Polícia Federal combate trabalho escravo, crimes ambientais e extração ilegal de minérios

Dois garimpos ilegais tiveram suas atividades paralisadas e uma pessoa foi presa em flagrante

Postada em: Polícia Federal

Redenção/PA – A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público do Trabalho, realizou no dia 05 de agosto de 2021, uma ação de combate aos delitos de redução de trabalhador a condição análoga à de escravo, usurpação de bens da União e crimes ambientais em áreas rurais do município de Cumaru do Norte/PA.

Cerca de 17 policiais federais participaram da ação, que teve início com a deflagração da Operação Cachoeirinha, que fiscalizou garimpos de ouro clandestinos na zona rural de Cumaru do Norte/PA. Dois garimpos ilegais foram encontrados em funcionamento e tiveram suas atividades imediatamente paralisadas.

Imagens de satélite, obtidas por meio do sistema PLANET, auxiliaram na prévia identificação da existência dos garimpos e possibilitaram a atuação simultânea em todas as frentes de trabalho.

Ao todo, foram apreendidas quatro escavadeiras hidráulicas, sete motores bombas, um caminhão, um automóvel, uma espingarda, um revólver 38, várias munições de vários calibres, três motosserras e instrumentos usados na atividade mineraria ilícita.

Foi realizado o resgate de 20 trabalhadores que se encontravam submetidos a condições degradantes de trabalho e uma pessoa foi presa em flagrante delito.

A atividade, objeto dessa ação, representa risco a saúde dos trabalhadores pelo uso indiscriminado de mercúrio, polui leitos dos rios e causa danos irreparáveis a fauna e a flora do local atingido. O dano ambiental ainda será quantificado por meio de de perícia da Polícia Federal.

Caso confirmadas as hipóteses criminais, os investigados responderão pelos crimes descritos no Art. 2 da Lei n. 8.176/91, Art. 55 e 56 da Lei n. 9.605/98, art. 149 do CPB e Art. 12 da Lei n. 10.826/03.

Comunicação Social da Polícia Federal em Redenção/PA

PUBLICADO POR:  POLÍCIA FEDERAL DPF 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*