“Brasil precisa parar de anistiar irregularidades”, diz líder de empresários do agronegócio

Para presidente da Associação Brasileira do Agronegócio, projeto de lei que facilitaria regularização de áreas desmatadas “premia quem não fez as coisas direito”; iniciativa expõe racha no setor

A tentativa de colocar em votação no Senado na última quarta-feira (28/04) o Projeto de Lei 510/2021 — que flexibiliza as regras para regularizar áreas desmatadas ilegalmente — voltou a expor um racha no agronegócio brasileiro.

De um lado, a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), principal representante de proprietários rurais brasileiros, defende a aprovação do projeto, elaborado pelo senador Irajá Abreu (PSD-TO) e apoiado pelo governo Jair Bolsonaro.

Já o presidente da principal entidade que representa grandes empresas do setor critica a proposta e diz que ela não foi debatida com a sociedade.

Após protestos da oposição, a votação do projeto foi adiada. Membros da bancada ruralista devem tentar pautá-la de novo na semana que vem.

Leia na íntegra: BBC 

PUBLICADO EM:    JORNAL DA CIÊNCIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*