SESAI envia equipes de reforço de saúde para o DSEI Yanomami

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, envia reforço de saúde para o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami, no período de 1 a 7 de março.

Publicada em: Saúde Indígena

A Equipe de Saúde Volante da SESAI e uma equipe técnica do Departamento de Determinantes Ambientais Saúde Indígena (DEAMB/SESAI) embarcam numa missão de atendimento de saúde, apoio à vacinação contra a COVID-19 e inspeção sanitária.

A ação tem objetivo de atender aproximadamente 500 indígenas de aldeias dos Polos Bases de Surucucu, Waphuta e Kataroa. As aldeias são distantes uma da outra e o deslocamento para esta região de serras é feito exclusivamente por transporte aéreo. Todas as ações serão acompanhadas pelo Conselho Distrital de Saúde Indígena (CONDISI) Yanomami. Como medida de segurança para os povos indígenas, toda a equipe que compõe a missão realizará teste para COVID-19 e deverá apresentar resultado negativo para entrar em área indígena.

Publicada em: Saúde Indígena

A Equipe de Saúde Volante da SESAI é composta por um médico clínico geral, uma pediatra, três enfermeiros e uma técnica de enfermagem. Esta equipe vai reforçar o atendimento realizado pela Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) do DSEI Yanomami realizando testagem para COVID-19, atendimento médico, acompanhamento do desenvolvimento infantil e acompanhamento de saúde de gestantes e idosos.

Os engenheiros do DEAMB da SESAI estarão no local para fazer a inspeção sanitária de saneamento básico. Eles farão análise da qualidade da água e verificarão a gestão dos resíduos sólidos junto com a equipe do Serviço de Edificação e Saneamento Ambiental Indígena (SESANI) do DSEI Yanomami.

As equipes têm o apoio do Ministério da Defesa, através do alojamento do Pelotão Especial de Fronteira (PEF) Surucucu, na Terra Indígena Yanomami. A SESAI já realizou duas missões interministeriais de reforço ao DSEI, em parceria com o Ministério da Defesa, durante a pandemia causada pela COVID-19. A Operação Roraima I, realizada de 29 de junho a 6 de julho de 2020, realizou 3,5 mil atendimentos. E a Operação Roraima II, realizada de 19 a 26 de outubro de 2020, realizou mais 2,6 mil atendimentos.

PUBLICADO EM:     SAÚDE INDÍGENA MINISTÉRIO DA SAÚDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*