Amazônia – Manejo Florestal é disseminado em teleaulas

Nesta segunda-feira, 05/11, no Canal Futura, será exibido o primeiro episódio da série Florestabilidade: Educação para o manejo, que mostrará as oportunidades e desafios do manejo florestal na Amazônia. Os vídeos têm o formato de teleaula e foram desenvolvidos para o Projeto Florestabilidade, da Fundação Roberto Marinho e do Fundo Vale. O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) apoiou tecnicamente, colaborando com o conteúdo dos cursos. O objetivo é difundir o uso sustentável das florestas, despertar vocações e oferecer recursos pedagógicos para técnicos e extensionistas.

“A exibição destes programas no Canal Futura é uma estratégia de difusão do manejo florestal como oportunidades de geração de trabalho e renda para a região, para o público em todo o Brasil, valorizando as pessoas e saberes daquela região”, afirma a gestora, pelo SFB, do acordo de cooperação técnica com a Fundação Roberto Marinho, Cristina Alves.

A primeira das 15 teleaulas introduz o tema da série e apresenta a floresta, sua importância para as comunidades locais, para o equilíbrio do clima e para as gerações presentes e futuras. Os programas abordarão assuntos como a história do manejo na Amazônia, as florestas públicas e as práticas do manejo florestal madeireiro e não madeireiro. Os vídeos registram o trabalho e o estilo de vida de comunidades que utilizam os recursos florestais de forma sustentável em florestas nacionais, reservas extrativistas, reservas de desenvolvimento sustentável e terras indígenas no Pará, Acre, Amazonas e Rondônia.

“Esta é uma iniciativa a ser aplaudida e fortalecida já que dissemina o conhecimento sobre o manejo florestal sustentável a quem mais precisa e nem sempre tem fácil acesso a informação”, comenta a diretora de Fomento e Inclusão do SFB, Claudia Azevedo-Ramos.

Projeto com escolas
Os programas veiculados no Canal Futura também serão usados nas atividades do Projeto Florestabilidade com escolas de estados da região Norte e com extensionistas. A aula inaugural será em Belém (PA), no dia 13/11.

O Florestabilidade deve envolver cerca de 2.500 docentes em um período de dois anos. Eles terão à disposição um kit pedagógico composto dos 15 programas de TV, além de 15 programas de rádio sobre manejo florestal; livros com conteúdos sobre manejo e sugestões de roteiros de aula; um jogo de tabuleiro sobre manejo florestal e painéis em tecido para tornar o espaço de aprendizagem mais atrativo.

A metodologia e os materiais pedagógicos também podem apoiar o trabalho de assistência técnica às comunidades da Amazônia. No estado do Pará, 100 extensionistas serão convidados a aderir ao Florestabilidade, utilizando o conteúdo durante suas interações com as comunidades rurais e extrativistas na região.

FONTE  : Serviço Florestal Brasileiro – Assessoria de Comunicação – http://www.florestal.gov.br/noticias-do-sfb/manejo-florestal-e-disseminado-em-teleaulas-para-toda-a-amazonia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.