Audiência pública sobre retirada de não índios da Terra Indígena Alto Rio Guamá (PA) será nesta quinta

Foto: Ana Shirley Penaforte Cardoso, no livro “Patrimônio Cultural Tembé-Tenetehara: Terra Indígena Alto Rio Guamá” – Iphan/PA 2015

O Ministério Público Federal (MPF) vai realizar audiência pública para promover debate que aponte a melhor forma de cumprimento da decisão judicial que determinou a retirada de não índios – a chamada desintrusão – da Terra Indígena (TI) Alto Rio Guamá, no nordeste do estado. O evento será realizado no município de Paragominas nesta quinta-feira (29).

O MPF convida toda a sociedade a participar. Convites específicos foram encaminhados às lideranças e comunidades da TI e aos órgãos e autoridades públicas que atuam em questões relacionadas aos direitos indígenas.

Para a composição das mesas de discussões temáticas foram convidados: prefeituras e câmaras de vereadores dos municípios limítrofes à TI (Nova Esperança do Piriá, Paragominas e Santa Luzia do Pará), Fundação Nacional do Índio (Funai), Justiça Federal, Exército, Batalhão de Polícia Ambiental, Polícia Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Coordenação Técnica Local (CTL) da Funai em Belém, Defensoria Pública do Estado, Secretaria de Estado da Segurança Pública e Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado (Ideflor-bio).

Mais detalhes sobre a audiência pública e a organização dos trabalhos podem ser acessados aqui.

SERVIÇO
Audiência Pública – Desintrusão da Terra Indígena Alto Rio Guamá
Data: 29/06 – quinta-feira
Horário: 9 horas
Local: teatro municipal Reinaldo Castanheira, localizado na rua Marechal Rondon, número 110.

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 98403-9943 / 98402-2708
prpa-ascom@mpf.mp.br
www.mpf.mp.br/pa
www.twitter.com/MPF_PA
www.facebook.com/MPFederal
www.youtube.com/canalmpf

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*