COP 20 – A experiência brasileira no monitoramento da floresta amazônica

Os esforços nacionais no combate ao desmatamento da Amazônia estarão no centro das discussões da 20ª Conferência das Partes (COP 20) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês), em Lima, capital do Peru. Na próxima quarta-feira (10/12), a delegação brasileira na Cúpula realizará o evento Monitoramento da Floresta Amazônica: um trabalho regional baseado na experiência brasileira

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e o secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA, Carlos Klink, apresentarão os resultados brasileiros no assunto. O evento contará ainda com a participação do vice-ministro do Meio Ambiente do Peru, Gabriel Quijandria, do secretário-geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), embaixador Robby Dewnarain Ramlakhan, e de representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O evento tem o objetivo de divulgar os desdobramentos das ações executadas atualmente pelos países que compõem a OTCA (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela). Além disso, será apresentado o Nível de Referência de Emissões Florestais do Brasil (FREL, na sigla em inglês), submetido à Convenção-Quadro na última terça-feira (02/12) e necessário para reconhecimento dos resultados da Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+).

SAIBA MAIS

Estabelecida em 1992, a UNFCCC se concentra em afirmar o comprometimento dos mais de 190 países-membros com metas de estabilização da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera. Órgão supremo da Convenção, a COP ocorre todos os anos e tem como principais atribuições elaborar propostas para o corte de emissões e acompanhar os acordos firmados anteriormente.

Apesar de ser considerado um fenômeno natural, o efeito estufa tem sido intensificado nas últimas décadas acarretando mudanças climáticas. Essas mudanças decorrem do aumento descontrolado das emissões de gases de efeito estufa, entre eles o dióxido de carbono e o metano. A emissão desses gases na atmosfera ocorre por conta de diversas atividades humanas, entre elas o transporte, o desmatamento, a agricultura, a pecuária e a geração e consumo de energia.

SERVIÇO

Evento: Monitoramento da Floresta Amazônica: um trabalho regional baseado na experiência brasileira

Data: 10 de dezembro, das 13h15 às 14h45 (horário local)

Local: Sala Maranga, COP 20 – Lima, Peru

Participantes: Izabella Teixeira (ministra do Meio Ambiente do Brasil), embaixador Robby Dewnarain Ramlakhan (OTCA), Thelma Krug (INPE), Gabriel Visconti (BNDES), Gabriel Quijandria (vice-ministro do Meio Ambiente do Peru)

 FONTE : Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA) – Telefone: 61.2028 1227

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*