Real Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques RO

O Real Forte Príncipe da Beira, em Rondônia, se constitui em um dos maiores fortes já construídos no Brasil.

Abandonado, após a instauração da República, entrou em um processo de arruinamento acelerado,  possivelmente por ações de pilhagem, como reza a tradição oral.

Localizado na fronteira Oeste do País, em meio à Selva Amazônica, praticamente desapareceu da memória popular, até ser descoberto por uma missão militar que atravessava a área, já no século XX.

Permaneceu abandonado até que, em 1930, com a criação dos Contingentes de Fronteiras, o Exército Brasileiro iniciou a construção de instalações militares nas proximidades do Forte.

Tombado pelo Iphan em 1950, atualmente o se encontra sob a guarda do 1º Pelotão de Especial de Fronteira “Real Forte Príncipe da Beira” do Exército Brasileiro, que propicia sua conservação.

Várias ações e estudos têm sido desenvolvidos visando a preservação daquele monumento.

Este trabalho é resultante de uma visita de orientação técnica, a convite da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, que contou com a participação de especialistas de diferentes áreas.

Nossas observações, aqui expressas, abordam a questão do ponto de vista arqueológico.

REAL FORTE PRINCIPE DA BEIRA

Marcos Antonio Gomes de Mattos de Albuquerque
Veleda Christina Lucena de Albuquerque

Relacionadas:

5 comentários em “Real Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques RO”

  1. Uma pena Estive agora dia 23/12/2022 no Forte Príncipe da Beira e fiquei triste em saber que ninguém se importa com aquele local está em ruínas ainda que tudo está escorado com vigas de madeira para não desmoronar em cima de quem lá visita.
    Realmente muito triste como o governo e seus representantes tratam a história que. Ali representa.

  2. Visitei e o Forte em 1995, meu pai foi prefeito de Costa Marques/lugar lindo as margens direita do Guaporé

  3. Provavelmente, o autor não visitou o local, está abandonada caindo aos pedaços, restauração não existe, não tem verba para isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: