MPF debate questões de saúde indígena com lideranças do povo Krahô e órgãos responsáveis

Na reunião, as lideranças indígenas também manifestaram preocupação com a destinação das verbas obtidas pelo estado do Tocantins e pelo município de Goiatins, por meio do “ICMS Ecológico”.

Na última quinta, 25, ocorreu na Câmara Municipal de Goiatins (TO) uma reunião com as lideranças indígenas da etnia Krahô e órgãos governamentais para deliberar, junto ao Ministério Público Federal (MPF), sobre temas importantes para as questões indígenas no estado, especialmente na área da saúde. Entre as pautas debatidas, tratou-se da infraestrutura de instalações físicas e recursos humanos das unidades de saúde de atenção primária voltadas ao atendimento das aldeias Krahô, do sistema de transporte para tratamento fora de domicílio de indígenas Krahô, do fornecimento dos serviços de saneamento básico, energia elétrica e telecomunicações às aldeias e do estado de manutenção do Hospital de Pequeno Porte de Goiatins.

Participaram da reunião os caciques da aldeia Bacuri, Carlito Krahô, Rio Vermelho, Genival Caetano Krahô, Mãkraré, Adão Krahô, Nova, Roberto Kraté Krahô, de Cima, Leosip Krahô, e Capitão do Campo, José Valdo Krahô. Participou também o coordenador substituto do Distrito Sanitário Especial Indígena no Tocantins, Sidney Mariano de Brito, junto da Chefe de Divisão de Atenção à Saúde Indígena, Eva Ferreira da Silva, da responsável técnica pela unidade de saúde indígena Polo Base de Itacajá, Keivy Priscilla Amaral, e do responsável administrativo da unidade, José Ribeiro.

Participaram ainda a coordenadora da unidade de saúde indígena Base de Apoio Goiatins, Graciela Camargo Rosa, acompanhada do auxiliar administrativo Raimundo Nonato Alencar, o coordenador regional Araguaia e Tocantins da Funai, Eduardo Márcio Batalha Macedo, acompanhado do chefe de divisão técnica da Funai, Antônio Moreira Cabral Neto, os representantes da coordenação técnica local da Fundação Nacional do Índio em Carolina (MA), Maria dos Anjos Rodrigues de Sousa e Alberto Hapyhi Krahô, além da secretária de saúde do município de Goiatins, Cleane Machado Feitosa e da secretária de saúde do município de Itacajá, Rosivânia Freitas Teixeira, acompanhada da presidente e do secretário-executivo do conselho municipal de saúde, Joaquina Ribeiro da Silva e Ricardo Lustosa da Costa Silva.

As lideranças indígenas relataram preocupação com a dificuldade acesso às comunidades, destacando que a melhoria na prestação dos serviços de saúde para as aldeias do povo Krahô depende da construção de novas estradas e de manutenção das já existentes. As lideranças também manifestaram apreensão em relação à destinação das verbas obtidas pelo Governo do Estado e pela Prefeitura Municipal de Goiatins por meio do ICMS Ecológico, e afirmam que sua aplicação em prol das comunidades indígenas pode resolver o problema da falta de recursos para a construção e manutenção de estradas e eletrificação das aldeias.

Veja aqui a íntegra da ata da reunião.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Tocantins
(63) 3219-7238 | 99247-8714
prto-ascom@mpf.mp.br | Twitter: @mpf_to

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.