polícia Militar do Maranhão para monitorar um possível deslocamento de ocupantes da TI Awá para a Rebio. Em relação as ações conjuntas, deverá ser feita a sistematização de ocorrências ambientais Rebio e TI Awá. A reunião foi importante pois inicia uma agenda estratégica para a proteção das áreas.

A Operação é formada por uma equipe interministerial, coordenada pela Funai, Secretaria-Geral da Presidência da República, e composta pelo Ministério da Defesa (Exército e Força Aérea Brasileira), Polícias Federal e Rodoviária Federal, Força Nacional, ICMBio, Ibama, Gabinete de Segurança Institucional – ABIN, Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – CENSIPAM, Ministério do Desenvolvimento Agrário/Incra e INSS.

FONTE : FUNAI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.