Indígenas vão buscar aliados na Europa contra a destruição ambiental no Brasil

Em outubro, uma comissão formada por treze representantes fará um giro por capitais como Berlim, Bruxelas e Paris, para falar com empresários e lideranças políticas. União Europeia e Vaticano estão no roteiro. Sônia Guajajara, coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) é uma das integrantes da comissão.

Líder indígena participa de debate no Festival Plataforma Berlin, no painel “Por favor, perturbe: Caos no Clima, Dança e Ativismo”. – Hector Riveros/Divulgação Festival Plataforma Berlin.

A agenda ainda não está fechada. Mas o objetivo é claro: chamar a atenção da Europa para a atual política ambiental e de direitos humanos no Brasil, considerada um retrocesso pelos representantes indígenas.

“Vamos denunciar o desmatamento, as invasões de terras e a retirada de direitos dos povos indígenas sob o governo de Jair Bolsonaro”, disse à RFI a líder Sonia Guajajara, de 45 anos, coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

Sonia está na capital alemã para participar de um debate dentro do festival ibero-americano Plataforma Berlin. (http://www.plataformaberlin.de/)

Cristiane Ramalho, correspondente da RFI em Berlim

Por RFI  

VER REPORTAGEM COMPLETA EM: http://br.rfi.fr/brasil/20190719-indigenas-vao-buscar-aliados-na-europa-contra-destruicao-ambiental-no-brasil

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*