Documentário Vale dos Esquecidos / Suia – Missu

Filme de Maria Raduan retrata 45 anos de conflito de terra entre índios, grileiros, sem terra e posseiros no Mato Grosso. 

O primeiro longa da diretora Maria Raduan, Vale dos Esquecidos, foi selecionado para a mostra competitiva brasileira do festival É Tudo Verdade  2011 e fez sua estreia durante a programação do evento. O documentário, que retrata 45 anos de conflito de terra entre índios, grileiros, sem terra e posseiros no Mato Grosso, foi gravado no local onde existiu a fazenda Suiá-Missú, considerada o maior latifúndio existente no planeta, nos anos 70.

O fio que conduz a história é a vasta gama de depoimentos de todas as partes envolvidas: o cacique Damião Paridzané, o líder Xavante Marawãtsède; Dom Pedro Casaldáliga (bispo emérito de São Félix do Araguaia), um funcionário da fazenda na época chamado Dario Carneiro, o fazendeiro John Carter, além de Filemon Limoeiro, político; Rosa Silva, líder dos sem terra; e Neto Figueiredo, posseiro. Com um longo trabalho de pesquisa, a diretora e sua equipe também descobriram fotos raras, áudios da época e imagens atuais que ajudam a compreender melhor as origens do conflito.

“A princípio queria entender a história dos índios e durante a filmagem percebi que existiam muitas outras variáveis. Seria impossível contá-la sem retratar as outras. Foi quando decidi que o Vale dos Esquecidos seria uma radiografia de como é a Amazônia no Brasil”, explica Maria.

Ver mais em:

http://www.rollingstone.com.br/noticia/doc-vale-dos-esquecidos-estreia-no-e-tudo-verdade/   

http://valedosesquecidos.com.br/

https://www.youtube.com/watch?v=bmaaGjC4-Kg 

https://www.facebook.com/valedosesquecidos/  

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.